Propriedades mecânicas de três padrões de sutura no reparo de tendão do músculo flexor profundo do dedo em eqüinos

Quatro propriedades mecânicas: Limite Máximo (LM), Limite de Elasticidade (LE), Rigidez (RG) e Resiliência (RS) de três padrões de sutura foram avaliadas por ensaios mecânicos de tração. Trinta tendões dos músculos flexores profundos dos dedos de cadáveres de eqüinos foram separados em três grupos d...

Full description

Access type:openAccess
Publication Date:2002
Main Author: Moraes, Julieta Rodini Engrácia de [UNESP]
Other Authors: Ferraro, Gisela Cristiane [UNESP], Shimano, Antônio Carlos, Bueno de Camargo, Mauro Henrique [UNESP], Moraes, Flávio Ruas de [UNESP]
Document type: Article
Language:por
Published: Universidade de São Paulo (USP), Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ)
Portuguese subjects:
English subjects:
Online Access:http://hdl.handle.net/11449/3150
http://dx.doi.org/10.1590/S1413-95962002000200008
Citation:Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia / Universidade de São Paulo, v. 39, n. 2, p. 97-102, 2002.
Portuguese abstract:Quatro propriedades mecânicas: Limite Máximo (LM), Limite de Elasticidade (LE), Rigidez (RG) e Resiliência (RS) de três padrões de sutura foram avaliadas por ensaios mecânicos de tração. Trinta tendões dos músculos flexores profundos dos dedos de cadáveres de eqüinos foram separados em três grupos de igual número, aproximados com as suturas de Kessler modificada com sutura no epitendão (KM), Becker modificada (BM) e dupla laçada (DL). A resistência à formação de espaço e a perda de tensão também foram avaliadas. Para a carga no LM, somente o padrão de sutura KM mostrou-se significativamente diferente (P<0,05 - KM>DL>BM), enquanto no LE, os três padrões de sutura comportaram-se igualmente (P>0,05 - KM>DL>BM). Quanto à deformação, tanto no LM quanto no LE, os três padrões de sutura apresentaram diferenças significativas entre si (P<0,05 - DL>BM>KM). Na RG somente KM comportou-se diferente (P<0,05 - KM>BM>DL). Na RS, os três padrões de sutura apresentaram diferenças significativas entre si (P<0,05 - DL>BM>KM). Quanto à perda de resistência, o padrão KM falhou por distensão e perda da função da sutura, enquanto os padrões de sutura BM e DL falharam por ruptura do fio. O padrão de sutura KM mostrou-se superior aos outros dois, cujas propriedades mecânicas foram equivalentes.
English abstract:Four mechanical properties: Maximum Limit (ML), Elasticity Limit (EL), Rigidity (RG) and Resilience (RS), of three suture patterns, they were appraised, for mechanical tests of traction. Thirty tendons of the muscles deep digital flexores, of corpses of equine, were separate in three groups of equal number and approximate with the sutures of modified Kessler with suture in the epitendon (MK), modified Becker (MB) and double-locking loop (DL). The resistance to the space formation and the tension loss was also appraised. The results showed that for the load, in ML, only the suture pattern MK was shown significantly different (P<0,05); while, in PL, the three suture patterns behaved equally. As for the deformation, in ML and in EL, the three suture patterns presented significant differences amongst themselves (P<0,05). In RG, only MK behaved different (P<0,05). And, in RS, the three suture patterns presented significant differences amongst themselves (P<0,05). As for the failure, the pattern MK failed for distention and loss of the function of the suture, while the patterns suture MB and DL failed for rupture of the thread. The suture pattern MK was shown superior to the other ones two, whose mechanical properties were equivalent