Avaliação da expressão dos receptores FcGama em leucócitos de pacientes com Leishmaniose cutânea localizada

O curso da infecção por Leishmania características clínicas variadas, dependente da virulência e do tropismo do parasita, além da resposta imune do hospedeiro. Recentemente foi demonstrado que a infecção por Leishmania mexicana não se estabelece na ausência de anticorpos circulantes ou dos receptore...

Full description

Access type:openAccess
Publication Date:2002
Main Author: Santana, George Mariane Soares
Advisor: Weyenbergh, Johan van
Document type: Master thesis
Language:por
Published: Centro de Pesquisas Gonçalo Moniz
Online Access:https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/34487
Citation:SANTANA, George Mariane Soares. Avaliação da expressão dos receptores FcGama em leucócitos de pacientes com Leishmaniose cutânea localizada. 2002. 70 f. Dissertação (Mestrado em Patologia) - Universidade Federal da Bahia; Centro de Pesquisas Gonçalo Moniz, Fundação Oswaldo Cruz, Salvador, 2002.
Portuguese abstract:O curso da infecção por Leishmania características clínicas variadas, dependente da virulência e do tropismo do parasita, além da resposta imune do hospedeiro. Recentemente foi demonstrado que a infecção por Leishmania mexicana não se estabelece na ausência de anticorpos circulantes ou dos receptores Fc. Sabendo que os receptores Fc constituem uma interface entre a resposta imune humoral e celular, e que estes dois tipos de resposta aparentemente se antagonizam na leishmaniose, avaliamos a expressão dos receptores para IgG (CDI 6, CD32 e CD64) na superficie de leucócilos do sangue periférico de pacientes com leishmaniose cutânea localizada, comparando com controles sadios e correlacionamos a expressão dos receptores para IgG com dados clínicos. Nossos dados mostram um aumento significativo da porcentagem de monócitos expressando CDI6, de linfócitos expressando CD32, e de neutrófilos expressando CD32 e CD64. A expressão de CD32 em linfócitos mostrou correlação sIgnificativa com a porcentagem de célula B em pacientes, mas não em controles, o que sugere uma possível participação deste receptor na resposta humoral na leishmaniose cutânea localizada. Em contraste aos controles, a percentagem de CD16 em monócitos de pacientes não se correlacionou com CD64 em neutrófilos e com nenhum marcador de linhagem mieloide ou linfoide. Porém, observamos correlação significativa entre a porcentagem de CD16 em monócitos e o tamanho da lesão nos pacientes, sugerindo que este receptor representa um possível marcador de severidade e/ou evolução clínica de doença, como já foi demonstrado na AIDS.
English abstract:The course of Leishmania infection presents several clinical features, depending on parasite virulence and tissue tropism, beside host immune response. Recentely have previously sho\vn that Leishmania mexicana infection does not establish in the absence of circulating antibody and Fc receptors. Considering that Fc receptors compose an interface between humoral and cellular immune response, which apparently antagonize each other in leishmaniasis, we evaluated IgG receptor (CD 16, CD32 and CD64) surface expression in peripheral blood cells from patients with localized cutaneous leishmaniasis, as compared to normal healthy controls and correlated Fc receptor expression to clmical data. Our data show a significant increase in the percentage of monocvies expressing CD16, of lymphoc\tes expressing CD32 and of neutrophils expressing CD32 and CD64. Lymphoc>'te CD32 expression was significantly correlated to the percentage of B cells in patients, but not in controls, suggesting possible participation of this receptor in humoral immime response in localized cutaneous leishmaniasis. In contrast to controls, the percentage of CD 16 in monoc>1es from patients did not correlate to CD64 in neutrophils, nor with any rrç^eloid or lymphoid lineage marker. However, we observed a significant correlation between C^D16 expression in monocytes and lesion size m patients, suggesting this receptor might represent a marker of disease severity and/or evolution, as has been previously shown in AIDS.