As Jornadas de Junho de 2013: a disputa de narrativas na mídia e suas significações

Detalhes bibliográficos
Autor(a) principal: Oliveira, Vinícius Fruscalso Maciel de
Data de Publicação: 2017
Tipo de documento: Trabalho de conclusão de curso
Idioma: por
Título da fonte: Repositório Institucional da UFFS (Repositório Digital da UFFS)
Texto Completo: https://rd.uffs.edu.br/handle/prefix/879
Resumo: O presente trabalho teve como objetivo entender como os jornais de Erechim (Boa Vista, Bom Dia, Diário da Manhã e Voz Regional) representaram as Jornadas de Junho em suas páginas durante o período de 19 a 28 de junho de 2013. Para entender o que foram as Jornadas de Junho, foi feito, primeiro, uma investigação para descobrir a gênese do Movimento Passe Livre (MPL), entendida a partir do desenvolvimento das lutas relativas ao transporte público no Brasil desde o século XIX até as manifestações de 2013. Em seguida, foi realizada uma pesquisa para compreender as diferenças nas narrativas dos diversos atores sociais envolvidos diretamente ou não sobre os protestos e, em especial, na cidade de São Paulo, por ter sido o berço das mobilizações. Foi feito então uma análise das narrativas dos jornais erechinenses sobre os protestos na própria cidade e no país, além de uma comparação com as narrativas produzidas pela grande mídia. Foram estabelecidas relações entre o movimento, seus herdeiros e a situação política do país desde o fim das jornadas até os dias de hoje. Trata-se de uma pesquisa teórico-empírica; em relação ao tratamento de dados, pode ser caracterizada como quanti-qualitativa; quanto aos fins, trata-se de uma pesquisa exploratório-descritiva; e quanto à conduta em relação aos dados, é uma pesquisa bibliográfica. A partir dos dados coletados e comparando-os com outras pesquisas, concluiu-se que os jornalistas e colunistas dos jornais de Erechim replicaram a narrativa hegemônica feita pelos grandes veículos de comunicação sobre as manifestações.
id UFFS_6d2e37b5c2e1e0ef299cad832f56324a
oai_identifier_str oai:rd.uffs.edu.br:prefix/879
network_acronym_str UFFS
network_name_str Repositório Institucional da UFFS (Repositório Digital da UFFS)
repository_id_str 3924
spelling Valério, Mairon EscorsiValério, Mairon EscorsiSevero, Gerson EgasFraga, Gerson WasenOliveira, Vinícius Fruscalso Maciel de217-01-182017-08-15T13:10:56Z2017-08-15T13:10:56Z2017-01-18https://rd.uffs.edu.br/handle/prefix/879O presente trabalho teve como objetivo entender como os jornais de Erechim (Boa Vista, Bom Dia, Diário da Manhã e Voz Regional) representaram as Jornadas de Junho em suas páginas durante o período de 19 a 28 de junho de 2013. Para entender o que foram as Jornadas de Junho, foi feito, primeiro, uma investigação para descobrir a gênese do Movimento Passe Livre (MPL), entendida a partir do desenvolvimento das lutas relativas ao transporte público no Brasil desde o século XIX até as manifestações de 2013. Em seguida, foi realizada uma pesquisa para compreender as diferenças nas narrativas dos diversos atores sociais envolvidos diretamente ou não sobre os protestos e, em especial, na cidade de São Paulo, por ter sido o berço das mobilizações. Foi feito então uma análise das narrativas dos jornais erechinenses sobre os protestos na própria cidade e no país, além de uma comparação com as narrativas produzidas pela grande mídia. Foram estabelecidas relações entre o movimento, seus herdeiros e a situação política do país desde o fim das jornadas até os dias de hoje. Trata-se de uma pesquisa teórico-empírica; em relação ao tratamento de dados, pode ser caracterizada como quanti-qualitativa; quanto