Isolamento e caracterização de marcadores microssatelites para a mosca-dos-chifres, Haematobia irritans (Linnaeus, 1758)

Orientador: Ana Maria Lima de Azeredo-Espin

Access type:openAccess
Publication Date:2007
Main Author: Rosa, Aline Coelho da
Advisor: Azeredo-Espin, Ana Maria Lima de, 1955-
Referee: Zucchi, Maria Imaculada, Lama, Marco Antonio Del
Document type: Master thesis
Language:por
Published: [s.n.]
Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Biologia
Program: Programa de Pós-Graduação em Genética e Biologia Molecular
Portuguese subjects:
English subjects:
Online Access:http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/316443
Citation:ROSA, Aline Coelho da. Isolamento e caracterização de marcadores microssatelites para a mosca-dos-chifres, Haematobia irritans (Linnaeus, 1758). 2007. 70p. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/316443>. Acesso em: 9 ago. 2018.
Portuguese abstract:Resumo: Este trabalho consiste na construção de uma biblioteca genômica enriquecida em microssatélites e na caracterização de dez locos polimórficos para a espécie Haematobia irritans irritans (Diptera: Muscidae), popularmente conhecida como mosca-dos-chifres, um ectoparasita de grande importância econômica para a pecuária de diversos países, principalmente no Brasil. A biblioteca genômica enriquecida em microssatélites teve um rendimento de 67% considerando-se o número de microsatélites (contendo mais de 7 repetições em série) caracterizados em um total de 109 sequências analisadas. Um rendimento de 22% foi encontrado referente à obtenção de 16 locos potencialmente informativos. Dos microssatélites identificados nesta análise, 85% possuíam motivos (CA)n e apenas 12% apresentaram motivos (GA)n, apesar da biblioteca ter sido enriquecida para ambos os motivos. Neste projeto, dez locos polimórficos de microssatélites foram descritos para a espécie H. irritans. Destes, oito locos apresentaram motivos dinucleotídeos, sendo cinco motivos (CA)n e três motivos (GA)n, além da identificação de um loco com motivo trinucleotídeo (CAA)7 e um tetranucleotídeo (CCGT)6. Entre os dez locos polimórficos, o número de alelos por loco variou entre dois e oito, tendo uma média de quatro alelos por loco, considerados um número baixo quando comparado com outras espécies de dípteros. As heterozigosidades esperada e observada apresentaram um intervalo de 0,1421-0,7702 e 0,1500-0,6750, respectivamente. Os valores de heterozigosidade também foram considerados baixos, sendo inferiores a 0,5 em pelo menos três locos. Após correção seqüencial de Bonferroni, oito locos não apresentaram desvios significativos pelo esperado por Hardy-Weinberg, bem como não foi verificado desequilíbrio de ligação entre os pares de locos. A caracterização destes marcadores microssatélites polimórficos, é potencialmente informativa para elucidar questões evolutivas envolvendo H. irritans como a compreensão da dinâmica populacional e estrutura genética desta espécie. A análise deste marcador molecular poderá orientar projetos de manejo e controle da mosca-dos-chifres
English abstract:Abstract: The aim of this work was the construction of a genomic microsatelliteenriched library for the species Haematobia irritans irritans (Diptera: Muscidae), commonly known as ¿horn fly¿, an ectoparasite of great economic importance world-wide, and particularly in Brazil. Here we describe ten polymorphic microsatellite loci isolated from this species. From a complete set of 109 sequences analised, 67% contained microsatellites regions (considering sequences with more than 7 repeats). The analysis of these sequences resulted in the identification of 16 potentially informative microsatellites loci (an efficience of 22%). Regarding the composition of the microsatellites sequenced retrived in this process, 85% have (CA)n motifs and only 12% have (GA)n motifs, despite enrichment on both. From the ten polymorphic microsatellite loci isolated from H. irritans, 8 have dinucleotide motifs (5 (CA)n and 3 (GA)n), one was a trinucleotide motif (CAA)7 and one was a tetranucleotide motif (CCGT)6. The number of alleles per locus ranged from two to eight, with an average of four alleles per locus. This number of alleles was considered low if compared with other dipterans studies. The expected and observed heterozigosities ranged from 0,1421 to 0,7702 and 0,1500 to 0,6750, respectively. Heterozigosity values were considered low. In this analysis, at least three loci presented heterozigosity values under 0,5. After sequential Bonferroni correction, significant deviation from Hardy-Weinberg equilibrium was found for 2 loci. No linkage disequilibrium was observed between pairs of loci after correction for multiple tests. The characterization of these polymorphic microsatellites markers is potentially informative to investigate evolutionary questions regarding H. irritans populations by providing fundamental insights into population dynamics and genetic structure. Further projects on horn flies control and management could also benefit from this molecular marker analysis