Vírus da anemia infecciosa das galinhas: perfil sorológico em matrizes pesadas e presença do vírus em sua progênie

Uma vez que o conhecimento do perfil sorológico do Vírus da anemia Infecciosa das Galinhas e da presença do vírus na progênie em lotes de matrizes pesadas são essenciais para o delineamento de estratégias de controle da doença, foi realizado um estudo de distribuição de anticorpos por idade em uma g...

Full description

Access type:openAccess
Publication Date:2004
Main Author: Francilane Rodrigues Gomes
Advisor: Zelia Ines Portela Lobato
Referee: Jose Sergio de Resende, Nelson Carneiro Baiao, Roberto Becht Flatschart
Document type: Master thesis
Language:por
Published: Universidade Federal de Minas Gerais
Portuguese subjects:
Online Access:http://hdl.handle.net/1843/BUOS-8BWFV4
Portuguese abstract:Uma vez que o conhecimento do perfil sorológico do Vírus da anemia Infecciosa das Galinhas e da presença do vírus na progênie em lotes de matrizes pesadas são essenciais para o delineamento de estratégias de controle da doença, foi realizado um estudo de distribuição de anticorpos por idade em uma granja situada no Estado de Minas Gerais. Soro de aves matrizes pesadas em diferentes fases do ciclo de produção foram coletadas e testadas por ELISA competitivo. Logo após o término da coleta dos soros, as aves foram separadas em compartimentos situados no final de cada galpão e os ovos postos por elas foram coletados, marcados e incubados. Após 20 dias de incubação, esses ovos forma retirados e levados para o laboratório, onde macerados de conteúdo abdominal dos embriões foram analisados em forma de pools de seis ovos por lote através de Nested-PCR. Foram avaliados os principais índices zootécnicos da progênie destes lotes de matrizes em clientes criadores de pintos de um dia. Em lotes de matrizes pesadas, com 97,22 a 100% de animais soropositivos e soroprotetores para VAIG através do ELISA, não houve transmissão de vírus para a progênie testada. A soroconversão, na granja testada, ocorreu pela infecção natural das aves com o vírus, antes do início de postura em mais de 90% dos animais testados, ocorrendo provavelmente entre 12 a 15 semanas, demonstrado pelo início da detecção de animais soropositivos às 17 semanas de idade.
The epidemiological study of the chicken infectious anemia virus (CIAV) must include the evaluation of breeders and their progeny. For broiler breeders, in particular, it is essential that this knowledge will enable the adoption of flock management strategies to result in economical benefit. This study describes the evaluation of a broiler breeder enterprise in the State of Minas Gerais, Brazil, in view of the importance of CIAV for the ideal health and productivity. Serum and embryonic samples were obtained for ELISA and PCR analyses. The same hens sampledfor serum were separated for egg incubation and embryonic sampling. The abdominal organs of embryos at 20 days of incubation were collected for nested-PCR in pools of 6 embryos per flock. Production data of the progeny broilers of these breeders were obtained for analysis.Relating to antibody detection and its association to CIAV genome in embryos, results have shown that flock reactivity levels above 97,22% reflected in zero transmission to the embryo, as determined by PCR. Antibody occurrence is due to natural challenge before sexual maturity inmore than 90% of tested flocks. Challenge is believed to have occurred between weeks 12 to 15 of age, as antibodies were detected from 17 weeks of age onwards. Evaluated flocks have apparently been under natural challenge that enabled serum conversion as detected from week17 of age. Such condition has ensured protection to the breeders and their progeny, as such breeder will not transmit CIAV vertically and passive antibodies will be protective to early horizontal challenge. Production data are corroborative of sera and PCR results.