Evapotranspiração e análise econômica de irrigação em cana-de-açúcar.

O uso da irrigação nos canaviais requer bastante atenção, visto que o agricultor deve utilizar a quantidade do insumo que proporcione o máximo retorno econômico. Por isso, para otimizar o uso da água na irrigação da cana-de-açúcar, este trabalho teve como objetivo analisar os níveis desse recurso qu...

Full description

Access type:openAccess
Publication Date:2015
Main Author: SILVA, Samuel. lattes
Advisor: DANTAS NETO, José. lattes
Referee: AZEVEDO, Carlos Alberto Vieira de., TEODORO, Iêdo.
Document type: Master thesis
Language:por
Published: Universidade Federal de Campina Grande
Program: PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AGRÍCOLA
Department: Centro de Tecnologia e Recursos Naturais - CTRN
Portuguese subjects:
Knowledgement areas:
Online Access:http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/4249
Citation:SILVA, S. Evapotranspiração e análise econômica de irrigação em cana-de-açúcar. 2015. 56 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) – Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola, Centro de Tecnologia e Recursos Naturais, Universidade Federal de Campina Grande, Paraíba, Brasil, 2015.
Portuguese abstract:O uso da irrigação nos canaviais requer bastante atenção, visto que o agricultor deve utilizar a quantidade do insumo que proporcione o máximo retorno econômico. Por isso, para otimizar o uso da água na irrigação da cana-de-açúcar, este trabalho teve como objetivo analisar os níveis desse recurso que proporcionassem produtividades economicamente viáveis ao longo das socarias. O experimento foi conduzido no Centro de Ciências Agrárias (CECA/UFAL) em Rio Largo-AL, utilizando-se a variedade RB92579 irrigada por gotejamento com sete lâminas de irrigação (níveis de 0, 25, 50, 75, 100, 125 e 150% da evapotranspiração de referência-ET0 média diária do período seco), em três ciclos de produção de cana-de-açúcar entre janeiro de 2009 e fevereiro de 2012. A evapotranspiração da cultura (ETc) e a evapotranspiração real (ETr) da cana-de-açúcar foram estimadas pela metodologia de Kc duplo, o qual separa os efeitos de transpiração da planta e evaporação direta da água do solo. Foram calculados o Índice de Satisfação das Necessidades de Água (ISNA) para o tratamento de sequeiro e a evapotranspiração relativa da cultura (ER) para todos os tratamentos. A produtividade agrícola e agroindustrial da cultura foi utilizada para o ajuste de curvas de respostas às lâminas de irrigação. A ETr média na fase de crescimento máximo dos três ciclos variou de 1,73 a 5,04 mm dia-1 nos tratamentos com 0 e 150% da ET0, respectivamente. A cana-de-açúcar irrigada com Kc máximo de 1,5 (150% da ET0) no primeiro, segundo e terceiro ciclos de cultivo, produziu em média 48,0 Mg ha-1 a mais do que a cana cultivada sem irrigação. Para o valor médio de 0,55 R$ kg-1 de açúcares totais recuperáveis (ATR), a lâmina de máxima eficiência econômica foi 666 (85% da ET0), 290 (65% da ET0) e 397 mm (70% da ET0), com lucro de 3.272,07; 2.456,90 e 1.474,51 U$ ha-1 em cana-planta, 1ª e 2ª socas, respectivamente. A cana-de--açúcar sob regime de sequeiro, em Rio Largo-AL, está exposta a médio risco climático e a ETr, nos cultivos irrigados, diminui proporcionalmente com o nível de irrigação adotado. A quantidade de ATR por tonelada de cana varia com a lâmina de irrigação, mas o rendimento agroindustrial final por unidade de área cultivada é dependente da produtividade de colmos; no entanto, a lâmina econômica de irrigação no intervalo de 0 a 150% da ET0 é diretamente proporcional ao aumento do preço do ATR.
The use of irrigation in sugarcane requires close attention because the farmer must use the amount of input that provides the maximum economic return. Therefore, to optimize the use of water in irrigation of sugarcane, this study aimed to analyze the levels of this resource that would provide economically viable yields along of the ratoons. The experiment was conducted at the Agrarian Science Center (CECA/UFAL) in Rio Largo, Alagoas, using the variety RB92579 drip irrigated with seven irrigation depths (levels 0, 25, 50, 75, 100, 125 and 150% of daily average reference evapotranspiration-ET0 of dry season), in three cycles of production of sugarcane between January 2009 and February 2012. The crop evapotranspiration (ETc) and the real evapotranspiration (ETr) of sugarcane were estimated by the dual Kc methodology, which separates the effects of transpiration and direct evaporation of soil water. Was calculated the Satisfaction Index of Water Requirements (ISNA) to rainfed treatment and the relative evapotranspiration of crop (ER) for all treatments. The crop and agroindustrial yield was used for adjusting response curves to irrigation depths. The average ETr in the maximum growth phase of the three cycles ranged from 1.73 to 5.04 mm day-1 in the treatments with 0 and 150% of ET0, respectively. The irrigated sugarcane with maximum Kc of 1.5 (150% of ET0) in the first, second and third cycles of cultive produced an average of 48.0 t ha-1 more than the sugarcane cultivated without irrigation. For an average value of 0.55 R$ kg-1 of commercially recoverable sucrose content (CRS), the depth of maximum economic efficiency was 666 (85% of ET0), 290 (65% of ET0) and 397 mm (70% of ET0) with profit of 3,272.07; 2,456.90 and 1,474.51 U$ ha-1 in plant cane, 1st and 2nd ratoon, respectively. The sugarcane, in rainfed conditions in Rio Largo, Alagoas, is exposed to average climatic risk and the ETr, in the irrigated crops, decreases proportionally with the level of irrigation adopted. The amount of CRS per ton of cane varies with irrigation depth, but the final agroindustrial yield per acreage unit is more dependent on stalk yield; however, the economic irrigation depth in the range 0 to 150% of ET0 is directly proportional to the increase in the price of CRS.