Influência do horário de colheita e de secagem no óleo essencial de Hyptis pectinata L. Poit (Lamiaceae)

O teor, rendimento e caracterização química do óleo essencial de Hyptis pectinata foram avaliados quanto a diferentes horários de colheita (8:00, 12:00 e 16:00 horas), utilizando-se folhas frescas e secas. A secagem ou não das folhas e os diferentes horários de colheita, não tiveram influência no te...

Full description

Access type:openAccess
Publication Date:2010
Main Author: Arrigoni-Blank, Maria de Fátima
Other Authors: Blank, Arie Fitzgerald, Costa, Andressa Giovannini, Alves, Péricles Barreto, Costa, Andrea Santos da
Document type: Article
Language:por
Published: Associação Sergipana de Ciências
Portuguese subjects:
Online Access:https://ri.ufs.br/handle/riufs/1527
Citation:ARRIGONI-BLANK, M. F. et al. Influência do horário de colheita e de secagem no óleo essencial de Hyptis pectinata L. Poit (Lamiaceae). Scientia Plena, Aracaju, v. 6, n. 10, 2010. Disponível em: <http://www.scientiaplena.org.br/sp/article/view/110/62>. Acesso em: 26 nov. 2015.
Portuguese abstract:O teor, rendimento e caracterização química do óleo essencial de Hyptis pectinata foram avaliados quanto a diferentes horários de colheita (8:00, 12:00 e 16:00 horas), utilizando-se folhas frescas e secas. A secagem ou não das folhas e os diferentes horários de colheita, não tiveram influência no teor e rendimento do óleo essencial, tornando-se viável a colheita em qualquer horário do dia, podendo-se utilizar folhas frescas ou secas. Os sesquiterpenóides são os constituintes predominantes (75,0-83,0%), sendo a calamusenona o componente majoritário para todas as amostras (31,0-48,0%), seguido de b-cariofileno (7,0-15,0%).