“Nem preto, nem branco, mas puro matiz”: um ensaio sobre a produção crítica do uspianista José Miguel Wisnik

223 f.

Access type:openAccess
Publication Date:2013
Main Author: Assis, Jamille Maria Nascimento de
Advisor: Lima, Rachel Esteves
Document type: Master thesis
Language:por
Portuguese subjects:
Online Access:http://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/9286
Portuguese abstract:O trabalho tem como objetivo produzir um perfil intelectual do crítico José Miguel Wisnik, a partir da análise da sua produção ensaística e musical, do espaço que o formou e o acolheu como professor (a Universidade de São Paulo) e de depoimentos, entrevistas e alguns biografemas. Wisnik se destaca no meio crítico por assumir uma forma de leitura articulada com a especificidade da linguagem musical, sem deixar de levar em consideração os conhecimentos de outras áreas, como a psicanálise, a sociologia, a antropologia, a história, etc., sempre com o intuito de valorizar a criatividade das manifestações culturais brasileiras em seus trabalhos. Uma leitura alinhada a distintas matrizes analíticas não deixaria de gerar suas ambiguidades, até porque quem a produz é um uspiano que, à diferença de seus pares, tentou aplicar um approach teórico formal e sociológico à análise de objetos que não são usualmente analisados na USP, como a música e o futebol. Essa dupla valência leva-o, portanto, a estar alinhado com os Estudos Culturais no Brasil, mas de modo bastante singular. Estudar como essa singularidade se forjou constitui, pois, a principal meta deste trabalho.