Rafael Alberti: leituras do Museu do Prado

A presente dissertação analisa os livros sobre o Museu do Prado, A la pintura (1948) e Noche de guerra en el Museo del Prado (1956), ambos do escritor espanhol Rafael Alberti, escritos na Argentina, durante seu longo exílio. A investigação parte da contextualização de Alberti, que nos leva a uma apr...

Full description

Access type:openAccess
Publication Date:2012
Main Author: Marcelo Maciel Cerigioli
Advisor: Valeria De Marco
Referee: Antonio Roberto Esteves, Margareth dos Santos
Document type: Master thesis
Language:por
Published: Universidade de São Paulo
Program: Letras (Língua Espanhola e Literaturas Espanholas e Hispano-Americana)
Portuguese subjects:
English subjects:
Online Access:http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8145/tde-22082012-115640/
Portuguese abstract:A presente dissertação analisa os livros sobre o Museu do Prado, A la pintura (1948) e Noche de guerra en el Museo del Prado (1956), ambos do escritor espanhol Rafael Alberti, escritos na Argentina, durante seu longo exílio. A investigação parte da contextualização de Alberti, que nos leva a uma aproximação ao tema, o Museu do Prado, tratado de maneira diferente nas duas obras. Na sequência, é analisado o livro A la pintura e, em seguida, a peça de teatro Noche de guerra en el Museo del Prado.
English abstract:This study analyzes the books about the Prado Museum, A la Pintura (1948) and Noche de guerra en el Museo del Prado (1956), both of spanish writer Rafael Alberti, written in Argentina, during his long exile. The investigation parts from the context of Alberti, that leads to an approach to the subject, the Prado Museum, treated differently in the two books. In the sequence is analyzed the book A la pintura and then the piece of theater Noche de guerra en el Museo del Prado.