As condições de vida dos arranjos domiciliares brasileiros, medidas pela renda e por indicadores multidimensionais em 2009

Esse estudo verifica as diferenças nas condições de vida das famílias brasileiras, conforme o arranjo domiciliar existente, através da renda e de indicadores multidimensionais objetivos e subjetivos. Através da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia...

Full description

Access type:openAccess
Publication Date:2012
Main Author: Daniane Christie Alves Pires
Advisor: Simone Wajnman
Referee: Paula de Miranda Ribeiro, Dimitri Fazito de Almeida Rezende
Document type: Master thesis
Language:por
Published: Universidade Federal de Minas Gerais
Portuguese subjects:
Online Access:http://hdl.handle.net/1843/AMSA-94NFGF
Portuguese abstract:Esse estudo verifica as diferenças nas condições de vida das famílias brasileiras, conforme o arranjo domiciliar existente, através da renda e de indicadores multidimensionais objetivos e subjetivos. Através da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) entre os anos de 2008 e 2009, delimita-se os tipos de arranjos domiciliares existentes no Brasil - de acordo com suas características demográficas e econômicas - e verifica-se se e como a composição desses arranjos associa-se às condições de vida, de acordo com cada indicador, pela utilização da técnica microeconométrica conhecida como Logit Ordenado. Assim, identificando as diferenças entre as condições de vida dos arranjos domiciliares quando medida pela renda e pelos indicadores multidimensionais estimula-se a discussão de que é necessário mudar o enfoque das políticas públicas do indivíduo para a família e complementar os embasamentos teóricos das políticas em questão que focam na renda com a consideração dos diversos aspectos que abarcam a condição de vida.
This study evaluates the differences in living conditions of Brazilian families, as the living arrangement exists, through income and multidimensional objective and subjective indicators. Through the Household Budget Survey (HBS) conducted by the Brazilian Institute of Geography and Statistics (IBGE) between the years 2008 and 2009, defines the types of living arrangements that exist in Brazil - according to their demographic and economic - and verifies whether and how the composition of these arrangements is associated with living conditions, according to each indicator by using the technique known as microeconometric Ordered Logit. Thus, identifying the differences between the living conditions of the living arrangements when measured by income and by multidimensional indicators is encouraged to discuss what needs to change the focus of public policies of the individual to the family and complement the theoretical foundation of the policies in question that focus on income with consideration of the various aspects involved in the condition of life.