Densidade da madeira de espécies florestais de quatro áreas experimentais da Amazônia oriental brasileira.

Detalhes bibliográficos
Autor(a) principal: CARNEIRO, F. da S.
Data de Publicação: 2020
Outros Autores: RUSCHEL, A. R., FREITAS, L. J. M. de, PINHEIRO, K. A. O., SANTOS, J. C. dos, D'ARACE, L. M. B., COELHO, F. de A.
Tipo de documento: Livro
Idioma: por
Título da fonte: Repositório Institucional da EMBRAPA (Repository Open Access to Scientific Information from EMBRAPA - Alice)
Texto Completo: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1125264
Resumo: As espécies arbóreas que compõem as florestas naturais dos trópicos úmidos, apresentam uma alta taxa de diversidade de espécies. A utilização bem-sucedida dos recursos oriundos dessas espécies, como exemplo a madeira, pode ser viável para diversos fins produtivos. Dentre eles, a construção civil, as movelarias, as serrarias e outros. Entretanto, para atender as diversas finalidades, é necessário o melhor conhecimento dos aspectos anatômicos, físicos, químicas e mecânico dessas espécies. O objetivo deste trabalho é apresentar dados relevantes de densidade média da madeira das espécies arbóreas de terra firma do bioma Amazônia em quatro áreas experimentais pertencentes a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA). Os dados foram coletados em três áreas do Estado do Pará (PA) - Brasil e uma pertencente ao estado do Amapá (AP) - Brasil. Foram aplicados tratamentos silviculturais em três áreas. Para obter a informação da densidade da madeira foram adotadas sete premissas (P1 - P7) de avaliação. Foram obtidos um total de 695 espécies e que tiveram suas respectivas densidades (g/cm³) catalogadas. As classificações das densidades da madeira a partir da premissa um (P1) não foram obtidos resultados. Foram obtidas a densidade da madeira de 479 espécies classificadas pela P2. 420 espécies pela P3. 57 espécies pela P4. 84 espécies pela P5. 5 espécies pela P6 e um total de 8 espécies pela P7. As médias das densidades da madeira obtidas para as áreas foram de 0,63 g/cm³, 0,62 g/cm³, 0,61 g/cm³, 0,63 g/cm³ para as áreas da Flona do Tapajós, Jari, Moju e Peteco respectivamente. Sendo assim, os métodos de classificação de densidade da madeira obtido neste trabalho apresentou-se eficiente para enriquecer a literatura, no qual, apresenta uma baixa quantidade de informações a respeito de espécies arbóreas da região Amazônica.
id EMBR_d5cb52b4a7f066d53cf68a39e08627c1
oai_identifier_str oai:www.alice.cnptia.embrapa.br:doc/1125264
network_acronym_str EMBR
network_name_str Repositório Institucional da EMBRAPA (Repository Open Access to Scientific Information from EMBRAPA - Alice)
repository_id_str 2154
spelling Densidade da madeira de espécies florestais de quatro áreas experimentais da Amazônia oriental brasileira.MadeiraDensidade da MadeiraAnatomiaCiência FlorestalAs espécies arbóreas que compõem as florestas naturais dos trópicos úmidos, apresentam uma alta taxa de diversidade de espécies. A utilização bem-sucedida dos recursos oriundos dessas espécies, como exemplo a madeira, pode ser viável para diversos fins produtivos. Dentre eles, a construção civil, as movelarias, as serrarias e outros. Entretanto, para atender as diversas finalidades, é necessário o melhor conhecimento dos aspectos anatômicos, físicos, químicas e mecânico dessas espécies. O objetivo deste trabalho é apresentar dados relevantes de densidade média da madeira das espécies arbóreas de terra firma do bioma Amazônia em quatro áreas experimentais pertencentes a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA). Os dados foram coletados em três áreas do Estado do Pará (PA) - Brasil e uma pertencente ao estado do Amapá (AP) - Brasil. Foram aplicados tratamentos silviculturais em três áreas. Para obter a informação da densidade da madeira foram adotadas sete premissas (P1 - P7) de avaliação. Foram obtidos um total de 695 espécies e que tiveram suas respectivas densidades (g/cm³) catalogadas. As classificações das densidades da madeira a partir da premissa um (P1) não foram obtidos resultados. Foram obtidas a densidade da madeira de 479 espécies classificadas pela P2. 