Mapeamento e avaliação da produção científica da Universidade de São Paulo com foco na estrutura e dinâmica de suas redes de colaboração científica │Proposal of a methodology for mapping and evaluating the University of São Paulo’s scientific production

Bibliographic Details
Main Author: Martins, Dalton Lopes
Publication Date: 2013
Other Authors: Ferreira, Sueli Mara Soares Pinto
Format: Article
Language: por
Source: Liinc em Revista
Download full: http://revista.ibict.br/liinc/article/view/3389
Summary: Resumo O entendimento das causas e as principais razões que influenciam o modo como os pesquisadores se articulam e constroem suas redes de colaboração científica ainda é uma questão em aberto na pesquisa acadêmica. De fundamental importância para o desenvolvimento de novos indicadores e modos de avaliação da produção científica, o conceito de redes sociais permite operar novos planos de análise, contribuindo com seus aspectos estruturais e dinâmicos ao estudo dos mecanismos e gatilhos causais que levam à constituição dessas redes de colaboração científica. A obtenção de atributos individuais dos pesquisadores, de dados de constituição das redes ao longo do tempo e o modo de desambiguação dos nomes que compõem essas redes de colaboração têm se mostrado os principais desafios de estudos das redes. O objetivo deste artigo é descrever como concebemos uma maneira de estudar as redes de colaboração de uma universidade, com foco específico na Universidade de São Paulo, identificando suas principais estratégias de conectividade e mecanismos causais, além de encontrar as relações entre suas redes e diferentes níveis de produtividade científica de seus participantes. Vale frisar que o artigo apenas descreve as questões da pesquisa e o modo de tratá-las, ficando sua execução para os próximos passos deste trabalho de pesquisa. Para tanto, pretende utilizar como base de análise uma Biblioteca de Produção Científica Institucional em desenvolvimento pelo SiBi/USP, que coleta os artigos publicados por membros da universidade em bases de dados de indexação de revistas nacionais e internacionais, tais como Scielo, Web of Science e BioMed, além da utilização da base de dados institucional para obtenção dos atributos individuais dos pesquisadores participantes dessas redes de colaboração.Palavras-chave análise de redes sociais, indicadores, cientometria, modelos causais.Abstract The understanding of the causes that influence how researchers articulate and build their scientific collaboration networks is still an open question in academic research. Of fundamental importance for the development of new indicators and methods of evaluation of scientific literature, the concept of social networking helps operate new levels of analysis, contributing their structural and dynamic aspects to the study of causal mechanisms and triggers that lead to the formation of these networks of scientific collaboration. Obtaining attributes of individual researchers, data on the constitution of networks over time and mode of disambiguation of the names that make up these collaboration networks have been the main challenges in the area of research networks. The purpose of this article is to describe how we designed a way to study a university’s collaboration networks, focusing on the University of São Paulo, and identifying their key strategies, connectivity and causal mechanisms, as well as finding links between their networks and different levels of participants’ productivity. It should be noted that this article only describes the research questions and how to treat them, leaving their implementation to the next steps of this research. The database used for analysis was the Institutional Scientific Production being developed by Sibi/USP, which collects articles published by members of the university indexed in national and international databases such as Scielo, Web of Science and BioMed, as well as an institutional database to obtain the individual attributes of the researchers participating in these networks.Keywords social network analysis, indicators, scientometrics, causal model
id IBICT-2_5db72c142cd52af19b83830e1881027c
oai_identifier_str oai:ojs.revista.ibict.br:article/3389
network_acronym_str IBICT-2
network_name_str Liinc em Revista
spelling Mapeamento e avaliação da produção científica da Universidade de São Paulo com foco na estrutura e dinâmica de suas redes de colaboração científica │Proposal of a methodology for mapping and evaluating the University of São Paulo’s scientific productionanálise de redes sociaisindicadorescientometriamodelos causaisResumo O entendimento das causas e as principais razões que influenciam o modo como os pesquisadores se articulam e constroem suas redes de colaboração científica ainda é uma questão em aberto na pesquisa acadêmica. De fundamental importância para o desenvolvimento de novos indicadores e modos de avaliação da produção científica, o conceito de redes sociais permite operar novos planos de análise, contribuindo com seus aspectos estruturais e dinâmicos ao estudo dos mecanismos e gatilhos causais que levam à constituição dessas redes de colaboração científica. A obtenção de atributos individuais dos pesquisadores, de dados de constituição das redes ao longo do tempo e o modo de desambiguação dos nomes que compõem essas redes de colaboração