Frequencies of DEA blood types in a purebred canine blood donor population in Porto alegre, RS, Brazil

O estudo da imunohematologia canina é muito importante para a medicina veterinária transfusional. O objetivo deste estudo foi determinar as frequências dos tipos sanguíneos do sistema DEA em uma população de cães de raça que fazem parte de um programa de cães doadores de sangue em Porto Alegre, RS,...

Full description

Access type:openAccess
Publication Date:2011
Main Author: Esteves, Vanessa Sinnott
Other Authors: Lacerda, Luciana de Almeida, Lasta, Camila Serina, Pedralli, Viviane, Diaz Gonzalez, Félix Hilário
Document type: Article Other
Language:eng
Portuguese subjects:
English subjects:
Online Access:http://hdl.handle.net/10183/78411
Portuguese abstract:O estudo da imunohematologia canina é muito importante para a medicina veterinária transfusional. O objetivo deste estudo foi determinar as frequências dos tipos sanguíneos do sistema DEA em uma população de cães de raça que fazem parte de um programa de cães doadores de sangue em Porto Alegre, RS, Brasil. Cem cães saudáveis de raça pura foram selecionados, vinte de cada raça (Dogue Alemão, Rottweiler, Golden Retriever, Pastor Alemão e Dogo Argentino). Amostras de sangue foram coletadas em tubos contendo ACD-A e o teste de hemaglutinação em tubo de ensaio da MSU (MI, EUA) foi utilizado para determinar os tipos sanguíneos. A população estudada apresentou frequências gerais de 61% para DEA 1.1, 22% para DEA 1.2, 7% para DEA 3, 100% para DEA 4, 9% para DEA 5 and 16% para DEA 7. Uma associação significativa foi encontrada entre as raças e certas combinações de tipos sanguíneos nesta população. Os resultados estão de acordo com a literatura, visto que a maioria da população canina estudada foi positiva para DEA 1.1, o tipo sanguineo mais antigênico em cães. Foram encontradas diferenças entre as raças estudadas e estas devem ser consideradas na seleção de um doador de sangue. O conhecimento das frequências dos tipos sanguíneos e de suas combinações em diferentes populacões caninas, incluindo diferentes raças, é importante, pois demonstra as particularidades de cada grupo, auxilia na manutenção de um banco de dados sobre as frequências locais e minimiza os riscos de reações transfusionais.
English abstract:The study of canine immunohematology is very important for veterinary transfusion medicine. The objective of this study was to determine the DEA blood type frequencies in a purebred canine blood donor population from Porto Alegre, RS, Brazil. One hundred clinically healthy purebred dogs were chosen, 20 dogs from each breed (Great Dane, Rottweiler, Golden Retriever, German Shepherd and Argentine Dogo). Blood samples were taken in ACD-A tubes and the MSU hemagglutination tube test (MI, USA) was used to determine the blood types. The studied population presented general frequencies of 61% for DEA 1.1, 22% for DEA 1.2, 7% for DEA 3, 100% for DEA 4, 9% for DEA 5 and 16% for DEA 7. A significant association was found between breeds and certain combinations of blood types in this population. The results are in agreement with the literature since most part of the canine population studied was positive for DEA 1.1, the most antigenic blood type in dogs. Differences were found among the studied breeds and those should be considered when selecting a blood donor. The knowledge of blood types frequencies and their combinations in different canine populations, including different breeds, is important because it shows the particularities of each group, helps to keep a data bank of local frequencies and minimizes the risks of transfusion reactions.