Análise do processo de captura de dados de sistemas de pesagem em movimento sobre a ótica da Gestão do Conhecimento

TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Campus Araranguá. Tecnologias da Informação e Comunicação

Access type:openAccess
Publication Date:2016
Main Author: Diehl, Guilherme Coral
Advisor: Spanhol, Fernando José
Co-advisor: Esteves, Paulo Cesar Leite
Document type: Bachelor thesis
Language:por
Published: Araranguá, SC
Portuguese subjects:
Online Access:https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/172280
Portuguese abstract:A mudança no paradigma da fiscalização de veículos de carga no Brasil do antigo modelo chamado Posto de Pesagem de Veículos (PPV) para o Posto Integrado Automatizado de Fiscalização (PIAF) fomenta um cenário de estudo científico que possibilita a exploração da gestão do conhecimento na gestão pública. O termo de cooperação 497/2012 entre o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (DNIT) e a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) através do Laboratório de Transporte e Logística (LABTRANS) e apoiado pelo Laboratório de Mídia e Conhecimento (LABMIDIA) gerou um acordo que permitiu a criação de um projeto de utilização do espaço do PPV 16.08 para testar as tecnologias e modelo de dados do PIAF. Este trabalho busca analisar o processo de captura de dados do PPV 16.08 localizado em Araranguá na rodovia BR-101 no KM 418 a partir da espiral SECI de Nonaka e Takeuchi (2008) que define 4 passos para criação do conhecimento: A socialização do conhecimento feita ao participar da operação, a Combinação e Externalização do conhecimento que neste trabalho foi realizada sob a ótica de Processos, Pessoas e Tecnologias proposto por Servin (2005) permitindo identificar tecnologias, mapear os processos e estabelecer uma análise sobre o perfil da pessoas ligadas ao futuro modelo de pesagem brasileiro e finalmente a Internalização, que leva a refletir sobre o resultado alcançado ao final de seu desenvolvimento. Foi constatado que a mudança nos processos da sistemática de fiscalização alavancado pelas tecnologias permitem a criação de um ambiente onde a gestão do conhecimento pode ser explorada através das práticas teorizadas por diversos autores e que para se adequar ao ambiente uma mudança no perfil de colaborador do posto de fiscalização é necessária para que este ambiente gerado se desenvolva.