Função osteoindutora de fragmentos ósseos conservados em glicerina a 98%: estudo experimental em ratos

O objetivo do presente trabalho foi o de avaliar a função osteoindutora atribuída aos fragmentos ósseos conservados em glicerina a 98%, por trinta dias, à temperatura ambiente. Esses fragmentos foram obtidos de fêmures e tíbias de ratos doadores. O implante desta matriz óssea foi realizado no tecido...

Full description

Access type:openAccess
Publication Date:2001
Main Author: Cavassani, Marluce Macedo [UNESP]
Other Authors: Moraes, Julieta Rodini Engrácia de [UNESP], Padilha Filho, João Guilherme [UNESP]
Document type: Article
Language:por
Published: Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Portuguese subjects:
English subjects:
BMP
Online Access:http://hdl.handle.net/11449/29249
http://dx.doi.org/10.1590/S0103-84782001000300013
Citation:Ciência Rural. Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), v. 31, n. 3, p. 445-448, 2001.
Portuguese abstract:O objetivo do presente trabalho foi o de avaliar a função osteoindutora atribuída aos fragmentos ósseos conservados em glicerina a 98%, por trinta dias, à temperatura ambiente. Esses fragmentos foram obtidos de fêmures e tíbias de ratos doadores. O implante desta matriz óssea foi realizado no tecido subcutâneo e intramuscular de ratos receptores. Análise histopatológica foi realizada no 30º, 60º e 90º dia após o implante. Aos 30 dias, notou-se resposta osteogênica positiva, inclusive com mielogênese, que aos 60 e 90 dias foram efetivamente concluídas. Nesses períodos, observou-se a presença de fragmentos de matriz óssea calcificada, sugerindo que fossem tecido ósseo neoformado a partir da atividade osteoblástica observada aos 30 dias. Diante desses resultados, concluiu-se que a glicerina é um bom meio para conservação de fragmentos ósseos para uso em enxertos, uma vez que a função osteoindutora foi preservada.
English abstract:The purpose of the present study was to evaluate the osteoinduction of 98% glycerin-preserved bone fragments preserved by 30 days, kept at the room temperature. The bone fragments were obtained from femur and tibia of rats. The bone fragments were implanted in the subcutaneous and intramuscular tissues of these. Histological studies were done at 30, 60 and 90 days post-operatively. Positive osteogenic and myelogenic response could be seen 30 days after implantion, and, were concluded 60 and 90 days . Completely calcified bone matrix fragments were observed in these days, suggesting that this newly formed bone tissue was derived from the osteoblastic activity observed on 30 post-operatively day. The results showed that glycerin is a good medium to preserve bone fragments for grafts use because it seems to keep the osteoinduction activity.