Efeitos da suplementação protéica no controle da verminose e nas características de carcaça de ovinos Santa Inês

O objetivo deste trabalho foi o de avaliar os efeitos da suplementação protéica na infecção por endoparasitas e nas características de carcaça de ovinos Santa Inês (n=24), submetidos a pasto, com dois níveis de suplementação protéica: alta proteína (AP=19% PB) e baixa proteína (BP=11% PB), os quais...

Full description

Access type:openAccess
Publication Date:2004
Main Author: Veloso, Catherine de Fátima Moreira
Other Authors: Louvandini, Helder, Kimura, Erika Akemi, Azevedo, Caroline Rodrigues, Enoki, Daliana Ribeiro de, França, Ligia Dutra de, Pimentel, Concepta Margaret McManus, Dell’Porto, Arlete, Santana, Ângela Patrícia
Document type: Article
Language:por
Online Access:http://repositorio.unb.br/handle/10482/7026
Citation:VELOSO, Catherine de Fátima Moreira et al. Efeitos da suplementação protéica no controle da verminose e nas características de carcaça de ovinos Santa Inês. Ciência animal brasileira, Goiânia, v.5, n.3, p.131-139, 2004. Disponível em: <http://www.revistas.ufg.br/index.php/vet/article/view/332/307>. Acesso em: 10 fev. 2011.
English abstract:O objetivo deste trabalho foi o de avaliar os efeitos da suplementação protéica na infecção por endoparasitas e nas características de carcaça de ovinos Santa Inês (n=24), submetidos a pasto, com dois níveis de suplementação protéica: alta proteína (AP=19% PB) e baixa proteína (BP=11% PB), os quais foram subdivididos (n=6) em vermifugados (v) e não-vermifugados (n). Mensalmente realizavam-se a colheita de fezes, a pesagem dos animais e a análise do pasto. O abate foi realizado após oito meses e meio, quando se tomaram as medidas da carcaça com análise da 12a costela e contagem dos endoparasitas. O grupo APn apresentou menor número de ovos por grama de fezes em relação ao BPn. Na contagem total de endoparasitas, os tratamentos com AP apresentaram médias inferiores em relação aos dos tratamentos com BP. Os ovinos de APv apresentaram índices superiores para peso vivo, peso ao abate, peso da carcaça quente, gordura de cobertura, comprimento externo da carcaça, área do músculo Longissimus, proporção de gordura e extrato etéreo em relação aos demais tratamentos. Os resultados dos cortes comerciais do grupo APv foram superiores aos observados no grupo BPn (P<0,05). A suplementação da dieta com proteína foi capaz de reduzir o grau de infecção por helmintos e melhorar as características de carcaça dos ovinos. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT
This study aimed to evaluate the effects of protein supplement on endoparasite infection and carcass traits of Santa Inês sheep (n=24), raised at pasture with two levels of protein supplementation: high (HP=19% CP) and low (LP=11% CP). These were subdivided (n=6) into dosed (d) and non-dosed (n). Faeces were collected monthly, the animals weighed and pasture analysed. Slaughter was carried out after eight and a half months when carcass traits were evaluated, 12th rib analysed and endoparasites counted. The HPn group had significantly less eggs per gram of faeces than LPn. When total worm count was taken, the HP treatments showed significantly lower mean levels than the LP groups. The HPd animals had significantly higher live weight, slaughter weight, hot carcass weight, fat cover, and ether extract compared to the other treatments. The commercial cuts from the HPd group were significantly heavier than those of the LPn group (P<0.05). Diet supplementation with protein was capable of reducing infection rate by helminthes and improved carcass traits in sheep.