Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Coreaú-CE: criação e processo de organização (1965-1990)

Detalhes bibliográficos
Autor(a) principal: CARNEIRO, Sebastião Ferreira
Data de Publicação: 2019
Tipo de documento: Capítulo de livro
Idioma: por
Título da fonte: Repositório Comum do Brasil - Deposita
Texto Completo: https://deposita.ibict.br/handle/deposita/66
Resumo: A preocupação central deste trabalho é compreender como se deu o processo de formação sindical no Brasil, notadamente em Coreaú, em 1965, deu–se início, no sentido de se entender questões da formação e do movimento sindical no período da ditadura militar, processos estes que se desencadearam em todo o país. No Ceará, tivemos a criação da FETRAECE (Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Ceará), que representa os sindicatos rurais no Ceará. Em Coreaú-CE, a criação do Sindicato dos Trabalhadores Rurais - movimento este que teve a participação da Igreja Católica, teve um papel importante nessa organização para representar esta classe juntamente com outras associações sindicais nos movimentos na esfera estadual e federal, na busca por direitos e melhores condições de vida.
id IBICT-1_3bdb39032c7e91aa04762885ae35df70
oai_identifier_str oai:https://deposita.ibict.br:deposita/66
network_acronym_str IBICT-1
network_name_str Repositório Comum do Brasil - Deposita
repository_id_str 4658
spelling Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Coreaú-CE: criação e processo de organização (1965-1990)HistóriaEducaçãoCulturaHistoryEducationCultureHistoriaEducaciónCulturaHistória do BrasilA preocupação central deste trabalho é compreender como se deu o processo de formação sindical no Brasil, notadamente em Coreaú, em 1965, deu–se início, no sentido de se entender questões da formação e do movimento sindical no período da ditadura militar, processos estes que se desencadearam em todo o país. No Ceará, tivemos a criação da FETRAECE (Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Ceará), que representa os sindicatos rurais no Ceará. Em Coreaú-CE, a criação do Sindicato dos Trabalhadores Rurais - movimento este que teve a participação da Igreja Católica, teve um papel importante nessa organização para representar esta classe juntamente com outras associações sindicais nos movimentos na esfera estadual e federal, na busca por direitos e melhores condições de vida.The main concern of this work is to understand how the process of union formation took place in Brazil, notably in Coreaú, in 1965, began to understand issues of the formation and movement of the union during the period of military dictatorship. that were unleashed across the country. In Ceará, we had the creation of FETRAECE (Federation of Rural Workers Farmers of the State of Ceará), which represents the rural unions in Ceará. In Coreaú-CE, the creation of the Rural Workers Union - a movement that had the participation of the Catholic Church, played an important role in this organization to represent this class together with other union associations in the state and federal movements, in the search for rights. and better living conditions.La principal preocupación de este trabajo es comprender cómo el proceso de formación sindical se llevó a cabo en Brasil, especialmente en Coreaú, en 1965, comenzó a comprender los problemas de formación y movimiento del sindicato durante el período de la dictadura militar. que se desataron en todo el país. En Ceará, tuvimos la creación de FETRAECE (Federación de Trabajadores Agrícolas Campesinos del Estado de Ceará), que representa a los sindicatos rurales en Ceará. En Coreaú-CE, la creación del Sindicato de Trabajadores Rurales, un movimiento que contó con la participación de la Iglesia Católica, jugó un papel importante en esta organización para representar a esta clase junto con otras asociaciones sindicales en los movimientos estatales y federales, en la búsqueda de derechos. y mejores condiciones de vida.Editora SertãoCultBrasil2019-10-21T15:49:53Z2019info:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/bookPartapplication/pdfCARNEIRO, Sebastião Ferreira. Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Coreaú-CE: criação e processo de organização (1965-1990). In: SANTOS, Carlos Augusto Pereira dos (Org.). Nossa gente, nossa história: o Ceará Republicano. Sobral: Sertãocult; Edições UVA, 2019. p. 103-117. Doi: 10.35260/67960258-p.103-117-2019.10.35260/67960258-p.103-117-2019978-85-67960-25-8https://deposita.ibict.br/handle/deposita/66porhttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/info:eu-repo/semantics/openAccessCARNEIRO, Sebastião Ferreirareponame:Repositório Comum do Brasil - Depositainstname:Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT)instacron:IBICT2021-05-10T19:21:55Zoai:https://deposita.ibict.br:deposita/66Repositório ComumPUBhttp://deposita.ibict.br/oai/requestdeposita@ibict.bropendoar:46582021-05-10T19:21:55Repositório Comum do Brasil - Deposita - Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT)false