têm se mostrado os principais desafios de estudos das redes. O objetivo deste artigo é descrever como concebemos uma maneira de estudar as redes de colaboração de uma universidade, com foco específico na Universidade de São Paulo, identificando suas principais estratégias de conectividade e mecanismos causais, além de encontrar as relações entre suas redes e diferentes níveis de produtividade científica de seus participantes. Vale frisar que o artigo apenas descreve as questões da pesquisa e o modo de tratá-las, ficando sua execução para os próximos passos deste trabalho de pesquisa. Para tanto, pretende utilizar como base de análise uma Biblioteca de Produção Científica Institucional em desenvolvimento pelo SiBi/USP, que coleta os artigos publicados por membros da universidade em bases de dados de indexação de revistas nacionais e internacionais, tais como Scielo, Web of Science e BioMed, além da utilização da base de dados institucional para obtenção dos atributos individuais dos pesquisadores participantes dessas redes de colaboração.Palavras-chave análise de redes sociais, indicadores, cientometria, modelos causais.Abstract The understanding of the causes that influence how researchers articulate and build their scientific collaboration networks is still an open question in academic research. Of fundamental importance for the development of new indicators and methods of evaluation of scientific literature, the concept of social networking helps operate new levels of analysis, contributing their structural and dynamic aspects to the study of causal mechanisms and triggers that lead to the formation of these networks of scientific collaboration. Obtaining attributes of individual researchers, data on the constitution of networks over time and mode of disambiguation of the names that make up these collaboration networks have been the main challenges in the area of research networks. The purpose of this article is to describe how we designed a way to study a university’s collaboration networks, focusing on the University of São Paulo, and identifying their key strategies, connectivity and causal mechanisms, as well as finding links between their networks and different levels of participants’ productivity. It should be noted that this article only describes the research questions and how to treat them, leaving their implementation to the next steps of this research. The database used for analysis was the Institutional Scientific Production being developed by Sibi/USP, which collects articles published by members of the university indexed in national and international databases such as Scielo, Web of Science and BioMed, as well as an institutional database to obtain the individual attributes of the researchers participating in these networks.Keywords social network analysis, indicators, scientometrics, causal modelInstituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict)2013-05-27info:eu-repo/semantics/articleinfo:eu-repo/semantics/publishedVersionRevisão de Literatura e Pesquisa Empírica de Campoapplication/pdfapplication/pdfimage/gifimage/gifimage/pnghttp://revista.ibict.br/liinc/article/view/338910.18617/liinc.v9i1.513Liinc em Revista; Vol. 9 No. 1 (2013): Infometric Studies in Science and TechnologyLiinc em Revista; Vol. 9 Núm. 1 (2013): Estudos Métricos da Informação em Ciência e TecnologiaLiinc em Revista; v. 9 n. 1 (2013): Estudos Métricos da Informação em Ciência e Tecnologia1808-3536reponame:Liinc em Revistainstname:Instituto Brasileiro de Informação Ciência e Tecnologia (IBICT)instacron:IBICTporhttp://revista.ibict.br/liinc/article/view/3389/2981http://revista.ibict.br/liinc/article/view/3389/2982http://revista.ibict.br/liinc/article/view/3389/4794http://revista.ibict.br/liinc/article/view/3389/4795http://revista.ibict.br/liinc/article/view/3389/4796Martins, Dalton LopesFerreira, Sueli Mara Soares Pintoinfo:eu-repo/semantics/openAccess2021-05-27T11:32:47Zoai:ojs.revista.ibict.br:article/3389Revistahttp://revista.ibict.br/liincPUBhttp://revista.ibict.br/liinc/oai1808-35361808-3536opendoar:null2021-05-27 11:32:49.611Liinc em Revista - Instituto Brasileiro de Informação Ciência e Tecnologia (IBICT)false
dc.title.none.fl_str_mv Mapeamento e avaliação da produção científica da Universidade de São Paulo com foco na estrutura e dinâmica de suas redes de colaboração científica │Proposal of a methodology for mapping and evaluating the University of São Paulo’s scientific production
title Mapeamento e avaliação da produção científica da Universidade de São Paulo com foco na estrutura e dinâmica de suas redes de colaboração científica │Proposal of a methodology for mapping and evaluating the University of São Paulo’s scientific production
spellingShingle Mapeamento e avaliação da produção científica da Universidade de São Paulo com foco na estrutura e dinâmica de suas redes de colaboração científica │Proposal of a methodology for mapping and evaluating the University of São Paulo’s scientific production
Martins, Dalton Lopes
análise de redes sociais
indicadores
cientometria
modelos causais
title_short Mapeamento e avaliação da produção científica da Universidade de São Paulo com foco na estrutura e dinâmica de suas redes de colaboração científica │Proposal of a methodology for mapping and evaluating the University of São Paulo’s scientific production
