Análise morfológica da área de transição do intestino primitivo para o saco vitelino em embriões e fetos bovinos (24 a 50 dias de gestação)

O saco vitelino é a principal fonte de nutrição do embrião durante o período em que a placenta verdadeira ainda não está completamente formada. É responsável pela hematopoiese, pois dele se desenvolvem os primórdios das células sanguíneas, bem como parte do sistema circulatório primitivo do embrião....

Full description

Access type:openAccess
Publication Date:2007
Main Author: Celina Almeida Furlanetto Mançanares
Advisor: Maria Angélica Miglino
Referee: Carlos Eduardo Ambrosio, Ana Flávia de Carvalho, Alessandra Esteves Madruga, José Manoel dos Santos
Document type: Doctoral thesis
Language:por
Published: Universidade de São Paulo
Program: Anatomia dos Animais Domésticos e Silvestres
Portuguese subjects:
English subjects:
Online Access:http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10132/tde-13022008-152038/
Portuguese abstract:O saco vitelino é a principal fonte de nutrição do embrião durante o período em que a placenta verdadeira ainda não está completamente formada. É responsável pela hematopoiese, pois dele se desenvolvem os primórdios das células sanguíneas, bem como parte do sistema circulatório primitivo do embrião. Tivemos como objetivo caracterizar a área transicional do saco vitelino para o intestino primitivo através de análise macroscópica, microscopia de luz, microscopia eletrônica de transmissão e reação imunohistoquímica para detecção de células germinativas (Oct-4). Foram realizados cortes seqüenciais de todos os embriões para permitir a visualização da estrutura como um todo. Nas amostras obtidas, pudemos observar a presença do saco vitelino com a área de conexão com intestino primitivo composto por inúmeras ilhotas vasculares que correspondem aos vasos envolvidos pelas células vitelínicas e células mesenquimais. No interior dos vasos identificamos hemangioblastos em grande quantidade. A camada correspondente ao mesênquima é delgada e com células alongadas e endoderma da membrana vitelínica é composto por células endodérmicas, grandes, uni ou binucleadas. Tal arranjo celular se assemelha a uma glândula devido a sua arquitetura em ilhas vasculares somado às camadas teciduais. O epitélio do intestino primitivo inicia sua diferenciação com células colunares estratificadas e bordadura em escova seguido de células mesenquimais indiferenciadas. A área transicional entre o saco vitelínico e o intestino primitivo é estreita em relação à luz destas duas estruturas com células de formato irregular, constituindo um delicado revestimento no lúmen contendo hemangioblastos. No mesênquima da área transicional inúmeros e pequenos capilares foram observados com hemangioblastos em seu interior. Em embriões e fetos submetidos à imunohistoquímica, verificamos células reativas como o metanefro, gônadas, parênquima hepático e saco vitelino.
English abstract:The yolk sac is the main source of embryo nutrition during the period that true placenta are not still formed and responsible by hematopoieses because from it were developed the blood cells, as a part of embryo primitive circulatory system. We aimed to characterize the transitional area between the yolk sac and the primitive intestine by light microscopy, transmission electron microscopy and detection of germ cell lines by Oct-4 immunohistochemistry. Were done in all embryos serial sections to permit the identification for all structures. Were possible identify the yolk sac connection with primitive intestine composed by many blood islet corresponding to relation with yolk and mesenchymals cells. Inside the vessels were identified hemangioblasts. The layer corresponding to mesenchyme is thin and with elongated cells and the vitellinic membrane endoderm is composed by large, uni or binucleate endodermic cells. This shape is similar to a gland related to their architecture, vessels islets and tissue layers. Primitive intestine epithelium begins their differentiation with stratified columnar cells and undifferentiated mesenchymals cells. This transitional area is thin related to their lumen with irregular shape and constituted by delicate lumen basement and hemangioblast. Inside the mesenchyme there are many smaller capillaries observed with hemangioblast in it. Embryos and fetus submitted to immunohistochemistry and were verified positive cells like metanefrons, gonads, hepatic parenchyma and yolk sac.