420 espécies pela P3. 57 espécies pela P4. 84 espécies pela P5. 5 espécies pela P6 e um total de 8 espécies pela P7. As médias das densidades da madeira obtidas para as áreas foram de 0,63 g/cm³, 0,62 g/cm³, 0,61 g/cm³, 0,63 g/cm³ para as áreas da Flona do Tapajós, Jari, Moju e Peteco respectivamente. Sendo assim, os métodos de classificação de densidade da madeira obtido neste trabalho apresentou-se eficiente para enriquecer a literatura, no qual, apresenta uma baixa quantidade de informações a respeito de espécies arbóreas da região Amazônica.Francimary da Silva Carneiro, COLABORADORA CPATUADEMIR ROBERTO RUSCHEL, CPATULUCAS JOSE MAZZEI DE FREITAS, CPATUKlewton Adriano Oliveira Pinheiro, IFPAJessica Costa dos Santos, COLABORADORA CPATULarissa Martins Barbosa D’Arace, COLABORADORA CPATUFabiano de Almeida Coelho, COLABORADOR CPATU.CARNEIRO, F. da S.RUSCHEL, A. R.FREITAS, L. J. M. dePINHEIRO, K. A. O.SANTOS, J. C. dosD'ARACE, L. M. B.COELHO, F. de A.2020-10-06T09:12:05Z2020-10-06T09:12:05Z2020-10-052020info:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/book56 p.Ponta Grossa: Atena Editora, 2020.978-65-5706-033-9http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/112526410.22533/at.ed.339200405porinfo:eu-repo/semantics/openAccessreponame:Repositório Institucional da EMBRAPA (Repository Open Access to Scientific Information from EMBRAPA - Alice)instname:Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa)instacron:EMBRAPA2020-10-06T09:12:12Zoai:www.alice.cnptia.embrapa.br:doc/1125264Repositório InstitucionalPUBhttps://www.alice.cnptia.embrapa.br/oai/requestopendoar:21542020-10-06T09:12:12falseRepositório InstitucionalPUBhttps://www.alice.cnptia.embrapa.br/oai/requestcg-riaa@embrapa.bropendoar:21542020-10-06T09:12:12Repositório Institucional da EMBRAPA (Repository Open Access to Scientific Information from EMBRAPA - Alice) - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa)false
dc.title.none.fl_str_mv Densidade da madeira de espécies florestais de quatro áreas experimentais da Amazônia oriental brasileira.
title Densidade da madeira de espécies florestais de quatro áreas experimentais da Amazônia oriental brasileira.
spellingShingle Densidade da madeira de espécies florestais de quatro áreas experimentais da Amazônia oriental brasileira.
CARNEIRO, F. da S.
Madeira
Densidade da Madeira
Anatomia
Ciência Florestal
title_short Densidade da madeira de espécies florestais de quatro áreas experimentais da Amazônia oriental brasileira.
title_full Densidade da madeira de espécies florestais de quatro áreas experimentais da Amazônia oriental brasileira.
title_fullStr Densidade da madeira de espécies florestais de quatro áreas experimentais da Amazônia oriental brasileira.
title_full_unstemmed Densidade da madeira de espécies florestais de quatro áreas experimentais da Amazônia oriental brasileira.
title_sort Densidade da madeira de espécies florestais de quatro áreas experimentais da Amazônia oriental brasileira.
author CARNEIRO, F. da S.
author_facet CARNEIRO, F. da S.
RUSCHEL, A. R.
FREITAS, L. J. M. de
PINHEIRO, K. A. O.
SANTOS, J. C. dos
D'ARACE, L. M. B.
COELHO, F. de A.
author_role author
author2 RUSCHEL, A. R.
FREITAS, L. J. M. de
PINHEIRO, K. A. O.
SANTOS, J. C. dos
D'ARACE, L. M. B.
