Cota racial e estado: abolição do racismo ou direitos de raça?

O objetivo deste artigo é examinar a proposta corrente de racialização da população brasileira pelo Estado, com vistas a amparar programas de ação afirmativa para o atendimento específico daqueles que se autodenominarem negros. Analisa-se, inicialmente, o ressurgimento da noção de raça entre acadêmi...

Full description

Access type:openAccess
Publication Date:2004
Main Author: Azevedo, Celia Maria Marinho de
Document type: Article
Language:por
Published: Fundação Carlos Chagas
Portuguese subjects:
Online Access:http://dx.doi.org/10.1590/S0100-15742004000100010
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-15742004000100010
http://www.repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/22290
http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/202380
Citation:Cadernos de Pesquisa. Fundação Carlos Chagas, v. 34, n. 121, p. 213-239, 2004.
Portuguese abstract:O objetivo deste artigo é examinar a proposta corrente de racialização da população brasileira pelo Estado, com vistas a amparar programas de ação afirmativa para o atendimento específico daqueles que se autodenominarem negros. Analisa-se, inicialmente, o ressurgimento da noção de raça entre acadêmicos, políticos e militantes do anti-racismo, bem como as dificuldades de se delimitar quem é negro no Brasil. Em seguida, examina-se o modelo de cota racial dos Estados Unidos e seu apregoado sucesso. Por fim, busca-se avaliar até que ponto a instituição de cota racial no emprego e na universidade deveria se impor como a única opção política para aqueles que pretendem a abolição do racismo na sociedade brasileira.
English abstract:The objective of this article is to examine the current government proposal of racialization in the Brazilian population, in order to offer support to affirmative action programs that meet the specific needs of those who classify themselves as black. Firstly we focused on the revival of the notion of race among scholars, politicians, and anti-racism activists, as well as on the difficulty in determining who is black in Brazil. Next we examined the racial quota system in the United States and its proclaimed success. Finally, we assessed the extent to which the introduction of racial quota in employment and university enrollment should be imposed as the sole political option for those intending to eliminate racism in Brazilian society.