O impacto do arranjo institucional brasileiro no controle político sobre a burocracia

Bibliographic Details
Main Author: Lima,Iana Alves de
Publication Date: 2018
Format: Article
Language: por
Source: Cadernos EBAPE.BR
Download full: http://old.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-39512018000400656
Summary: Resumo Este artigo tem por objetivo discutir quais características do sistema político brasileiro dificultam o controle político da burocracia e, consequentemente, prejudicam a accountability no país. Por meio de revisão da literatura sobre o tema e debate teórico, investiga-se em que medida as instituições do presidencialismo de coalizão brasileiro facilitam ou dificultam o controle burocrático, o que pode impactar o resultado das políticas públicas. Inicialmente, parte-se de uma revisão da literatura comparada sobre o tema, seguindo para a análise do arranjo institucional brasileiro e seu impacto nas estratégias de nomeações e monitoramento de Ministros no Gabinete. Conclui-se que, apesar da centralidade do Poder Executivo no sistema político brasileiro, há constrangimentos informais à Presidência da República que podem dificultar a coordenação de políticas. Nesse sentido, a estrutura federativa e o sistema multipartidário atuam como agravantes nesse cenário e levam o Executivo a adotar variadas estratégias informais de controle sobre a burocracia. Essas estratégias, apesar de contribuírem para a gestão do Gabinete, podem ter impactos negativos nos resultados das políticas, somados à falta de transparência dos mecanismos de controle utilizados.
id FGV-9_5f4ab84977712206280f9106aea81eff
oai_identifier_str oai:scielo:S1679-39512018000400656
network_acronym_str FGV-9
network_name_str Cadernos EBAPE.BR
repository_id_str
spelling O impacto do arranjo institucional brasileiro no controle político sobre a burocraciaControle da burocraciaAccountabilityPresidencialismo de coalizãoResumo Este artigo tem por objetivo discutir quais características do sistema político brasileiro dificultam o controle político da burocracia e, consequentemente, prejudicam a accountability no país. Por meio de revisão da literatura sobre o tema e debate teórico, investiga-se em que medida as instituições do presidencialismo de coalizão brasileiro facilitam ou dificultam o controle burocrático, o que pode impactar o resultado das políticas públicas. Inicialmente, parte-se de uma revisão da literatura comparada sobre o tema, seguindo para a análise do arranjo institucional brasileiro e seu impacto nas estratégias de nomeações e monitoramento de Ministros no Gabinete. Conclui-se que, apesar da centralidade do Poder Executivo no sistema político brasileiro, há constrangimentos informais à Presidência da República que podem dificultar a coordenação de políticas. Nesse sentido, a estrutura federativa e o sistema multipartidário atuam como agravantes nesse cenário e levam o Executivo a adotar variadas estratégias informais de controle sobre a burocracia. Essas estratégias, apesar de contribuírem para a gestão do Gabinete, podem ter impactos negativos nos resultados das políticas, somados à falta de transparência dos mecanismos de controle utilizados.Fundação Getulio Vargas, Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas2018-12-01info:eu-repo/semantics/articleinfo:eu-repo/semantics/publishedVersiontext/htmlhttp://old.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-39512018000400656Cadernos EBAPE.BR v.16 n.4 2018reponame:Cadernos EBAPE.BRinstname:Fundação Getulio Vargas (FGV)instacron:FGV10.1590/1679-395165820info:eu-repo/semantics/openAccessLima,Iana Alves depor2018-12-07T00:00:00Zoai:scielo:S1679-39512018000400656Revistahttp://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/cadernosebape/indexhttps://old.scielo.br/oai/scielo-oai.phpcadernosebape@fgv.br||cadernosebape@fgv.br1679-39511679-3951opendoar:2018-12-07T00:00Cadernos EBAPE.BR - Fundação Getulio Vargas (FGV)false
dc.title.none.fl_str_mv O impacto do arranjo institucional brasileiro no controle político sobre a burocracia
title O impacto do arranjo institucional brasileiro no controle político sobre a burocracia
spellingShingle O impacto do arranjo institucional brasileiro no controle político sobre a burocracia
Lima,Iana Alves de
Controle da burocracia
Accountability
Presidencialismo de coalizão
title_short O impacto do arranjo institucional brasileiro no controle político sobre a burocracia
title_full O impacto do arranjo institucional brasileiro no controle político sobre a burocracia
title_fullStr O impacto do arranjo institucional brasileiro no controle político sobre a burocracia
title_full_unstemmed O impacto do arranjo institucional brasileiro no controle político sobre a burocracia
title_sort O impacto do arranjo institucional brasileiro no controle político sobre a burocracia
author Lima,Iana Alves de
author_facet Lima,Iana Alves de
author_role author
dc.contributor.author.fl_str_mv Lima,Iana Alves de
dc.subject.por.fl_str_mv Controle da burocracia
Accountability
Presidencialismo de coalizão
topic Controle da burocracia
Accountability
Presidencialismo de coalizão
description Resumo Este artigo tem por objetivo discutir quais características do sistema político brasileiro dificultam o controle político da burocracia e, consequentemente, prejudicam a accountability no país. Por meio de revisão da literatura sobre o tema e debate teórico, investiga-se em que medida as instituições do presidencialismo de coalizão brasileiro facilitam ou dificultam o controle burocrático, o que pode impactar o resultado das políticas públicas. Inicialmente, parte-se de uma revisão da literatura comparada sobre o tema, seguindo para a análise do arranjo institucional brasileiro e seu impacto nas estratégias de nomeações e monitoramento de Ministros no Gabinete. Conclui-se que, apesar da centralidade do Poder Executivo no sistema político brasileiro, há constrangimentos informais à Presidência da República que podem dificultar a coordenação de políticas. Nesse sentido, a estrutura federativa e o sistema multipartidário atuam como agravantes nesse cenário e levam o Executivo a adotar variadas estratégias informais de controle sobre a burocracia. Essas estratégias, apesar de contribuírem para a gestão do Gabinete, podem ter impactos negativos nos resultados das políticas, somados à falta de transparência dos mecanismos de controle utilizados.
publishDate 2018
dc.date.none.fl_str_mv 2018-12-01
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/article
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
format article
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv http://old.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-39512018000400656
url http://old.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-39512018000400656
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.relation.none.fl_str_mv 10.1590/1679-395165820
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.format.none.fl_str_mv text/html
dc.publisher.none.fl_str_mv Fundação Getulio Vargas, Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas
publisher.none.fl_str_mv Fundação Getulio Vargas, Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas
dc.source.none.fl_str_mv Cadernos EBAPE.BR v.16 n.4 2018
reponame:Cadernos EBAPE.BR
instname:Fundação Getulio Vargas (FGV)
instacron:FGV
instname_str Fundação Getulio Vargas (FGV)
instacron_str FGV
institution FGV
reponame_str Cadernos EBAPE.BR
collection Cadernos EBAPE.BR
repository.name.fl_str_mv Cadernos EBAPE.BR - Fundação Getulio Vargas (FGV)
repository.mail.fl_str_mv cadernosebape@fgv.br||cadernosebape@fgv.br
_version_ 1754115886272217088