Crenças que influenciam adolescentes na doação de órgãos

Foram objetivos do estudo identificar conhecimento, crenças comportamentais e normativas de estudantes de nível médio sobre transplante e doação de órgãos, à luz da Teoria da Ação Racional (TRA), em duas escolas da rede pública do município de São Paulo. A amostra foi constituída por 94 alunos que r...

Full description

Access type:openAccess
Publication Date:2006
Main Author: Moraes, Márcia Wanderley de
Other Authors: Gallani, Maria Cecília Bueno Jayme, Meneghin, Paolo
Document type: Article
Language:por
Published: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem
Portuguese subjects:
Online Access:http://dx.doi.org/10.1590/S0080-62342006000400006
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0080-62342006000400006
http://www.repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/21690
http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/21690
Citation:Revista da Escola de Enfermagem da USP. Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem, v. 40, n. 4, p. 484-492, 2006.
Portuguese abstract:Foram objetivos do estudo identificar conhecimento, crenças comportamentais e normativas de estudantes de nível médio sobre transplante e doação de órgãos, à luz da Teoria da Ação Racional (TRA), em duas escolas da rede pública do município de São Paulo. A amostra foi constituída por 94 alunos que responderam um questionário baseado nos pressupostos da TRA e as respostas foram submetidas à análise estatística. O resultado mostra baixo conhecimento sobre doação de órgãos, pois 45,8% desconhecem o conceito de morte encefálica; 37,2% não sabem quando a morte ocorre e 70,3% não sabem quando uma pessoa se torna potencial doador. Foram evidenciadas dez crenças positivas relativas ao comportamento de ser doador de órgãos. Salientaram-se, também, sete crenças negativas sobre doação de órgãos. Foram evidenciadas oito crenças positivas e cinco crenças negativas relativas à doação de órgãos. Conclui-se ser necessário desenvolver estudos e implementar programas educativos de esclarecimento sobre o tema.
English abstract:This study was aimed at investigating knowledge, behavior and normative beliefs of students concerning transplant and organs donations, based on the Theory of Reasoned Action (TRA), in two public schools of the city of São Paulo. The sample was comprised of 94 students who answered a questionnaire, whose answers were submitted to statistical analysis. The results showed that the group had little knowledge about organ donation because 45.8% were not familiar with the concept of encephalic death, 37.2% do not know when death occurs and 70.3% do not know when a person becomes a potential organ donor. Eight positive and five negative beliefs about organ donations were detected. The conclusion is that it is necessary to develop studies and to implement education programs to clarify the population about this topic.