Efeitos do exercício físico e de um inibidor da enzima conversora de angiotensina na pressão arterial e nos sintomas sugestivos de síndrome das pernas inquietas em ratos espontaneamente hipertensos

Orientador: Andrea Maculano Esteves

Access type:openAccess
Publication Date:2015
Main Author: Frank, Miriam Kannebley, 1989-
Advisor: Esteves, Andrea Maculano, 1976-
Referee: Gobatto, Fúlvia de Barros Manchado, Mello, Marco Túlio de
Document type: Master thesis
Published: [s.n.]
Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Ciências Aplicadas
Program: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Nutrição e do Esporte e Metabolismo
Portuguese subjects:
English subjects:
Online Access:http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/244495
Citation:FRANK, Miriam Kannebley. Efeitos do exercício físico e de um inibidor da enzima conversora de angiotensina na pressão arterial e nos sintomas sugestivos de síndrome das pernas inquietas em ratos espontaneamente hipertensos. 2015. 45 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Aplicadas, Limeira, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/244495>. Acesso em: 27 ago. 2018.
Portuguese abstract:Resumo: A relação entre hipertensão e os distúrbios do movimento relacionados ao sono, como a síndrome das pernas inquietas (SPI) vem sendo observada em seres humano, porém as causas e mecanismos que circundam esta comorbidade ainda não estão elucidados. O presente estudo investigou se a diminuição da pressão arterial (PA) induzida pelo exercício físico e/ou um inibidor-enzima conversora de angiotensina pode afetar a atividade locomotora de ratos espontaneamente hipertensos (SHR), com ênfase no sistema dopaminérgico. Na metodologia foi utilizado ratos da linhagem SHR e Wistar normotensos distribuídos em 4 grupos: controle, exercício físico, enalapril e exercício físico+ enalapril. O exercício físico foi realizado em esteira rolante e o enalapril administrado por gavagem, ambos durante 8 semanas. Durante este período a atividade locomotora e a PA de todos os grupos de ambas as linhagens foram avaliadas através do teste no Campo Aberto e por pletismografia de cauda, respectivamente. Após eutanásia dos animais os receptores dopaminérgicos, o transportador de dopamina, e a tirosina hidroxilase da região do corpo estriado foram avaliados através do Western Blot. O grupo SHR controle apresentou maiores valores na PA, maior atividade locomotora e níveis mais baixos dos receptores D2 e tirosina hidroxilase em comparação com todos os outros grupos ao longo do período experimental. Em geral, o exercício físico e o enalapril atenuaram estas alterações. Este estudo sugere a existência de comorbidade entre hipertensão e os sintomas sugestivos da SPI no modelo animal SHR, que são mediadas por mudanças dopaminérgicas. O exercício físico e o enalapril conferiram proteção tanto para a hipertensão quanto para mudanças comportamentais observadas
English abstract:Abstract: The relationship between hypertension and sleep-related movement disorders, like restless legs syndrome (RLS) has been hypothesized for humans, but the causes and mechanisms are not elucidated. We investigated whether the alteration of blood pressure (BP) induced by physical exercise and/or an angiotensin-converting enzyme inhibitor (enalapril) can affects the locomotor activity on the spontaneously hypertensive rats (SHR), with emphasis on dopaminergic system. We use SHR and normotensive wistar rats distributed into 4 groups for each strain: Control, Physical Exercise, Enalapril and Enalapril+Physical-Exercise. Physical exercise was performed on a treadmill and enalapril was administered by gavage, both for 8 weeks. During this period the locomotor activity were evaluated in an open field test and BP was evaluated by tail plethysmography. Dopaminergic receptors, dopamine transporter and tyrosine hydroxylase at the striatum were evaluated at by western blot. The control SHR group showed higher BP, more activity in the open field test and lower levels of D2 receptor and tyrosine hydroxylase compared with all other groups throughout the experimental period. In general, physical exercise and enalapril attenuated these alterations. This study suggests the existence of comorbidity between hypertension and sleep-related movement disorders in SHR, which are mediated by dopaminergic changes. Physical exercise and enalapril conferred protection for both hypertension and the observed behavioral changes