Ensaio, ciência e história em Os parceiros do Rio Bonito: uma leitura historiográfica da obra de Antonio Candido

Detalhes bibliográficos
Autor(a) principal: Hugo Mateus Goncalves Rocha
Data de Publicação: 2017
Tipo de documento: Dissertação
Idioma: por
Título da fonte: Repositório Institucional da UFMG
Texto Completo: http://hdl.handle.net/1843/BUOS-AVCLTG
Resumo: Na presente pesquisa, analisamos a obra ¯Os Parceiros do Rio Bonito: estudo do caipira paulista e a transformação dos seus meios de vida, de autoria do sociólogo e crítico literário Antonio Candido de Mello e Souza. Buscamos explorar os diálogos estabelecidos pelo autor com o Pensamento Social Brasileiro produzido entre as décadas de 1900 e 1950. O propósito central em que se baseia a investigação consiste em compreender como o autor analisou, especificamente, um processo de transformação social em curso na cultura e na sociedade caipira. Para isso, lançamos mão de um material distinto que incluiu eixos teóricos e metodológicos ligados à Sociologia e à Antropologia, ao lado de interpretações historiográficas sobre a expansão bandeirante, além de referências ao Pensamento Social Brasileiro das décadas de 1900 a 1940, reconhecida como parte da tradição ensaística no pensamento nacional. Assim, no primeiro capítulo, procuramos explorar as opções do autor ao desenvolver sua pesquisa e por dividi-la em três seções. No segundo capítulo, procuramos compreender como Candido estabeleceu as diretrizes centrais para a identificação do caipira e de suas sociedades. Por fim, no terceiro capítulo, procuramos fundamentar a razão pela qual, ao se empenhar em realizar o estudo, Antonio Candido teria desenvolvido um texto que, apesar de gerado com base em uma pesquisa acadêmica associada ao campo das Ciências Sociais, pode ser interpretada tanto como uma obra que apresenta elementos da tradição do pensamento brasileiro no início do século XX, quanto ao modelo de investigação sociológica que tomou corpo no país a partir de meados das décadas de 1940 e 1950.
id UFMG_484f189d1bb50b5a5963aa534bf15155
oai_identifier_str oai:repositorio.ufmg.br:1843/BUOS-AVCLTG
network_acronym_str UFMG
network_name_str Repositório Institucional da UFMG
repository_id_str
spelling Douglas Atilla MarcelinoMateus Henrique de Faria PereiraAlessandra Soares SantosHugo Mateus Goncalves Rocha2019-08-14T01:45:11Z2019-08-14T01:45:11Z2017-12-20http://hdl.handle.net/1843/BUOS-AVCLTGNa presente pesquisa, analisamos a obra ¯Os Parceiros do Rio Bonito: estudo do caipira paulista e a transformação dos seus meios de vida, de autoria do sociólogo e crítico literário Antonio Candido de Mello e Souza. Buscamos explorar os diálogos estabelecidos pelo autor com o Pensamento Social Brasileiro produzido entre as décadas de 1900 e 1950. O propósito central em que se baseia a investigação consiste em compreender como o autor analisou, especificamente, um processo de transformação social em curso na cultura e na sociedade caipira. Para isso, lançamos mão de um material distinto que incluiu eixos teóricos e metodológicos ligados à Sociologia e à Antropologia, ao lado de interpretações historiográficas sobre a expansão bandeirante, além de referências ao Pensamento Social Brasileiro das décadas de 1900 a 1940, reconhecida como parte da tradição ensaística no pensamento nacional. Assim, no primeiro capítulo, procuramos explorar as opções do autor ao desenvolver sua pesquisa e por dividi-la em três seções. No segundo capítulo, procuramos compreender como Candido estabeleceu as diretrizes centrais para a identificação do caipira e de suas sociedades. Por fim, no terceiro capítulo, procuramos fundamentar a razão pela qual, ao se empenhar em realizar o estudo, Antonio Candido teria desenvolvido um texto que, apesar de gerado com base em uma pesquisa acadêmica associada ao campo das Ciências Sociais, pode ser interpretada tanto como uma obra que apresenta elementos da tradição do pensamento brasileiro no início do século XX, quanto ao modelo de investigação sociológica que tomou corpo no país a partir de meados das décadas de 1940 e 1950.In this