title_full Mapeamento e avaliação da produção científica da Universidade de São Paulo com foco na estrutura e dinâmica de suas redes de colaboração científica │Proposal of a methodology for mapping and evaluating the University of São Paulo’s scientific production
title_fullStr Mapeamento e avaliação da produção científica da Universidade de São Paulo com foco na estrutura e dinâmica de suas redes de colaboração científica │Proposal of a methodology for mapping and evaluating the University of São Paulo’s scientific production
title_full_unstemmed Mapeamento e avaliação da produção científica da Universidade de São Paulo com foco na estrutura e dinâmica de suas redes de colaboração científica │Proposal of a methodology for mapping and evaluating the University of São Paulo’s scientific production
title_sort Mapeamento e avaliação da produção científica da Universidade de São Paulo com foco na estrutura e dinâmica de suas redes de colaboração científica │Proposal of a methodology for mapping and evaluating the University of São Paulo’s scientific production
author Martins, Dalton Lopes
author_facet Martins, Dalton Lopes
Ferreira, Sueli Mara Soares Pinto
author_role author
author2 Ferreira, Sueli Mara Soares Pinto
author2_role author
dc.contributor.author.fl_str_mv Martins, Dalton Lopes
Ferreira, Sueli Mara Soares Pinto
dc.subject.por.fl_str_mv análise de redes sociais
indicadores
cientometria
modelos causais
topic análise de redes sociais
indicadores
cientometria
modelos causais
dc.description.none.fl_txt_mv Resumo O entendimento das causas e as principais razões que influenciam o modo como os pesquisadores se articulam e constroem suas redes de colaboração científica ainda é uma questão em aberto na pesquisa acadêmica. De fundamental importância para o desenvolvimento de novos indicadores e modos de avaliação da produção científica, o conceito de redes sociais permite operar novos planos de análise, contribuindo com seus aspectos estruturais e dinâmicos ao estudo dos mecanismos e gatilhos causais que levam à constituição dessas redes de colaboração científica. A obtenção de atributos individuais dos pesquisadores, de dados de constituição das redes ao longo do tempo e o modo de desambiguação dos nomes que compõem essas redes de colaboração têm se mostrado os principais desafios de estudos das redes. O objetivo deste artigo é descrever como concebemos uma maneira de estudar as redes de colaboração de uma universidade, com foco específico na Universidade de São Paulo, identificando suas principais estratégias de conectividade e mecanismos causais, além de encontrar as relações entre suas redes e diferentes níveis de produtividade científica de seus participantes. Vale frisar que o artigo apenas descreve as questões da pesquisa e o modo de tratá-las, ficando sua execução para os próximos passos deste trabalho de pesquisa. Para tanto, pretende utilizar como base de análise uma Biblioteca de Produção Científica Institucional em desenvolvimento pelo SiBi/USP, que coleta os artigos publicados por membros da universidade em bases de dados de indexação de revistas nacionais e internacionais, tais como Scielo, Web of Science e BioMed, além da utilização da base de dados institucional para obtenção dos atributos individuais dos pesquisadores participantes dessas redes de colaboração.Palavras-chave análise de redes sociais, indicadores, cientometria, modelos causais.Abstract The understanding of the causes that influence how researchers articulate and build their scientific collaboration networks is still an open question in academic research. Of fundamental importance for the development of new indicators and methods of evaluation of scientific literature, the concept of social networking helps operate new levels of analysis, contributing their structural and dynamic aspects to the study of causal mechanisms and triggers that lead to the formation of these networks of scientific collaboration. Obtaining attributes of individual researchers, data on the constitution of networks over time and mode of disambiguation of the names that make up these collaboration networks have been the main challenges in the area of research networks. The purpose of this article is to describe how we designed a way to study a university’s collaboration networks, focusing on the University of São Paulo, and identifying their key strategies, connectivity and causal mechanisms, as well as finding links between their networks and different levels of participants’ productivity. It should be noted that this article only describes the research questions and how to treat them, leaving their implementation to the next steps of this research. The database used for analysis was the Institutional Scientific Production being developed by Sibi/USP, which collects articles published by members of the university indexed in national and international databases such as Scielo, Web of Science and BioMed, as well as an institutional database to obtain the individual attributes of the researchers participating in these networks.Keywords social network analysis, indicators, scientometrics, causal model
