Comparação da resistência natural a endoparasitas e ectoparasitas em bovinos das raças Criola Lageana e Angus

Este trabalho foi desenvolvido com o objetivo de avaliar a resistência natural aos endoparasitas e ectoparasitas em bovinos da raça Crioula Lageana e meio-sangue Angus. Foram utilizados 10 machos castrados em cada grupo, desmamados (6-8 meses), mantidos juntos em pastagens cultivadas no município de...

Full description

Access type:openAccess
Publication Date:2011
Main Author: Cardoso, Cristina Perito [UNESP]
Advisor: Amarante, Alessandro Francisco Talamini do [UNESP]
Document type: Doctoral thesis
Language:por
Published: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Portuguese subjects:
English subjects:
Online Access:http://hdl.handle.net/11449/101464
Citation:CARDOSO, Cristina Perito. Comparação da resistência natural a endoparasitas e ectoparasitas em bovinos das raças Criola Lageana e Angus. 2011. 104 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, 2011.
Portuguese abstract:Este trabalho foi desenvolvido com o objetivo de avaliar a resistência natural aos endoparasitas e ectoparasitas em bovinos da raça Crioula Lageana e meio-sangue Angus. Foram utilizados 10 machos castrados em cada grupo, desmamados (6-8 meses), mantidos juntos em pastagens cultivadas no município de Monte Castelo – SC. A cada 28 dias, fêmeas de carrapatos com tamanho acima de 4 mm foram quantificadas nos lados direito e esquerdo do corpo de cada animal. O mesmo foi feito para nódulos de Dermatobia hominis. A espessura da capa do pelame foi também avaliada a cada coleta e os animais foram classificados quanto à coloração do pelame. Foram coletadas amostras de fezes para realização de exames coproparasitológicos e de sangue para quantificação de anticorpos, bem como realizada a pesagem dos animais nessas mesmas ocasiões. Os animais foram abatidos e deles coletadas alíquotas dos conteúdos gastrintestinais para contagem e identificação dos parasitas. Os animais da raça Crioula Lageana apresentaram menores infestações por larvas de D. hominis e Rhipicephalus (Boophilus) microplus. Não houve diferença entre a disposição de carrapatos e bernes conforme os lados do corpo. Os animais de pelagem escura foram mais susceptíveis aos ectoparasitas. Não houve diferença significativa na carga parasitária entre animais da raça Crioula Lageana e meio-sangue Angus. A partir dos 18 meses de idade os animais de ambas as raças mantiveram baixos valores de OPG, dados que sugerem a aquisição de imunidade contra as infecções por nematódeos devido aos constantes desafios
English abstract:This study was carried out to evaluate the natural breed resistance against nematode infections and ectoparasites infestations in Crioulo Lageano and crossbred Angus male calves. Ten weaned calves (6-8 months) were used in each group and were kept together in winter and summer pastures in Monte Castelo, Santa Catarina State. Every 28 days, female ticks more then 4 mm long were counted on the right and left side of the body of each animal, as well as the Dermatobia hominis nodules. Coat thickness also was measured at each sampling and all animals were classified according coat color. Fecal and blood samples were collected for parasitological and immunological tests. Body weight was recorded in the same occasion. All animals were slaughtered and gastrointestinal contents were collected from each individual for quantification and identification of parasites. Crioulo Lageano group was less infested by D. hominis and by Rhipicephalus (Boophilus) microplus. There were no differences in the distribution of the ticks and grubs between animal body sides. Dark-haired animal in both groups were the most susceptible. There were no significant differences in worm burden between the Crioula and crossbred Angus groups. From 18 months of age, Crioula Lageana and crossbred Angus animals kept low fecal egg counts. These data suggest that the animals acquired immunity resistance against nematode infections, due to constant challenges