aos fins, trata-se de uma pesquisa exploratório-descritiva; e quanto à conduta em relação aos dados, é uma pesquisa bibliográfica. A partir dos dados coletados e comparando-os com outras pesquisas, concluiu-se que os jornalistas e colunistas dos jornais de Erechim replicaram a narrativa hegemônica feita pelos grandes veículos de comunicação sobre as manifestações.This paper aimed to understand how the newspapers of Erechim (Boa Vista, Bom Dia, Diário da Manhã and Voz Regional) represented the June Days in their pages during the period from June 19 to 28, 2013. To understand what The Journeys of June, an investigation was the first of an investigation to discover the genesis of the Free Passage Movement (MPL), understood from the development of the struggles related to public transport in Brazil from the nineteenth century to the manifestations of 2013. It was then carried out A research to understand the differences in the narratives of the various social actors involved directly or not in the protests and, especially, in the city of São Paulo, because it was the cradle of mobilizations. An analysis was then made of the narratives of the Eritrean newspapers on the protests in the city and in the country, as well as a comparison with the narratives produced by the mass media. Relations were established between the movement, its heirs and the political situation of the country from the end of the days to the present day. It is a theoretical-empirical research; In relation to the data treatment, can be characterized as quanti-qualitative; For purposes, it is an exploratory-descriptive research; And regarding the conduct in relation to the data, is a bibliographical research. From the data collected and comparing them with other researches, it was concluded that the journalists and columnists of the newspapers of Erechim replicated the hegemonic narrative made by the great vehicles of communication about the manifestations.Submitted by Tania Ivani Rokohl (tania.rokohl@uffs.edu.br) on 2017-07-31T18:41:01Z No. of bitstreams: 1 OLIVEIRA.pdf: 957450 bytes, checksum: d78b85e6c62fb6cc03a8952f693a05f0 (MD5)Approved for entry into archive by Diego dos Santos Borba (dborba@uffs.edu.br) on 2017-08-15T13:10:55Z (GMT) No. of bitstreams: 1 OLIVEIRA.pdf: 957450 bytes, checksum: d78b85e6c62fb6cc03a8952f693a05f0 (MD5)Made available in DSpace on 2017-08-15T13:10:56Z (GMT). No. of bitstreams: 1 OLIVEIRA.pdf: 957450 bytes, checksum: d78b85e6c62fb6cc03a8952f693a05f0 (MD5) Previous issue date: 2017-01-18porUniversidade Federal da Fronteira SulUFFSBrasilCampus ErechimMovimento Passe LivreJornadas de JunhoJornais erechinensesManifestaçõesAs Jornadas de Junho de 2013: a disputa de narrativas na mídia e suas significaçõesinfo:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/bachelorThesisinfo:eu-repo/semantics/openAccessreponame:Repositório Institucional da UFFS (Repositório Digital da UFFS)instname:Universidade Federal Fronteira do Sul (UFFS)instacron:UFFSLICENSElicense.txtlicense.txttext/plain; charset=utf-81866https://rd.uffs.edu.br:8443/bitstream/prefix/879/2/license.txt43cd690d6a359e86c1fe3d5b7cba0c9bMD52ORIGINALOLIVEIRA.pdfOLIVEIRA.pdfapplication/pdf957450https://rd.uffs.edu.br:8443/bitstream/prefix/879/1/OLIVEIRA.pdfd78b85e6c62fb6cc03a8952f693a05f0MD51prefix/8792023-07-20 