Software Livre x Software Proprietário e suas implicações econômicas e políticas

O presente trabalho tem por objeto analisar a adoção dos sistemas de software livre ou software proprietário sob o escopo de um processo de sobrevivência de tecnologias e buscarse-á fazer urna análise do impacto de urna política de adoção de urn determinado sistema operacional por agentes não atomis...

ver descrição completa

Nível de Acesso:openAccess
Data de Publicação:2009
Autor(a): lwata, Roberto Ribeiro
Orientador(a): Lisboa, Armando de Melo
Tipo de Documento: Trabalho de conclusão de curso
Idioma:por
Instituição de Defesa: Florianópolis
Assuntos em Portugês:
Download Texto Completo:https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/123599
Resumo Português:O presente trabalho tem por objeto analisar a adoção dos sistemas de software livre ou software proprietário sob o escopo de um processo de sobrevivência de tecnologias e buscarse-á fazer urna análise do impacto de urna política de adoção de urn determinado sistema operacional por agentes não atomisticos, corno por exemplo, o Governo. Apresenta assim o modelo de software proprietário em um mercado dominado pelo monopólio de uma grande empresa corno a Microsoft Corporation e o desenvolvimento conjunto de um sistema operacional corn código-fonte aberto e acesso gratuito, mais especificamente ao sistema operacional GNU1Linux, com um impacto consideravelmente positivo sobre a economia mundial e sobre o futuro do desenvolvimento das tecnologias baseadas em programas de computador. A distribuição eqüitativa dos benefícios auferidos corn o progresso técnico e a difusão do model() de software livre dependem diretamente da quebra de um paradi‘,1m.i: a imagem enganosa de baixa eficiência e limitação dos recursos de acessibilidade inirrcs,LI A maioria dos softwares open source. Desta forma, pretende-se fomentar a disc ussão cm torno de um novo modelo de direitos de propriedade que visam quebrar justamente o monopólio do conhecimento estabelecido pela Microsoft Corporation. A criação dc um sistema de licenciamento alternativo e libertador (no sentido que permite aos usuários dos so//wares acesso ao seu código-fonte), o qual convencionou-se chamar de copy/eft, apresenta-se como uma alternativa economicamente viável ao modelo de licenciamento copyright.