ESTEVES & ESTEVES, UMA POÉTICA DOS TEXTOS EM MOVIMENTO: INTERTEXTUALIDADE ENTRE A MÁQUINA DE FAZER ESPANHÓIS E TABACARIA

This paper aims to analyze the Portuguese novel a máquina de fazer espanhóis from the intertextual relation with the poem Tabacaria. More specifically, the analysis are be made by means of the character Esteves and its textual intertwining that we recognize between the two works. The corpus of this...

Full description

Access type:openAccess
Publication Date:2017
Main Author: Tomé, Rodrigo da Silva lattes
Advisor: Harmuch, Rosana Apolonia lattes
Referee: Oliveira, Silvana lattes, Nery, Antonio Augusto lattes
Document type: Master thesis
Language:por
Published: UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA
Program: Programa de Pós-Graduação em Estudos de Linguagem
Department: Linguagem, Identidade e Subjetividade
Portuguese subjects:
English subjects:
Knowledgement areas:
Online Access:http://tede2.uepg.br/jspui/handle/prefix/1493
Citation:TOMÉ, Rodrigo da Silva. ESTEVES & ESTEVES, UMA POÉTICA DOS TEXTOS EM MOVIMENTO: INTERTEXTUALIDADE ENTRE A MÁQUINA DE FAZER ESPANHÓIS E TABACARIA. 2017. 97 f. Dissertação (Mestrado em Linguagem, Identidade e Subjetividade) - UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA, Ponta Grossa, 2017.
Portuguese abstract:Este trabalho tem como objetivo analisar o romance português a máquina de fazer espanhóis a partir da relação intertextual com o poema Tabacaria. Mais especificamente, a análise se dá por meio do personagem Esteves e o seu entrecruzamento textual que reconhecemos entre as duas obras. O corpus deste estudo se baseia em rastrear esse nome/personagem que surge no romance e no poema e observar semelhanças e diferenças na composição desse sujeito dito ‘sem metafísica’. Quanto à análise, mais que apenas descrever essas passagens em que Esteves aparece e compará-las ao poema, faz-se necessário inferir sobre a significação desse nome/personagem que perturba as narrativas no sentido de mantê-las em constante movimento e abertas para re/interpretações. Esteves assim se torna sinônimo do entre-lugar literário no romance. O trabalho terá como pressuposto teórico Samoyault (2008). Em seu livro intertextualidade, a autora francesa propõe pensar a memória da literatura como uma poética dos textos em movimento. Assim sendo, a análise se utilizará de uma abordagem não formalista e tipológica, mas sim voltada para as numerosas relações que nascem do contato entre os textos entre si.
English abstract:This paper aims to analyze the Portuguese novel a máquina de fazer espanhóis from the intertextual relation with the poem Tabacaria. More specifically, the analysis are be made by means of the character Esteves and its textual intertwining that we recognize between the two works. The corpus of this study has its bases in scanning that name/character that appears in both the novel and the poem in order to observe similarities and differences on the composition of this subject who is said to be ‘without metaphysics’. About the analysis, more than just describe the parts in which Esteves appears and compare them to the poem, it is necessary to infer about the signification of that name/character that disturbs the narratives by keeping them in constant movement and open to re/interpretations. Esteves thus becomes synonymous with the literary in-between place in the romance. The theoretical premise of this paper will be Samoyault (2008). In her book Intertextualidade, the French author proposes to think the literature memory as a poetics of the moving texts. Therefore, the analysis will use a non-formalist and non-typological approach,but aimed to the study of the numerous relations that rise from the contact between the texts themselves.