A gestão de desempenho por competências no Banco Delta : um paralelo entre a teoria e a prática

Em um panorama empresarial caracterizado pela competitividade e pela instabilidade, a gestão de pessoas desempenha um papel fundamental na gestão estratégica das organizações. A gestão por competências e a avaliação 360 graus são tendências de gestão de pessoas, utilizadas como alternativas para min...

Full description

Access type:openAccess
Publication Date:2010
Main Author: Mirapalheta, Everton Soares
Advisor: Scheffer, Angela Beatriz Busato
Co-advisor: Rambo, Deise Antunes
Document type: Bachelor thesis
Language:por
Portuguese subjects:
Online Access:http://hdl.handle.net/10183/29897
Portuguese abstract:Em um panorama empresarial caracterizado pela competitividade e pela instabilidade, a gestão de pessoas desempenha um papel fundamental na gestão estratégica das organizações. A gestão por competências e a avaliação 360 graus são tendências de gestão de pessoas, utilizadas como alternativas para minimizar as dificuldades enfrentadas nas avaliações de desempenho tradicionais e para contribuir com o desenvolvimento dos indivíduos e das organizações. O presente estudo tem como objetivo geral analisar a Gestão de Desempenho por Competências - GDC nas agências do Banco Delta no município de Rio Grande (RS), instituição que utiliza um modelo baseado nestas tendências. Para isso, realizou-se um estudo de caso nas cinco agências do Banco existentes no referido município. A obtenção dos dados para pesquisa, que possui caráter qualitativo, exploratório e descritivo, ocorreu através de entrevistas semi-estruturadas com dez funcionários do Banco, escolhidos por conveniência e por possuírem perfis variados. Além disso, foi analisada a documentação utilizada pela empresa para divulgar a GDC e treinar seus funcionários para o uso da ferramenta. A partir da transcrição do modelo concebido e das entrevistas, foi realizada uma análise do conteúdo e um paralelo entre a teoria sobre o modelo e o que se observou na prática. Os resultados obtidos indicam que o Banco Delta escolheu e utilizou concepções teóricas congruentes com o pensamento científico para desenvolver a GDC. Porém, as percepções dos funcionários sobre a utilização da ferramenta demonstram que existe uma distância entre a teoria e a prática, causando fragilidades no processo que dificultam a obtenção de crescimento das competências organizacionais e o desenvolvimento das pessoas envolvidas.