Gênero Acantholaimus Allgén, 1933 (Chromadoridae: Nematoda): distribuição espacial em dois cânions e áreas adjacentes na Bacia de Campos e descrição de uma nova espécie da Bacia Potiguar

Os nematódeos formam um dos grupos mais abundantes entre os metazoários. Os representantes marinhos deste filo ocorrem desde a costa até as regiões abissais. Em mar profundo existem diversos ambientes, e um deles são os Cânions submarinos. Estes Cânions são pouco estudados e considerados oásis de bi...

Full description

Access type:openAccess
Publication Date:2015
Main Author: SILVA, Alex Manoel da
Advisor: ESTEVES, André Morgado
Co-advisor: SILVA, Maria Cristina da
Document type: Master thesis
Language:por
Published: Universidade Federal de Pernambuco
Program: Programa de Pos Graduacao em Biologia Animal
Portuguese subjects:
Online Access:https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17060
Portuguese abstract:Os nematódeos formam um dos grupos mais abundantes entre os metazoários. Os representantes marinhos deste filo ocorrem desde a costa até as regiões abissais. Em mar profundo existem diversos ambientes, e um deles são os Cânions submarinos. Estes Cânions são pouco estudados e considerados oásis de biodiversidade. A família Chromadoridae é uma das mais abundantes em mar profundo, sendo o gênero Acantholaimus típico deste ambiente. O objetivo deste trabalho foi determinar a composição específica e a distribuição espacial das espécies de Acantholaimus nos cânions Grussaí e Almirante Câmara e nas áreas adjacentes do talude na Bacia de Campos, Rio de Janeiro, Brasil, bem como realizar a descrição de uma nova espécie do gênero Acantholaimus oriunda das amostras coletadas na Plataforma Continental da Bacia Potiguar, Rio Grande do Norte, Brasil. A amostragem, para a Bacia de Campos, foi realizada em maio de 2008. Quatro transectos foram estabelecidos sobre os cânions e Talude adjacente, em 700 m de profundidade, 1000 m e 1300 m. Em cada estação 3 réplicas foram coletadas, (com dois estratos sedimentares de 0-2 cm e 2-5 cm) e fixados em formol 10%. Para a Bacia Potiguar a amostragem foi realizada em 2009. Em cada estação 3 réplicas foram coletadas e fixadas em formol 4%. Em laboratório, a mesma metodologia foi empregada para o material obtido em ambas as Bacias. As amostras foram lavadas em água corrente, utilizando peneiras com intervalos de malhas de 0,045 mm e 0,3 mm. O material retido na peneira de 0,045 mm foi extraído pela técnica de flotação com sílica coloidal. Cem Nematoda foram retirados de cada amostra, diafanizados, medidos e identificados em nível de espécie. Nos Cânions e Talude adjacente da Bacia de Campos, um total de 453 indivíduos foram encontrados e identificados em 11 espécies. As espécies mais abundantes foram Acantholaimus maks, A. microdontus, A. elegans e A. calathus, respectivamente. Foi feito o primeiro registro das espécies A. barbatus e A. sieglerae para o Atlântico sul. A análise MDS mostrou uma separação destas espécies em função dos estratos sedimentares. O BIOENV mostrou que os percentuais de argila e carbonato e os valores de carbono total foram às variáveis que melhor se correlacionaram com a estrutura da comunidade. A partir das amostras coletadas na Bacia Potiguar, uma nova espécie de Acantholaimus foi descrita e novos caracteres foram incluídos à diagnose deste gênero.