COELHO, F. de A.
author2_role author
author
author
author
author
author
dc.contributor.none.fl_str_mv Francimary da Silva Carneiro, COLABORADORA CPATU
ADEMIR ROBERTO RUSCHEL, CPATU
LUCAS JOSE MAZZEI DE FREITAS, CPATU
Klewton Adriano Oliveira Pinheiro, IFPA
Jessica Costa dos Santos, COLABORADORA CPATU
Larissa Martins Barbosa D’Arace, COLABORADORA CPATU
Fabiano de Almeida Coelho, COLABORADOR CPATU.
dc.contributor.author.fl_str_mv CARNEIRO, F. da S.
RUSCHEL, A. R.
FREITAS, L. J. M. de
PINHEIRO, K. A. O.
SANTOS, J. C. dos
D'ARACE, L. M. B.
COELHO, F. de A.
dc.subject.por.fl_str_mv Madeira
Densidade da Madeira
Anatomia
Ciência Florestal
topic Madeira
Densidade da Madeira
Anatomia
Ciência Florestal
description As espécies arbóreas que compõem as florestas naturais dos trópicos úmidos, apresentam uma alta taxa de diversidade de espécies. A utilização bem-sucedida dos recursos oriundos dessas espécies, como exemplo a madeira, pode ser viável para diversos fins produtivos. Dentre eles, a construção civil, as movelarias, as serrarias e outros. Entretanto, para atender as diversas finalidades, é necessário o melhor conhecimento dos aspectos anatômicos, físicos, químicas e mecânico dessas espécies. O objetivo deste trabalho é apresentar dados relevantes de densidade média da madeira das espécies arbóreas de terra firma do bioma Amazônia em quatro áreas experimentais pertencentes a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA). Os dados foram coletados em três áreas do Estado do Pará (PA) - Brasil e uma pertencente ao estado do Amapá (AP) - Brasil. Foram aplicados tratamentos silviculturais em três áreas. Para obter a informação da densidade da madeira foram adotadas sete premissas (P1 - P7) de avaliação. Foram obtidos um total de 695 espécies e que tiveram suas respectivas densidades (g/cm³) catalogadas. As classificações das densidades da madeira a partir da premissa um (P1) não foram obtidos resultados. Foram obtidas a densidade da madeira de 479 espécies classificadas pela P2. 420 espécies pela P3. 57 espécies pela P4. 84 espécies pela P5. 5 espécies pela P6 e um total de 8 espécies pela P7. As médias das densidades da madeira obtidas para as áreas foram de 0,63 g/cm³, 0,62 g/cm³, 0,61 g/cm³, 0,63 g/cm³ para as áreas da Flona do Tapajós, Jari, Moju e Peteco respectivamente. Sendo assim, os métodos de classificação de densidade da madeira obtido neste trabalho apresentou-se eficiente para enriquecer a literatura, no qual, apresenta uma baixa quantidade de informações a respeito de espécies arbóreas da região Amazônica.
publishDate 2020
dc.date.none.fl_str_mv 2020-10-06T09:12:05Z
2020-10-06T09:12:05Z
2020-10-05
2020
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
info:eu-repo/semantics/book
format book
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv Ponta Grossa: Atena Editora, 2020.
978-65-5706-033-9
http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1125264
10.22533/at.ed.339200405
identifier_str_mv Ponta Grossa: Atena Editora, 2020.
978-65-5706-033-9
10.22533/at.ed.339200405
url http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1125264
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.format.none.fl_str_mv 56 p.
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Repositório Institucional da EMBRAPA (Repository Open Access to Scientific Information from EMBRAPA - Alice)
instname:Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa)
instacron:EMBRAPA
instname_str Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa)
instacron_str EMBRAPA
institution EMBRAPA
reponame_str Repositório Institucional da EMBRAPA (Repository Open Access to Scientific Information from EMBRAPA - Alice)
collection Repositório Institucional da EMBRAPA (Repository Open Access to Scientific Information from EMBRAPA - Alice)
repository.name.fl_str_mv Repositório Institucional da EMBRAPA (Repository Open Access to Scientific Information from EMBRAPA - Alice) - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa)
repository.mail.fl_str_mv cg-riaa@embrapa.br
_version_ 1794503495979630592