Histamine iontophoresis on the viability of random skin flap in rats

OBJETIVO: Avaliar o efeito da iontoforese de histamina na viabilidade do retalho cutâneo randômico em ratos. MÉTODOS: Foram utilizados 60 ratos adultos e machos da linhagem Wistar. O retalho cutâneo de base cranial, medindo 10x4 cm, foi elevado no dorso dos animais e uma barreira plástica foi interp...

Full description

Access type:openAccess
Publication Date:2009
Main Author: Esteves Junior, Ivaldo [UNIFESP]
Other Authors: Tacani, Pascale Mutti [UNIFESP], Liggieri, Victor Cicone, Ruggi, Bruno Grinman, Ferreira, Lydia Masako [UNIFESP], Liebano, Richard Eloin
Document type: Article
Language:eng
Published: Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia
Portuguese subjects:
English subjects:
Online Access:http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/4874
http://dx.doi.org/10.1590/S0102-86502009000100010
Citation:Acta Cirurgica Brasileira. Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia, v. 24, n. 1, p. 48-51, 2009.
Portuguese abstract:OBJETIVO: Avaliar o efeito da iontoforese de histamina na viabilidade do retalho cutâneo randômico em ratos. MÉTODOS: Foram utilizados 60 ratos adultos e machos da linhagem Wistar. O retalho cutâneo de base cranial, medindo 10x4 cm, foi elevado no dorso dos animais e uma barreira plástica foi interposta entre o retalho e a área doadora. Após o procedimento operatório, os animais foram distribuídos aleatoriamente em 4 grupos (G1-G4) (n=15 em cada grupo) a saber: G1 (controle) - simulação da estimulação elétrica, G2 (estimulação elétrica) - estimulação elétrica com corrente direta, G3 (histamina) - histamina e simulação da estimulação elétrica e G4 (iontoforese de histamina) - iontoforese transdérmica de histamina. Em todos os grupos os procedimentos foram realizados imediatamente após a operação e nos 2 dias subseqüentes. A porcentagem de área de necrose foi avaliada no 7º dia pós-operatório. RESULTADOS: As médias e respectivos desvios-padrão das porcentagens de área de necrose foram: G1 (controle) - 47,87 ± 9,13%, G2 - 51,49 ± 8,19%, G3 - 46,33 ± 8,32% and G4 - 30,82 ± 11,25%. O grupo G4 apresentou menor média de área de necrose quando comparado aos demais grupos (p<0,001). CONCLUSÃO: A administração tópica de histamina por iontoforese aumentou a viabilidade do retalho cutâneo randômico em ratos.
English abstract:PURPOSE: To evaluate the effects of the histamine iontophoresis on the random skin flap viability in rats. METHODS: Sixty adult male Wistar rats were used. A cranially-based dorsal skin flap measuring 10 x 4 cm was raised and a plastic barrier was placed between the flap and its bed. After the surgical procedure, the animals were randomized into four groups (G1-G4) (n=15 each group) as follows: G1 (control) - sham electrical stimulation, G2 (electrical stimulation) - direct current electrical stimulation, G3 (histamine) - histamine and sham electrical stimulation and G4 (histamine iontophoresis) - transdermal iontophoresis of histamine. In all groups the procedures were performed immediately after the surgery and on the two subsequent days. The percentage of flap necrosis was measured on the seventh postoperative day. RESULTS: The mean and the respective standard deviation of the percentage of flap necrosis areas were as follows: G1 (control) - 47.87 ± 9.13%, G2 - 51.49 ± 8.19%, G3 - 46.33 ± 8.32% and G4 - 30.82 ± 11.25%. The G4 group presented a significantly smaller amount of flap necrosis when compared to the other groups (p<0.001). CONCLUSION: The topical administration of the histamine by iontophoresis was effective to increase the viability of the random skin flaps in rats.