Efeitos de diferentes tempos de aplicação do ultrassom terapêutico no tratamento de tendão de ratos no processo de reparação tecidual

O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito de diferentes tempos de tratamento do ultrassom terapêutico na cicatrização de lesão tendínea. Quarenta ratos machos Wistar (300 ± 45g), dos quais 32 sofreram tenotomia do tendão do calcâneo, foram divididos em 5 grupos: grupo C, sem tenotomia e tratament...

Full description

Access type:openAccess
Publication Date:2011
Main Author: Thiago Saikali Farcic
Advisor: Raquel Aparecida Casarotto
Referee: Fátima Aparecida Caromano, Ivaldo Esteves Junior
Document type: Master thesis
Language:por
Published: Universidade de São Paulo
Program: Ciências da Reabilitação
Portuguese subjects:
English subjects:
Online Access:http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5163/tde-03012012-080324/
Portuguese abstract:O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito de diferentes tempos de tratamento do ultrassom terapêutico na cicatrização de lesão tendínea. Quarenta ratos machos Wistar (300 ± 45g), dos quais 32 sofreram tenotomia do tendão do calcâneo, foram divididos em 5 grupos: grupo C, sem tenotomia e tratamento, grupo T, com tenotomia e sem tratamento, US1,US2 e US3 submetidos à tenotomia e tratados com UST nos tempos de 1, 2 e 3 minutos por área de transdutor. Os animais foram mortos no 12º dia pósoperatório e os tendões retirados cirurgicamente para análise da organização das fibras colágenas utilizou-se o método de birrefringência (retardo óptico - OR). As fibras colágenas mostraram melhor agregação e organização no grupo US3 quando comparado ao grupo T (p<0.05). Concluise que o UST, aplicado no tempo de 3 minutos por área tratada, melhorou a organização das fibras colágenas no reparo tecidual de tendões de ratos
English abstract:The aim of this study was to evaluate the effects of different treatment times of therapeutic ultrasound (US) on tendon injury healing. Forty male Wistar rats were selected (300 ± 45g) and 32, who underwent tenotomy of the Achilles tendon, were divided into five groups: Control, without tenotomy nor any treatment; tenotomy group, with tenotomy and without treatment; US groups (US1, US2, and US3), submitted to tenotomy and treated respectively with US for one, two, and three minutes per area of the transducer. The animals were sacrificed on the 12th post-operative day and the tendons were surgically removed for analyses of the collagen fiber organization by means of birefringence analyses, or optical retard. The collagen fibers showed better aggregation and organization in the US3 group, compared to the tenotomy group (p<0.05). The findings indicated that the US applied for three minutes per treated area improved the organization of the collagen fibers in the tendon repair of rats