14:54:05.762oai:rd.uffs.edu.br:prefix/879TElDRU7Dh0EgREUgRElTVFJJQlVJw4fDg08gTsODTy1FWENMVVNJVkEKCkNvbSBhIGFwcmVzZW50YcOnw6NvIGRlc3RhIGxpY2Vuw6dhLCB2b2PDqiAobyBhdXRvciAoZXMpIG91IG8gdGl0dWxhciBkb3MgZGlyZWl0b3MgZGUgYXV0b3IpIGNvbmNlZGUgYW8gUmVwb3NpdMOzcmlvIApJbnN0aXR1Y2lvbmFsIG8gZGlyZWl0byBuw6NvLWV4Y2x1c2l2byBkZSByZXByb2R1emlyLCAgdHJhZHV6aXIgKGNvbmZvcm1lIGRlZmluaWRvIGFiYWl4byksIGUvb3UgZGlzdHJpYnVpciBhIApzdWEgcHVibGljYcOnw6NvIChpbmNsdWluZG8gbyByZXN1bW8pIHBvciB0b2RvIG8gbXVuZG8gbm8gZm9ybWF0byBpbXByZXNzbyBlIGVsZXRyw7RuaWNvIGUgZW0gcXVhbHF1ZXIgbWVpbywgaW5jbHVpbmRvIG9zIApmb3JtYXRvcyDDoXVkaW8gb3UgdsOtZGVvLgoKVm9jw6ogY29uY29yZGEgcXVlIG8gRGVwb3NpdGEgcG9kZSwgc2VtIGFsdGVyYXIgbyBjb250ZcO6ZG8sIHRyYW5zcG9yIGEgc3VhIHB1YmxpY2HDp8OjbyBwYXJhIHF1YWxxdWVyIG1laW8gb3UgZm9ybWF0byAKcGFyYSBmaW5zIGRlIHByZXNlcnZhw6fDo28uCgpWb2PDqiB0YW1iw6ltIGNvbmNvcmRhIHF1ZSBvIERlcG9zaXRhIHBvZGUgbWFudGVyIG1haXMgZGUgdW1hIGPDs3BpYSBkZSBzdWEgcHVibGljYcOnw6NvIHBhcmEgZmlucyBkZSBzZWd1cmFuw6dhLCBiYWNrLXVwIAplIHByZXNlcnZhw6fDo28uCgpWb2PDqiBkZWNsYXJhIHF1ZSBhIHN1YSBwdWJsaWNhw6fDo28gw6kgb3JpZ2luYWwgZSBxdWUgdm9jw6ogdGVtIG8gcG9kZXIgZGUgY29uY2VkZXIgb3MgZGlyZWl0b3MgY29udGlkb3MgbmVzdGEgbGljZW7Dp2EuIApWb2PDqiB0YW1iw6ltIGRlY2xhcmEgcXVlIG8gZGVww7NzaXRvIGRhIHN1YSBwdWJsaWNhw6fDo28gbsOjbywgcXVlIHNlamEgZGUgc2V1IGNvbmhlY2ltZW50bywgaW5mcmluZ2UgZGlyZWl0b3MgYXV0b3JhaXMgCmRlIG5pbmd1w6ltLgoKQ2FzbyBhIHN1YSBwdWJsaWNhw6fDo28gY29udGVuaGEgbWF0ZXJpYWwgcXVlIHZvY8OqIG7Do28gcG9zc3VpIGEgdGl0dWxhcmlkYWRlIGRvcyBkaXJlaXRvcyBhdXRvcmFpcywgdm9jw6ogZGVjbGFyYSBxdWUgCm9idGV2ZSBhIHBlcm1pc3PDo28gaXJyZXN0cml0YSBkbyBkZXRlbnRvciBkb3MgZGlyZWl0b3MgYXV0b3JhaXMgcGFyYSBjb25jZWRlciBhbyBEZXBvc2l0YSBvcyBkaXJlaXRvcyBhcHJlc2VudGFkb3MgCm5lc3RhIGxpY2Vuw6dhLCBlIHF1ZSBlc3NlIG1hdGVyaWFsIGRlIHByb3ByaWVkYWRlIGRlIHRlcmNlaXJvcyBlc3TDoSBjbGFyYW1lbnRlIGlkZW50aWZpY2FkbyBlIHJlY29uaGVjaWRvIG5vIHRleHRvIApvdSBubyBjb250ZcO6ZG8gZGEgcHVibGljYcOnw6NvIG9yYSBkZXBvc2l0YWRhLgoKQ0FTTyBBIFBVQkxJQ0HDh8ODTyBPUkEgREVQT1NJVEFEQSBURU5IQSBTSURPIFJFU1VMVEFETyBERSBVTSBQQVRST0PDjU5JTyBPVSBBUE9JTyBERSBVTUEgQUfDik5DSUEgREUgRk9NRU5UTyBPVSBPVVRSTyAKT1JHQU5JU01PLCBWT0PDiiBERUNMQVJBIFFVRSBSRVNQRUlUT1UgVE9ET1MgRSBRVUFJU1FVRVIgRElSRUlUT1MgREUgUkVWSVPDg08gQ09NTyBUQU1Cw4lNIEFTIERFTUFJUyBPQlJJR0HDh8OVRVMgCkVYSUdJREFTIFBPUiBDT05UUkFUTyBPVSBBQ09SRE8uCgpPIERlcG9zaXRhIHNlIGNvbXByb21ldGUgYSBpZGVudGlmaWNhciBjbGFyYW1lbnRlIG8gc2V1IG5vbWUgKHMpIG91IG8ocykgbm9tZShzKSBkbyhzKSBkZXRlbnRvcihlcykgZG9zIGRpcmVpdG9zIAphdXRvcmFpcyBkYSBwdWJsaWNhw6fDo28sIGUgbsOjbyBmYXLDoSBxdWFscXVlciBhbHRlcmHDp8OjbywgYWzDqW0gZGFxdWVsYXMgY29uY2VkaWRhcyBwb3IgZXN0YSBsaWNlbsOnYS4KRepositório InstitucionalPUBhttps://rd.uffs.edu.br/oai/requestopendoar:39242023-07-20T17:54:05Repositório Institucional da UFFS (Repositório Digital da UFFS) - Universidade Federal Fronteira do Sul (UFFS)false
dc.title.pt_BR.fl_str_mv As Jornadas de Junho de 2013: a disputa de narrativas na mídia e suas significações
title As Jornadas de Junho de 2013: a disputa de narrativas na mídia e suas significações
spellingShingle As Jornadas de Junho de 2013: a disputa de narrativas na mídia e suas significações
Oliveira, Vinícius Fruscalso Maciel de
Movimento Passe Livre
Jornadas de Junho
Jornais erechinenses
Manifestações
title_short As Jornadas de Junho de 2013: a disputa de narrativas na mídia e suas significações
title_full As Jornadas de Junho de 2013: a disputa de narrativas na mídia e suas significações
title_fullStr As Jornadas de Junho de 2013: a disputa de narrativas na mídia e suas significações
title_full_unstemmed As Jornadas de Junho de 2013: a disputa de narrativas na mídia e suas significações
title_sort As Jornadas de Junho de 2013: a disputa de narrativas na mídia e suas significações
author Oliveira, Vinícius Fruscalso Maciel de
author_facet Oliveira, Vinícius Fruscalso Maciel de
author_role author
dc.contributor.advisor1.fl_str_mv Valério, Mairon Escorsi
dc.contributor.referee1.fl_str_mv Valério, Mairon Escorsi
dc.contributor.referee2.fl_str_mv Severo, Gerson Egas
