Parasitismo em Cnemidophorus ocellifer (Squamata:Teiidae) de quatro ecossistemas do nordeste brasileiro

Parasite is an organism that lives inside (endo) or in surface (ectoparasites) from another organism, the host, feeding, showing some degree of adaptation and causing some damage to it. In Brazil one of the most commonly found lizard is the Cnemidophorus ocellifer, active forager, with wide national...

Full description

Access type:openAccess
Publication Date:2013
Main Author: Eloi, Felipe Jardelino lattes
Advisor: Vieira, Gustavo Henrique Calazans lattes
Co-advisor: Mesquita, Daniel Oliveira lattes
Document type: Master thesis
Language:por
Published: Universidade Federal da Paraí­ba
Program: Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas
Department: Zoologia
Portuguese subjects:
English subjects:
Knowledgement areas:
Online Access:https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/4133
Citation:ELOI, Felipe Jardelino. Parasitismo em Cnemidophorus ocellifer (Squamata:Teiidae) de quatro ecossistemas do nordeste brasileiro. 2013. 55 f. Dissertação (Mestrado em Zoologia) - Universidade Federal da Paraí­ba, João Pessoa, 2013.
Portuguese abstract:Parasita é um organismo que vive dentro (endoparasitas) ou na superfície (ectoparasitas) de outro organismo, o hospedeiro, se alimentando, apresentando certo grau de adaptação e causando algum dano ao mesmo. No Brasil um dos lagartos mais comumente encontradas é Cnemidophorus ocellifer, forrageador ativo, de ampla distribuição nacional exceto Amazônia, heliófilo e diurno, que habita principalmente áreas abertas. Sendo assim, o presente estudo tem como objetivo caracterizar e testar hipóteses sobre os padrões de infestação por parasitas em populações de C. ocellifer de quatro ecorregiões do Nordeste Brasileiro, quanto à abundância, composição, diversidade e distribuição corporal, bem como sobre os efeitos da intensidade parasitária sobre a aptidão dos hospedeiros. Foram examinados 399 exemplares de C. ocellifer de quatro populações: Barra do Cunhaú/RN, Cabaceiras/PB, PARNA Sete Cidades/PI e REBIO Guaribas/PB. Eutrombicula alfreddugesi foi a única espécie de ectoparasita encontrada em todas as populações estudadas. A população de Sete Cidades/PI foi a mais parasitada, com 9.819 ácaros encontrados, e a população de Barra do Cunhaú/RN foi a menos parasitada, com apenas 445 ácaros e 66 indivíduos livres de ectoparasitas. Foram encontrados seis tipos de endoparasitas: Platelmintos Cestoda (n=49) e Nematelmintos Pharyngodon sp. (n=1.633), em estômagos e intestinos; Nematelmintos Piratuba sp. (n=6), Oswaldofilaria sp. (n=17) e Physaloptera sp. (n=1), em cavidades celomáticas (apenas em Sete Cidades); e o Pentastomídeo Raillietiella mottae (n=5) nos pulmões dos indivíduos de Barra do Cunhaú. Para ectoparasitas os machos são significativamente mais infestados que fêmeas e isso provavelmente está ligado à relação inversamente proporcional que existe entre as taxas de testosterona no sangue e a eficiência do sistema imune. Os sítios de infestação foram determinantes para a infestação por ectoparasitas em todas as populações estudadas, indicando principalmente as regiões pósinguinais como os sítios significativamente mais infestado em todas as populações. Esses resultados não estão relacionados apenas a presença de dobras dérmicas nessas regiões, já que existem dobras em outras partes do corpo desses lagartos e elas não apresentaram, significativamente, altas infestações. A infestação também foi parcialmente influenciada pelo ambiente, mas pode ser que essa influência seja por fatores secundários e não necessariamente ambientais. A condição corporal, outro parâmetro de aptidão, também foi parcialmente influenciada pela infestação parasitária, mas não como esperado, onde indivíduos mais parasitados apresentaram melhor condição corporal, refutando a hipótese mencionada na introdução (indivíduos com maior intensidade parasitária teriam menor índice de condição corporal). Um apanhado geral de todos esses resultados sugere que a infestação por ectoparasitas pode estar associada a características de aptidão e seleção sexual, corroborando a Teoria da Desvantagem. Se não dessa forma, um parasita pode apresentar, com seu hospedeiro, uma relação neutra (comensalista) ou até mesmo positiva, mesmo que em baixo nível (mutualista). Os endoparasitas podem estar atuando de forma espúria, sem que os hospedeiros em nada se beneficiem com essa interação, mas podem ao menos apresentar um padrão de diversidade de espécies conhecido para outros táxons.
English abstract:Parasite is an organism that lives inside (endo) or in surface (ectoparasites) from another organism, the host, feeding, showing some degree of adaptation and causing some damage to it. In Brazil one of the most commonly found lizard is the Cnemidophorus ocellifer, active forager, with wide national distribution except Amazon, and diurnal heliotherms, which mainly inhabits open areas. Therefore, this study aims to characterize the patterns of infestation by parasites in populations of C. ocellifer in four ecoregions of northeastern Brazil, the abundance, composition, diversity and body distribution. We examined 399 specimens of C. ocellifer. Eutrombicula alfreddugesi was the only ectoparasite species found in all populations studied. The Sete Cidades population was the most parasitized with 9,819 mites found, and the population of Barra Cunhaú was less parasitized, with only 445 individuals and 66 mites free from ectoparasites. We found six types of endoparasites: Platyhelminths Cestoda (n=49) and Nemathelminths Pharyngodon sp. (n=1633) in stomachs and intestines, Nemathelminths Piratuba sp. (n=6), Oswaldofilaria sp. (n=17) and Physaloptera spp. (n=1), only in coelomic cavities in Sete Cidades, and Pentastomid Raillietiella mottae (n=5) in the lungs only in Barra do Cunhaú. For ectoparasites males are significantly more infested than females and this is probably linked to the inverse relationship that exists between testosterone levels in the blood and immune system efficiency. The sites of infestation were instrumental in the infestation by ectoparasites in all populations studied, indicating mainly post-inguinal regions as significantly more infested sites in all populations. These results are not only related to the presence of dermal folds in these regions, since there are folds in other parts of the body of these lizards and they showed no such significant results. The infestation was also partially influenced by the environment, but it may be that this is influenced by secondary factors and not necessarily environmental. Body condition, another fitness parameter, was also partially influenced by parasitic infestation, but not as expected, where most infected individuals have better body condition, refuting the hypothesis (individuals with greater intensity would be less parasitic body condition score). An overview of all these results suggests that the infestation by ectoparasites can be associated with characteristics of fitness and sexual selection, corroborating the Handicap Theory. If not this way, a parasite can present with its host, a neutral relationship (comensal) or even positive, even at low level (mutual). Endoparasites may be acting illegitimate way, without the hosts in no way benefit from this interaction, but can at least present a pattern of species diversity known for other taxa.