A mortalidade materna no Distrito Federal/Brasil: estudo descritivo no período de 2000 a 2009

Realizar uma revisão da literatura mundial e nacional sobre mortalidade materna, descrevendo a população vulnerável, os fatores de risco, as causas, as difi culdades para obtenção dos dados e as medidas de prevenção, de forma a subsidiar as ações de saúde. A coleta dos dados foi realizada por meio d...

Full description

Access type:openAccess
Publication Date:2011
Main Author: Viana, Rosane da Costa [UNESP]
Advisor: Calderon, Iracema de Mattos Paranhos [UNESP], Novaes, Maria Rita Garbi [UNESP]
Document type: Master thesis
Language:por
Published: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Portuguese subjects:
English subjects:
Online Access:http://hdl.handle.net/11449/99258
Citation:VIANA, Rosane da Costa. A mortalidade materna no Distrito Federal/Brasil: estudo descritivo no período de 2000 a 2009. 2011. 61 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Medicina de Botucatu, 2011.
Portuguese abstract:Realizar uma revisão da literatura mundial e nacional sobre mortalidade materna, descrevendo a população vulnerável, os fatores de risco, as causas, as difi culdades para obtenção dos dados e as medidas de prevenção, de forma a subsidiar as ações de saúde. A coleta dos dados foi realizada por meio de pesquisa de artigos nas bases eletrônicas, SCIELLO, PUBMED, LILACS e MEDLINE, além de materiais publicados por organizações mundiais e nacionais. Foram selecionados estudos publicados no periodo de janeiro de 2000 a maio de 2011, utilizando-se os seguintes descritores: “maternal mortality”[MeSH Terms] OR (“maternal”[All Fields] AND “mortality”[All Fields]) OR “maternal mortality”[All Fields], nos idiomas português, inglês e espanhol. Foram selecionados 36 artigos que atendiam aos critérios de inclusão. O óbito materno está diretamente relacionado com as condições de vida da população e apresenta elevada disparidade entre as diversas regiões sócio-econômicas. Embora a mortalidade materna seja o melhor indicador de saúde da população feminina, seus números muitas vezes são apresentados de forma irreal, pela difi culdade da identifi cação dos casos nos registros de óbito. Medidas de prevenção associadas a diagnóstico e tratamento precoces e adequados são fatores benéfi cos na redução desses óbitos maternos. Apesar da tecnologia avançada e do reconhecimento de algumas medidas de prevenção, um grande número de mulheres morre diariamente por complicações no ciclo gravídico-puerperal. É evidente que para a redução desta tragédia é necessário o comprometimento político, social e econômico com a saúde, para promover as reformas necessárias na assistência ao ciclo gravídico-puerperal
English abstract:Accomplishing a review of worldwide and Brazilian literature on maternal mortality, describing the vulnerable population, risk factors, causes, and difficulties in obtaining the data and preventive measures, in order to subsidize health actions. The data collection was accomplished through a search for articles in the electronic data basis SCIELLO, PUBMED, LILACS and MEDLINE, in addition to published materials from worldwide and Brazilian organizations. Studies published between January 2000 and May 2011 have been selected using the following reference: “maternal mortality” [MeSH Terms] OR (“maternal”[All Fields] AND “mortality” [All Fields]) OR “maternal mortality” [All Fields], in Portuguese, English and Spanish languages. 36 articles that fi tted the criteria for inclusion have been selected.. Maternal death is directly related to the quality of life of the population and presents high disparity among the diverse social-economic regions. Even though maternal mortality is the most accurate health indicator for the female population, its numbers many a time are presented in unreal manners, due to the diffi culties in identifying the cases based on obit registries. Preventing measures associated to early diagnosis and proper treatment are benefi cial factors to the decrease of such maternal deaths. In spite of advanced technology and the recognition of some preventive measures, a large number of women decease daily out of complications through the pregnant and puerperal cycle. It is evident that in order to reduce such tragedy, political, social and economical commitment to Health is necessary to promote the needed reforms in the pregnant and puerperal cycle assistance