research, we analyze the book, ¯Os Parceiros do Rio Bonito: estudo do caipira paulista e a transformação dos seus meios de vida by the sociologist and literary critic Antonio Candido de Mello e Souza. In this way, we seek to explore the dialogues established by the author with brazilian social thought produced between the 1900s and 1950s. The central idea behind research is to explore how by specifically analyzing a process of on going social transformation in culture, the author used a different material, which included theoretical and methodological axes of Sociology and Anthropology, along with historiographical interpretations of bandeirante expansion, as well as references to brazilian social thought from the decades of 1900 to 1940, recognized as part of the essayistic tradition in national thought. Thus, in the first chapter, we seek to explore the authors options in developing his research and dividing it into three sections. In the second chapter, we try to understand how the author established the central guidelines for the identification of the caipira and its societies. Finally, in the third chapter, we tried to justify that in endeavoring to carry out that study, Antonio Candido would have developed a text that, although generated from an academic research, ¯Os Parceiros do Rio Bonito can also be interpreted as a work which presents elements of both the tradition of Brazilian thought in the early twentieth century and the sociological research model that took shape in Brazil from the mid - 1940s and 1950s.Universidade Federal de Minas GeraisUFMGHistoriografiaHistóriaCandido, Antonio, 1918-2017t Parceiros do Rio BonitoOs Parceiros do Rio BonitoHistória da HistoriografiaAntonio CandidoEnsaio interpretativoPensamento Social BrasileiroEnsaio, ciência e história em Os parceiros do Rio Bonito: uma leitura historiográfica da obra de Antonio Candidoinfo:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/masterThesisinfo:eu-repo/semantics/openAccessporreponame:Repositório Institucional da UFMGinstname:Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)instacron:UFMGORIGINALdisserta__o_hugo_rocha_com_ficha_catalogr_fica.pdfapplication/pdf1330407https://repositorio.ufmg.br/bitstream/1843/BUOS-AVCLTG/1/disserta__o_hugo_rocha_com_ficha_catalogr_fica.pdfd512745acd09905b698b44cb589fd4e8MD51TEXTdisserta__o_hugo_rocha_com_ficha_catalogr_fica.pdf.txtdisserta__o_hugo_rocha_com_ficha_catalogr_fica.pdf.txtExtracted texttext/plain414210https://repositorio.ufmg.br/bitstream/1843/BUOS-AVCLTG/2/disserta__o_hugo_rocha_com_ficha_catalogr_fica.pdf.txtc331962d4f23077cd6e2e98f3b69880fMD521843/BUOS-AVCLTG2019-11-14 07:53:47.94oai:repositorio.ufmg.br:1843/BUOS-AVCLTGRepositório de PublicaçõesPUBhttps://repositorio.ufmg.br/oaiopendoar:2019-11-14T10:53:47Repositório Institucional da UFMG - Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)false
dc.title.pt_BR.fl_str_mv Ensaio, ciência e história em Os parceiros do Rio Bonito: uma leitura historiográfica da obra de Antonio Candido
title Ensaio, ciência e história em Os parceiros do Rio Bonito: uma leitura historiográfica da obra de Antonio Candido
spellingShingle Ensaio, ciência e história em Os parceiros do Rio Bonito: uma leitura historiográfica da obra de Antonio Candido
Hugo Mateus Goncalves Rocha
Os Parceiros do Rio Bonito
História da Historiografia
Antonio Candido
Ensaio interpretativo
Pensamento Social Brasileiro
Historiografia
História
Candido, Antonio, 1918-2017t Parceiros do Rio Bonito
title_short Ensaio, ciência e história em Os parceiros do Rio Bonito: uma leitura historiográfica da obra de Antonio Candido
title_full Ensaio, ciência e história em Os parceiros do Rio Bonito: uma leitura historiográfica da obra de Antonio Candido
title_fullStr Ensaio, ciência e história em Os parceiros do Rio Bonito: uma leitura historiográfica da obra de Antonio Candido
title_full_unstemmed Ensaio, ciência e história em Os parceiros do Rio Bonito: uma leitura historiográfica da obra de Antonio Candido
title_sort Ensaio, ciência e história em Os parceiros do Rio Bonito: uma leitura historiográfica da obra de Antonio Candido
