O processo de aquisição da autonomia em crianças pré-escolares: uma visão da Psicologia Analítica

Autonomy is an important feature in human development, as it enables us to achieve new skills and propel us into increasingly complex levels of behavior. Since most of the current research has focused the development of autonomy during adolescence, this dissertation aimed to study the process of acq...

Full description

Access type:openAccess
Publication Date:2015
Main Author: Medeiros, Ana Carolina Takenaka lattes
Advisor: Araújo, Ceres Alves de
Document type: Master thesis
Language:por
Published: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Program: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica
Department: Psicologia
Portuguese subjects:
English subjects:
Knowledgement areas:
Online Access:https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15401
Citation:Medeiros, Ana Carolina Takenaka. O processo de aquisição da autonomia em crianças pré-escolares: uma visão da Psicologia Analítica. 2015. 96 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2015.
Portuguese abstract:A autonomia é uma característica importante no desenvolvimento humano, visto que nos possibilita alcançar novas habilidades e nos impulsiona para níveis cada vez mais complexos de comportamentos. Como a maioria das pesquisas atuais tem focado o desenvolvimento da autonomia durante a adolescência, a presente dissertação teve como objetivo geral estudar o processo de aquisição da autonomia por crianças pré-escolares. A pesquisa foi realizada com mães de 71 crianças de 3 a 5 anos através do Inventário dos Comportamentos para Crianças e Adolescentes entre 1½ e 5 anos (CBCL/1½-5) e de um questionário para avaliar a percepção de autonomia que as mães tem de seus filhos, além de questionário sociodemográfico. O método utilizado foi quantitativo, de amostragem por conveniência, e o referencial teórico foi a Psicologia Analítica. Os resultados gerais indicam que as crianças nessa faixa etária atingem bom nível de autonomia. Houve diferença estatística significativa entre autonomia de crianças que têm irmãos versus crianças sem irmãos, apontando que a presença destes aumenta a autonomia. Porém, ao contrário do que se supunha, não houve diferença estatística significativa entre os gêneros, entre mães que trabalham fora e mães donas de casa ou ainda entre crianças que são assistidas por babás e crianças que não o são. Esses achados corroboram com a literatura científica atual, segundo a qual a autonomia é intrínseca e inerente ao desenvolvimento humano
English abstract:Autonomy is an important feature in human development, as it enables us to achieve new skills and propel us into increasingly complex levels of behavior. Since most of the current research has focused the development of autonomy during adolescence, this dissertation aimed to study the process of acquisition of autonomy for preschool children. The survey was conducted with mothers of 71 children with ages between 3 and 5 years old, through the Child Behavior Checklist (CBCL/1½ -5) and a questionnaire to assess the perception of autonomy that mothers perceive in their children and also a sociodemographic questionnaire. The method used was quantitative, through convenience sample and the theoretical framework was the Analytical Psychology. Results indicate that children in this age group have good level of autonomy. There was a statistic relevant difference between autonomy of children who have siblings versus children who have no siblings, pointing out that the presence of siblings increases autonomy in children. However, contrary to what was thought initially, there was no statistic relevant difference between genders, between working mothers and housewives or between children who are assisted by nannies and children who are not assisted by nannies. These findings corroborate with the current scientific literature that understands autonomy as intrinsic and inherent to human development