Influência do exercício em esteira na consolidação da osteotomia na tíbia de coelho fixada com fixador externo unilateral

Sabe-se que a aplicação de carga influencia na consolidação óssea; e associada ao exercício podem reduzir o tempo de reparação óssea e a permanência com o fixador, que resultaria em muitas vantagens para a prática clínica. O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência do exercício em esteira, n...

Full description

Access type:openAccess
Publication Date:2003
Main Author: Carla Cristina Esteves Silva Oliveira
Advisor: Cleber Antonio Jansen Paccola
Referee: Stela Márcia Mattiello, Orivaldo Lopes da Silva
Document type: Master thesis
Language:por
Published: Universidade de São Paulo
Program: Bioengenharia
Portuguese subjects:
English subjects:
Online Access:http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/82/82131/tde-12022016-154925/
Portuguese abstract:Sabe-se que a aplicação de carga influencia na consolidação óssea; e associada ao exercício podem reduzir o tempo de reparação óssea e a permanência com o fixador, que resultaria em muitas vantagens para a prática clínica. O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência do exercício em esteira, na consolidação da osteotomia na tíbia de coelhos, tratadas com fixador externo unilateral. O trabalho foi desenvolvido no laboratório de Bioengenharia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP, utilizando-se 16 coelhos machos adolescentes da raça Nova Zelândia, que foram submetidos a uma osteotomia transversa no terço médio da tíbia e colocação do fixador externo unilateral para fixá-la. Após o procedimento cirúrgico os animais foram divididos em dois grupos: sedentários com n = 10 e exercitados com n = 10 (submetidos a exercícios diários em esteira, com intensidade moderada, durante 10\'). Foi realizada uma avaliação radiográfica no pós-operatório imediato e a cada 10 dias até a oitava semana, quando os animais foram eutanasiados e suas tíbias retiradas e submetidas ao ensaio mecânico de torção. Na avaliação radiográfica observou-se um percentual maior de tíbias consolidadas, num período inferior a 40 dias no grupo exercitado, enquanto que os valores médios das variáveis mecânicas: torque máximo, deformação angular e energia absorvida até a ruptura, não representaram diferença estatística significativa para p menor e igual a 0,05, apesar de ser observada uma tendência para maiores valores de torque no grupo exercitado. Estes resultados sugerem que o exercício não influencia na velocidade e no padrão de consolidação da fratura neste estudo.
English abstract:It is known that a load application affects bone healing and in association with exercises, it can reduce bone healing time and fixator permanence time, what would result in several advantages in clinical practice. This article is aimed to evaluate the exercises influence on healing in osteotomised tibiae of rabbits fixed unilateral external fixator. This research was developed in the Bioengineering Laboratory of Medical School of Ribeirão Preto - USP. Sexteen young male New Zealand rabbits were submitted to transverse osteotomy in the middle third of the tibia and fixed with unilateral external fixator. After the surgical procedure, animals were divided into 2 groups: sedentary (n = 10) and exercised (n = 10), being the last group submitted to dayly exercises on a mat for 10 minutes with moderate intensity. A radiographic control was made in the immediate post-operative period and every 10 days during the first 8 weeks. After that, animals were euthanized and their tibia were removed and submitted to a torsional test. For the exercised group, there was observed a larger percentage of healed tibia in a period shorter than 40 days in respect to the radiographic control. The means of mechanical variables (maximum torque, angular displacement and energy required to failure) have shown no significant statisticall difference for p less and equal a 0.05, although it was noticed a tendency to higher values of torque in the exercised group. These results suggest no influence of exercises in relation the speed of and fracture healing in this study.