author Hugo Mateus Goncalves Rocha
author_facet Hugo Mateus Goncalves Rocha
author_role author
dc.contributor.advisor1.fl_str_mv Douglas Atilla Marcelino
dc.contributor.referee1.fl_str_mv Mateus Henrique de Faria Pereira
dc.contributor.referee2.fl_str_mv Alessandra Soares Santos
dc.contributor.author.fl_str_mv Hugo Mateus Goncalves Rocha
contributor_str_mv Douglas Atilla Marcelino
Mateus Henrique de Faria Pereira
Alessandra Soares Santos
dc.subject.por.fl_str_mv Os Parceiros do Rio Bonito
História da Historiografia
Antonio Candido
Ensaio interpretativo
Pensamento Social Brasileiro
topic Os Parceiros do Rio Bonito
História da Historiografia
Antonio Candido
Ensaio interpretativo
Pensamento Social Brasileiro
Historiografia
História
Candido, Antonio, 1918-2017t Parceiros do Rio Bonito
dc.subject.other.pt_BR.fl_str_mv Historiografia
História
Candido, Antonio, 1918-2017t Parceiros do Rio Bonito
description Na presente pesquisa, analisamos a obra ¯Os Parceiros do Rio Bonito: estudo do caipira paulista e a transformação dos seus meios de vida, de autoria do sociólogo e crítico literário Antonio Candido de Mello e Souza. Buscamos explorar os diálogos estabelecidos pelo autor com o Pensamento Social Brasileiro produzido entre as décadas de 1900 e 1950. O propósito central em que se baseia a investigação consiste em compreender como o autor analisou, especificamente, um processo de transformação social em curso na cultura e na sociedade caipira. Para isso, lançamos mão de um material distinto que incluiu eixos teóricos e metodológicos ligados à Sociologia e à Antropologia, ao lado de interpretações historiográficas sobre a expansão bandeirante, além de referências ao Pensamento Social Brasileiro das décadas de 1900 a 1940, reconhecida como parte da tradição ensaística no pensamento nacional. Assim, no primeiro capítulo, procuramos explorar as opções do autor ao desenvolver sua pesquisa e por dividi-la em três seções. No segundo capítulo, procuramos compreender como Candido estabeleceu as diretrizes centrais para a identificação do caipira e de suas sociedades. Por fim, no terceiro capítulo, procuramos fundamentar a razão pela qual, ao se empenhar em realizar o estudo, Antonio Candido teria desenvolvido um texto que, apesar de gerado com base em uma pesquisa acadêmica associada ao campo das Ciências Sociais, pode ser interpretada tanto como uma obra que apresenta elementos da tradição do pensamento brasileiro no início do século XX, quanto ao modelo de investigação sociológica que tomou corpo no país a partir de meados das décadas de 1940 e 1950.
publishDate 2017
dc.date.issued.fl_str_mv 2017-12-20
dc.date.accessioned.fl_str_mv 2019-08-14T01:45:11Z
dc.date.available.fl_str_mv 2019-08-14T01:45:11Z
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/masterThesis
format masterThesis
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv http://hdl.handle.net/1843/BUOS-AVCLTG
url http://hdl.handle.net/1843/BUOS-AVCLTG
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.publisher.none.fl_str_mv Universidade Federal de Minas Gerais
dc.publisher.initials.fl_str_mv UFMG
publisher.none.fl_str_mv Universidade Federal de Minas Gerais
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Repositório Institucional da UFMG
instname:Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
instacron:UFMG
instname_str Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
instacron_str UFMG
institution UFMG
reponame_str Repositório Institucional da UFMG
collection Repositório Institucional da UFMG
bitstream.url.fl_str_mv https://repositorio.ufmg.br/bitstream/1843/BUOS-AVCLTG/1/disserta__o_hugo_rocha_com_ficha_catalogr_fica.pdf
https://repositorio.ufmg.br/bitstream/1843/BUOS-AVCLTG/2/disserta__o_hugo_rocha_com_ficha_catalogr_fica.pdf.txt
bitstream.checksum.fl_str_mv d512745acd09905b698b44cb589fd4e8
c331962d4f23077cd6e2e98f3b69880f
bitstream.checksumAlgorithm.fl_str_mv MD5
MD5
repository.name.fl_str_mv Repositório Institucional da UFMG - Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
repository.mail.fl_str_mv
_version_ 1803589462602547200