dc.title.none.fl_str_mv Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Coreaú-CE: criação e processo de organização (1965-1990)
title Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Coreaú-CE: criação e processo de organização (1965-1990)
spellingShingle Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Coreaú-CE: criação e processo de organização (1965-1990)
CARNEIRO, Sebastião Ferreira
História
Educação
Cultura
History
Education
Culture
Historia
Educación
Cultura
História do Brasil
title_short Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Coreaú-CE: criação e processo de organização (1965-1990)
title_full Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Coreaú-CE: criação e processo de organização (1965-1990)
title_fullStr Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Coreaú-CE: criação e processo de organização (1965-1990)
title_full_unstemmed Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Coreaú-CE: criação e processo de organização (1965-1990)
title_sort Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Coreaú-CE: criação e processo de organização (1965-1990)
author CARNEIRO, Sebastião Ferreira
author_facet CARNEIRO, Sebastião Ferreira
author_role author
dc.contributor.author.fl_str_mv CARNEIRO, Sebastião Ferreira
dc.subject.por.fl_str_mv História
Educação
Cultura
History
Education
Culture
Historia
Educación
Cultura
História do Brasil
topic História
Educação
Cultura
History
Education
Culture
Historia
Educación
Cultura
História do Brasil
description A preocupação central deste trabalho é compreender como se deu o processo de formação sindical no Brasil, notadamente em Coreaú, em 1965, deu–se início, no sentido de se entender questões da formação e do movimento sindical no período da ditadura militar, processos estes que se desencadearam em todo o país. No Ceará, tivemos a criação da FETRAECE (Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Ceará), que representa os sindicatos rurais no Ceará. Em Coreaú-CE, a criação do Sindicato dos Trabalhadores Rurais - movimento este que teve a participação da Igreja Católica, teve um papel importante nessa organização para representar esta classe juntamente com outras associações sindicais nos movimentos na esfera estadual e federal, na busca por direitos e melhores condições de vida.
publishDate 2019
dc.date.none.fl_str_mv 2019-10-21T15:49:53Z
2019
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/bookPart
format bookPart
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv CARNEIRO, Sebastião Ferreira. Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Coreaú-CE: criação e processo de organização (1965-1990). In: SANTOS, Carlos Augusto Pereira dos (Org.). Nossa gente, nossa história: o Ceará Republicano. Sobral: Sertãocult; Edições UVA, 2019. p. 103-117. Doi: 10.35260/67960258-p.103-117-2019.
10.35260/67960258-p.103-117-2019
978-85-67960-25-8
https://deposita.ibict.br/handle/deposita/66
identifier_str_mv CARNEIRO, Sebastião Ferreira. Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Coreaú-CE: criação e processo de organização (1965-1990). In: SANTOS, Carlos Augusto Pereira dos (Org.). Nossa gente, nossa história: o Ceará Republicano. Sobral: Sertãocult; Edições UVA, 2019. p. 103-117. Doi: 10.35260/67960258-p.103-117-2019.
10.35260/67960258-p.103-117-2019
978-85-67960-25-8
url https://deposita.ibict.br/handle/deposita/66
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
info:eu-repo/semantics/openAccess
rights_invalid_str_mv http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
eu_rights_str_mv openAccess
dc.format.none.fl_str_mv application/pdf
dc.publisher.none.fl_str_mv Editora SertãoCult
Brasil
publisher.none.fl_str_mv Editora SertãoCult
Brasil
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Repositório Comum do Brasil - Deposita
instname:Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT)
instacron:IBICT
instname_str Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT)
instacron_str IBICT
institution IBICT
reponame_str Repositório Comum do Brasil - Deposita
collection Repositório Comum do Brasil - Deposita
repository.name.fl_str_mv Repositório Comum do Brasil - Deposita - Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT)
repository.mail.fl_str_mv deposita@ibict.br
_version_ 1801753545778659328