Livro do desassossego : uma leitura genealógica

O presente trabalho desenvolve uma leitura acerca do Livro do Dessassossego, de Bernardo Soares, semi-heterônimo de Fernando Pessoa. Através dos conceitos de arranjamento e de dispositivo, desenvolvidos no pensamento de Gilles Deleuze, Pierre-Felix Guattari e Michel Foucault, traz pensamentos sobre...

Full description

Access type:openAccess
Publication Date:2010
Main Author: Gazzana, Giselle Marques
Advisor: Tutikian, Jane Fraga
Document type: Bachelor thesis
Language:por
Portuguese subjects:
Online Access:http://hdl.handle.net/10183/29312
Portuguese abstract:O presente trabalho desenvolve uma leitura acerca do Livro do Dessassossego, de Bernardo Soares, semi-heterônimo de Fernando Pessoa. Através dos conceitos de arranjamento e de dispositivo, desenvolvidos no pensamento de Gilles Deleuze, Pierre-Felix Guattari e Michel Foucault, traz pensamentos sobre a singularidade de sua composição, sobre os mecanismos que destacam a importância das sensações. Trata também das características da personagem e seu arranjamento e da expressão, em diálogo com a noção de sujeito e de subjetivação. O trabalho traz à tona o diálogo com as relações históricas e sociais expressas na obra, bem como o viés político e filosófico desenvolvido por Fernando Pessoa através da personagem Bernardo Soares. O que se agrega nesta leitura é a percepção de uma obra que complica as definições tradicionais da teoria da literatura e que guarda, na sua organização, a desterritorialização de alguns conceitos. Uma força política que a coloca numa perspectiva de “literatura menor”.