Frequência de leucemia e imunodeficiência viral felina em uma população hospitalar

Os retrovírus fazem parte da família de vírus RNA que incluem vários agentes de importância na medicina veterinária. A enzima transcriptase reversa permite que o RNA viral sirva de modelo para a produção do provírus composto por uma molécula de fita dupla de DNA, sendo o provírus inserido no genoma...

Full description

Access type:openAccess
Publication Date:2007
Main Author: Claudia Cristina Boselli Grotti
Advisor: Ana Paula F. R. L. Bracarense .
Referee: Alice Fernandes Alfieri, Sueli Esteves Beloni, Roberta Lemos Freire
Document type: Master thesis
Language:por
Published: Universidade Estadual de Londrina. Centro de Ciências Agrárias. Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal.
Online Access:http://www.bibliotecadigital.uel.br/document/?code=vtls000126867
Portuguese abstract:Os retrovírus fazem parte da família de vírus RNA que incluem vários agentes de importância na medicina veterinária. A enzima transcriptase reversa permite que o RNA viral sirva de modelo para a produção do provírus composto por uma molécula de fita dupla de DNA, sendo o provírus inserido no genoma do hospedeiro. Foram identificados dois retrovírus que podem causar síndrome de imunodeficiência ? o vírus da leucemia felina ? FeLV (subfamília Oncovirinae) e o vírus da imunodeficiência felina ? FIV (subfamília Lentivirinae), ambos da família Retroviridae. Estes vírus estão associados a doenças neoplásicas, hematológicas e imunossupressoras distintas. Amostras de plasma de noventa gatos, colhidas entre Fevereiro e Agosto de 2006, foram submetidas a um kit comercial de ensaio imunoenzimático (ELISA) para detecção simultânea de antígenos de FeLV e anticorpos contra o FIV. Os animais eram pacientes do Hospital Veterinário. Os resultados revelaram que 3,3% (3/90) foram virêmicos ao FeLV, enquanto 5,6% (5/90) foram reagentes ao FIV e nenhum foi reagente a ambos os vírus. A idade, a raça, o sexo, o acesso à rua e os valores hematológicos da maioria dos gatos foram registrados. Os dados foram submetidos ao teste exato de Fischer e não foram observadas diferenças significativas entre as variáveis analisadas. Os principais sinais clínicos e alterações hematológicas encontrados nos gatos infectados por FIV pesquisados foram anorexia, fraqueza, leucocitose com neutrofilia e linfopenia. O sinal clínico de maior freqüência observado entre os gatos FeLV reagentes foi otite, e linfopenia foi constatada em um animal.
English abstract:Retroviruses make up a family of RNA virus that includes many agents of veterinary importance. The transcriptase reverse enzyme allows viral RNA to serve as template for production of a double-stranted DNA provirus. This provirus is then inserted in to the host?s genome. Two feline retroviruses have been identified that may cause immunodeficiency syndrome ? feline leukemia virus (FeLV) belonging to the subfamily Oncovirinae and feline immunodeficiency virus (FIV) belonging to the subfamily Lentivirinae both of the Retroviridae familiy. These viruses are associated with distinct neoplastic, hematologic, and immunosuppressive diseases. Ninety feline plasma samples from cats, collected between February and August in 2006, were tested by a commercially available test-kit enzyme-linked immunosorbent assay (ELISA) for simultaneous detection of FeLV antigen and FIV antibodies. The animals were patients at the Veterinary Hospital. The results showed that 3.3% (3/90) animals were viremic to FeLV, while 5.6% (5/90) reacted to FIV and none react for both viruses. Age, breed, sex, road access and hematological values were recorded of most sampled cat. Fischer test were utilized for the statistical analysis and showed that there were no significant differences between the analyzed variables. The major clinical signs and hematological findings associated with infection in cats FIV-infected that were surveyed included anorexia, weakness, leucocytosis with neutrophilia and lymphopenia. Otitis was the most frequent clinical sign observed among FeLV reagents cats and only one cat was lymphopenic.