dc.contributor.referee3.fl_str_mv Fraga, Gerson Wasen
dc.contributor.author.fl_str_mv Oliveira, Vinícius Fruscalso Maciel de
contributor_str_mv Valério, Mairon Escorsi
Valério, Mairon Escorsi
Severo, Gerson Egas
Fraga, Gerson Wasen
dc.subject.por.fl_str_mv Movimento Passe Livre
Jornadas de Junho
Jornais erechinenses
Manifestações
topic Movimento Passe Livre
Jornadas de Junho
Jornais erechinenses
Manifestações
description O presente trabalho teve como objetivo entender como os jornais de Erechim (Boa Vista, Bom Dia, Diário da Manhã e Voz Regional) representaram as Jornadas de Junho em suas páginas durante o período de 19 a 28 de junho de 2013. Para entender o que foram as Jornadas de Junho, foi feito, primeiro, uma investigação para descobrir a gênese do Movimento Passe Livre (MPL), entendida a partir do desenvolvimento das lutas relativas ao transporte público no Brasil desde o século XIX até as manifestações de 2013. Em seguida, foi realizada uma pesquisa para compreender as diferenças nas narrativas dos diversos atores sociais envolvidos diretamente ou não sobre os protestos e, em especial, na cidade de São Paulo, por ter sido o berço das mobilizações. Foi feito então uma análise das narrativas dos jornais erechinenses sobre os protestos na própria cidade e no país, além de uma comparação com as narrativas produzidas pela grande mídia. Foram estabelecidas relações entre o movimento, seus herdeiros e a situação política do país desde o fim das jornadas até os dias de hoje. Trata-se de uma pesquisa teórico-empírica; em relação ao tratamento de dados, pode ser caracterizada como quanti-qualitativa; quanto aos fins, trata-se de uma pesquisa exploratório-descritiva; e quanto à conduta em relação aos dados, é uma pesquisa bibliográfica. A partir dos dados coletados e comparando-os com outras pesquisas, concluiu-se que os jornalistas e colunistas dos jornais de Erechim replicaram a narrativa hegemônica feita pelos grandes veículos de comunicação sobre as manifestações.
publishDate 2017
dc.date.accessioned.fl_str_mv 2017-08-15T13:10:56Z
dc.date.available.fl_str_mv 2017-08-15T13:10:56Z
dc.date.issued.fl_str_mv 2017-01-18
dc.date.none.fl_str_mv 217-01-18
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/bachelorThesis
format bachelorThesis
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv https://rd.uffs.edu.br/handle/prefix/879
url https://rd.uffs.edu.br/handle/prefix/879
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.publisher.none.fl_str_mv Universidade Federal da Fronteira Sul
dc.publisher.initials.fl_str_mv UFFS
dc.publisher.country.fl_str_mv Brasil
dc.publisher.department.fl_str_mv Campus Erechim
publisher.none.fl_str_mv Universidade Federal da Fronteira Sul
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Repositório Institucional da UFFS (Repositório Digital da UFFS)
instname:Universidade Federal Fronteira do Sul (UFFS)
instacron:UFFS
instname_str Universidade Federal Fronteira do Sul (UFFS)
instacron_str UFFS
institution UFFS
reponame_str Repositório Institucional da UFFS (Repositório Digital da UFFS)
collection Repositório Institucional da UFFS (Repositório Digital da UFFS)
bitstream.url.fl_str_mv https://rd.uffs.edu.br:8443/bitstream/prefix/879/2/license.txt
https://rd.uffs.edu.br:8443/bitstream/prefix/879/1/OLIVEIRA.pdf
bitstream.checksum.fl_str_mv 43cd690d6a359e86c1fe3d5b7cba0c9b
d78b85e6c62fb6cc03a8952f693a05f0
bitstream.checksumAlgorithm.fl_str_mv MD5
MD5
repository.name.fl_str_mv Repositório Institucional da UFFS (Repositório Digital da UFFS) - Universidade Federal Fronteira do Sul (UFFS)
repository.mail.fl_str_mv
_version_ 1799765379128492032