description Resumo O entendimento das causas e as principais razões que influenciam o modo como os pesquisadores se articulam e constroem suas redes de colaboração científica ainda é uma questão em aberto na pesquisa acadêmica. De fundamental importância para o desenvolvimento de novos indicadores e modos de avaliação da produção científica, o conceito de redes sociais permite operar novos planos de análise, contribuindo com seus aspectos estruturais e dinâmicos ao estudo dos mecanismos e gatilhos causais que levam à constituição dessas redes de colaboração científica. A obtenção de atributos individuais dos pesquisadores, de dados de constituição das redes ao longo do tempo e o modo de desambiguação dos nomes que compõem essas redes de colaboração têm se mostrado os principais desafios de estudos das redes. O objetivo deste artigo é descrever como concebemos uma maneira de estudar as redes de colaboração de uma universidade, com foco específico na Universidade de São Paulo, identificando suas principais estratégias de conectividade e mecanismos causais, além de encontrar as relações entre suas redes e diferentes níveis de produtividade científica de seus participantes. Vale frisar que o artigo apenas descreve as questões da pesquisa e o modo de tratá-las, ficando sua execução para os próximos passos deste trabalho de pesquisa. Para tanto, pretende utilizar como base de análise uma Biblioteca de Produção Científica Institucional em desenvolvimento pelo SiBi/USP, que coleta os artigos publicados por membros da universidade em bases de dados de indexação de revistas nacionais e internacionais, tais como Scielo, Web of Science e BioMed, além da utilização da base de dados institucional para obtenção dos atributos individuais dos pesquisadores participantes dessas redes de colaboração.Palavras-chave análise de redes sociais, indicadores, cientometria, modelos causais.Abstract The understanding of the causes that influence how researchers articulate and build their scientific collaboration networks is still an open question in academic research. Of fundamental importance for the development of new indicators and methods of evaluation of scientific literature, the concept of social networking helps operate new levels of analysis, contributing their structural and dynamic aspects to the study of causal mechanisms and triggers that lead to the formation of these networks of scientific collaboration. Obtaining attributes of individual researchers, data on the constitution of networks over time and mode of disambiguation of the names that make up these collaboration networks have been the main challenges in the area of research networks. The purpose of this article is to describe how we designed a way to study a university’s collaboration networks, focusing on the University of São Paulo, and identifying their key strategies, connectivity and causal mechanisms, as well as finding links between their networks and different levels of participants’ productivity. It should be noted that this article only describes the research questions and how to treat them, leaving their implementation to the next steps of this research. The database used for analysis was the Institutional Scientific Production being developed by Sibi/USP, which collects articles published by members of the university indexed in national and international databases such as Scielo, Web of Science and BioMed, as well as an institutional database to obtain the individual attributes of the researchers participating in these networks.Keywords social network analysis, indicators, scientometrics, causal model
publishDate 2013
dc.date.none.fl_str_mv 2013-05-27
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/article
info:eu-repo/semantics/publishedVersion
Revisão de Literatura e Pesquisa Empírica de Campo
format article
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv http://revista.ibict.br/liinc/article/view/3389
10.18617/liinc.v9i1.513
url http://revista.ibict.br/liinc/article/view/3389
identifier_str_mv 10.18617/liinc.v9i1.513
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.relation.none.fl_str_mv http://revista.ibict.br/liinc/article/view/3389/2981
http://revista.ibict.br/liinc/article/view/3389/2982
http://revista.ibict.br/liinc/article/view/3389/4794
http://revista.ibict.br/liinc/article/view/3389/4795
http://revista.ibict.br/liinc/article/view/3389/4796
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.format.none.fl_str_mv application/pdf
application/pdf
image/gif
image/gif
image/png
dc.publisher.none.fl_str_mv Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict)
publisher.none.fl_str_mv Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict)
dc.source.none.fl_str_mv Liinc em Revista; Vol. 9 No. 1 (2013): Infometric Studies in Science and Technology
Liinc em Revista; Vol. 9 Núm. 1 (2013): Estudos Métricos da Informação em Ciência e Tecnologia
Liinc em Revista; v. 9 n. 1 (2013): Estudos Métricos da Informação em Ciência e Tecnologia
1808-3536
reponame:Liinc em Revista
instname:Instituto Brasileiro de Informação Ciência e Tecnologia (IBICT)
instacron:IBICT
reponame_str Liinc em Revista
collection Liinc em Revista
instname_str Instituto Brasileiro de Informação Ciência e Tecnologia (IBICT)
instacron_str IBICT
institution IBICT
repository.name.fl_str_mv Liinc em Revista - Instituto Brasileiro de Informação Ciência e Tecnologia (IBICT)
repository.mail.fl_str_mv
subject_por_txtF_mv análise de redes sociais
indicadores
cientometria
modelos causais
_version_ 1700924324966301696