Interações entre a atmosfera e a superfície terrestre: variações da temperatura e umidade na bacia B do Núcleo Cunha (IF) - SP

Os objetivos desta pesquisa são: a) compreender como a temperatura do ar e a umidade relativa na bacia B do Núcleo Cunha (IF) estão relacionadas aos controles climáticos (altitude, declividade e orientação das vertentes, vegetação, a configuração do céu, etc); b) entender qual a importância de cada...

Full description

Access type:openAccess
Publication Date:2004
Main Author: Gustavo Armani
Advisor: Emerson Galvani
Referee: Rosely Pacheco Dias Ferreira, Mirian Ramos Gutjahr
Document type: Master thesis
Language:por
Published: Universidade de São Paulo
Program: Geografia (Geografia Física)
Portuguese subjects:
English subjects:
Online Access:http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8135/tde-11122013-112544/
Portuguese abstract:Os objetivos desta pesquisa são: a) compreender como a temperatura do ar e a umidade relativa na bacia B do Núcleo Cunha (IF) estão relacionadas aos controles climáticos (altitude, declividade e orientação das vertentes, vegetação, a configuração do céu, etc); b) entender qual a importância de cada controle climático nas variações de temperatura e umidade relativa sob a ação de diferentes sistemas atmosféricos. Os controles microclimáticos produzem alterações no ritmo da temperatura e da umidade relativa de diferentes formas e graus de importância em função do sistema atmosférico atuante. Entretanto, a combinação de controles climáticos específicos pode criar ambientes que mantém o ritmo da temperatura e umidade mais estável, independente do sistema atmosférico que estiver atuando. A água no solo desempenha um papel fundamental na minimização das variações da temperatura e da umidade em ambientes específicos. A vegetação também desempenha um papel importante no controle dos valores de umidade relativa, sendo mais relevante que a declividade e a orientação da vertente. As unidades climáticas da Bacia B foram delimitadas como síntese de todas as interações entre os atributos e controles climáticos. O conceito de unidade climática como um espaço onde a interação entre os atributos e controles climáticos tem uma certa homogeneidade, permitiu a delimitação de quatro topoclimas e muitas unidades microclimáticas na bacia B.
English abstract:The objectives of this work are: a) to undestand how the air temperature and relative humidity in Basin B of Núcleo Cunha (IF) relate to micro and topoclimatic controls (altitude, gradient, slope orientation, vegetation, sky diagram, etc.); b) to comprehend the relative importance of each micro and topoclimatic control in the air temperature and relative humidity variation within different atmospheric systems. Micro and topoclimatic controls influence temperature and relative humidity variation differently in each atmospheric system. However, the arrangement of some specific climatic controls generates environments that conserve the rhythm of temperature and relative humidity, whatever the atmospheric system. Water in the soil has an evident role in the reduction of temperature and relative humidity variation. Vegetation has a fundamental role in the maintenance of the relative humidity, being clearly more importante than gradient and slope orientation. Climatic units of Basin B were delimited as a synsthesis of all interactions. The concept of climate units as a space where climatic attributes and controls keep a relative homogeneity, made possible the identification of four topoclimates and several microclimates units.