O brasão e o ramo de café: migração, simbologia e identidade no município de Matelândia 1950-1980

This paper discusses the migration and identity construction process in the municipality of Matelândia - PR, between the period 1950 to 1980 based on the analysis of the old coat of arms municipality of Matelândia, and the symbolic representation of the coffee business in its coat. Seeking initially...

Full description

Access type:openAccess
Publication Date:2015
Main Author: Dezordi, Maurício lattes
Advisor: Gregory, Valdir lattes
Referee: Klauck, Samuel lattes, Hann, Fábio André
Document type: Master thesis
Language:por
Published: Universidade Estadual do Oeste do Parana
Foz do Iguaçu
8774263440366006536
500
Program: Programa de Pós-Graduação em Sociedade, Cultura e Fronteiras
Department: Centro de Educação, Letras e Saúde
Portuguese subjects:
English subjects:
Knowledgement areas:
Online Access:http://tede.unioeste.br:8080/tede/handle/tede/2561
Citation:DEZORDI, Maurício. O brasão e o ramo de café: migração, simbologia e identidade no município de Matelândia 1950-1980. 2015. 131 f. Dissertação (Mestrado em Sociedade, Cultura e Fronteiras) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Foz do Iguaçu, 2015.
Portuguese abstract:O presente trabalho discute à migração e o processo de construção de identidades no município de Matelândia PR, entre o período de 1950 a 1980 a partir da análise do antigo brasão do município de Matelândia, e a da representação simbólica do ramo de café no respectivo brasão. Procuro investigar inicialmente o processo migratório e a constituição das colônias agrícolas imigrantes no sul do Brasil. Analisando as colônias agrícolas e a migração para o Oeste do Paraná, eu discuto a existência de fronteiras simbólicas e a construção de uma identidade territorial local no município de Matelândia. Onde é perceptível a presença de relações de alteridade a partir da presença de um ramo de café no antigo brasão do município. Tomando por base a metodologia do paradigma indiciário de Ginzburg, procurei, por meio de indícios, averiguar como se construiu a imagem do migrante colonizador e como foi fundamentada a ideologia do progresso por meio do trabalho. Outra questão analisada é a associação entre o cultivo de café e a cultura e sistema de trabalho do migrante nortista em Matelândia. Considerando a presença desses grupos de migrantes nortistas na região norte do município de Matelândia. Região localizada no antigo brasão do municipal brasão justamente onde estava representada o ramo de café. O cultivo de café na região embora cultivado por sulistas esteva associado à cultura e ao migrante nortista.
English abstract:This paper discusses the migration and identity construction process in the municipality of Matelândia - PR, between the period 1950 to 1980 based on the analysis of the old coat of arms municipality of Matelândia, and the symbolic representation of the coffee business in its coat. Seeking initially investigate the migration process and the establishment of immigrant agricultural colonies in southern Brazil. Analyzing the agricultural colonies and the westward migration of Paraná, we discuss the existence of symbolic boundaries and building a local territorial identity in the municipality of Matelândia. Where is noticeable presence of alterity relations from the presence of a coffee business in the old coat of arms municipality. Based on the methodology of evidential paradigm Ginzburg, searched through clues, find out how to build the image of migrant settler and how it was founded the ideology of progress through work. Another issue discussed is the association between coffee cultivation and the culture and work system in Northern migrant Matelândia. Considering the presence of these groups of northern migrants in northern city of Matelândia. Region located in the old coat of arms municipal just where the coffee business was represented. Coffee cultivation in the region although cultivated by Southerners, was associated with culture and the Northern migrant.