ENTREVISTA COM PAULO FRANCHETTI

Detalhes bibliográficos
Autor(a) principal: VIVALDO, Leonardo Vicente
Data de Publicação: 2019
Tipo de documento: Artigo
Idioma: por
Título da fonte: Travessias Interativas
Texto Completo: https://seer.ufs.br/index.php/Travessias/article/view/11062
Resumo: Apresentação: Paulo Elias Allane Franchetti (1954) é natural de Matão-SP (cidade em que aprendeu, além do gosto pela literatura, o milenar jogo de xadrez: Franchetti chegou a  ser campeão municipal da modalidade em 1974 e defendeu a equipe matonense de xadrez nos Jogos Regionais do Interior de São Paulo na década de 70 – a equipe se consagraria medalha de ouro em três oportunidades: 71, 74 e 75). Professor titular de Teoria Literária do Instituto de Estudos da Linguagem da Unicamp (2004) e diretor chefe da Editora Unicamp (2002-2013), sua produção crítica possui, dentre outros títulos: Alguns aspectos da teoria da poesia concreta (1989); Haikai – antologia e história (1999) – que é, em língua portuguesa, uma das obras fundamentais sobre o clássico poema japonês; Nostalgia, exílio e  melancolia — Leituras de  Camilo Pessanha (2001)  e Estudos de Literatura Brasileira e Portuguesa (2007). Contudo, mais recentemente, tem se destacado, sobretudo, pela sua produção literária. Além da novela O sangue dos dias transparentes (2002), finalista do prêmio Portugal Telecom, os livros de poesia Memória Futura (2010), também finalista do Portugal Telecom; Oeste (2008), livro de haicais; Escarnho (2009) e Deste Lugar (2012), vem mostrando um poeta extremamente versátil: do lirismo mais sutil, fruto das esperanças e  desilusões do cotidiano e do tempo; passando pelos contemplativos haikais e pelos corrosivos poemas satíricos.
id UFS-5_45e211e2aaa11b92400b965bbc20df56
oai_identifier_str oai:ojs.seer.ufs.br:article/11062
network_acronym_str UFS-5
network_name_str Travessias Interativas
repository_id_str
spelling ENTREVISTA COM PAULO FRANCHETTIApresentação: Paulo Elias Allane Franchetti (1954) é natural de Matão-SP (cidade em que aprendeu, além do gosto pela literatura, o milenar jogo de xadrez: Franchetti chegou a  ser campeão municipal da modalidade em 1974 e defendeu a equipe matonense de xadrez nos Jogos Regionais do Interior de São Paulo na década de 70 – a equipe se consagraria medalha de ouro em três oportunidades: 71, 74 e 75). Professor titular de Teoria Literária do Instituto de Estudos da Linguagem da Unicamp (2004) e diretor chefe da Editora Unicamp (2002-2013), sua produção crítica possui, dentre outros títulos: Alguns aspectos da teoria da poesia concreta (1989); Haikai – antologia e história (1999) – que é, em língua portuguesa, uma das obras fundamentais sobre o clássico poema japonês; Nostalgia, exílio e  melancolia — Leituras de  Camilo Pessanha (2001)  e Estudos de Literatura Brasileira e Portuguesa (2007). Contudo, mais recentemente, tem se destacado, sobretudo, pela sua produção literária. Além da novela O sangue dos dias transparentes (2002), finalista do prêmio Portugal Telecom, os livros de poesia Memória Futura (2010), também finalista do Portugal Telecom; Oeste (2008), livro de haicais; Escarnho (2009) e Deste Lugar (2012), vem mostrando um poeta extremamente versátil: do lirismo mais sutil, fruto das esperanças e  desilusões do cotidiano e do tempo; passando pelos contemplativos haikais e pelos corrosivos poemas satíricos.Universidade Federal de Sergipe2019-03-24info:eu-repo/semantics/articleinfo:eu-repo/semantics/publishedVersionapplication/pdfhttps://seer.ufs.br/index.php/Travessias/article/view/11062Travessias Interativas; No. 7 (2014): Travessias Interativas → jan-jun/2014; pp. 7-23Travessias Interativas; n. 7 (2014): Travessias Interativas → jan-jun/2014; pp. 7-23Travessias Interativas; No. 7 (2014): Travessias Interativas → jan-jun/2014; pp. 7-23Travessias Interativas; Núm. 7 (2014): Travessias Interativas → jan-jun/2014; pp. 7-232236-7403reponame:Travessias Interativasinstname:Universidade Federal de Sergipe (UFS)instacron:UFS-porhttps://seer.ufs.br/index.php/Travessias/article/view/11062/8555Copyright (c) 2014 TRAVESSIAS INTERATIVASinfo:eu-repo/semantics/openAccessVIVALDO, Leonardo Vicente2020-06-28T21:04:47ZRevista
dc.title.none.fl_str_mv ENTREVISTA COM PAULO FRANCHETTI
title ENTREVISTA COM PAULO FRANCHETTI
spellingShingle ENTREVISTA COM PAULO FRANCHETTI
VIVALDO, Leonardo Vicente
title_short ENTREVISTA COM PAULO FRANCHETTI
title_full ENTREVISTA COM PAULO FRANCHETTI
title_fullStr ENTREVISTA COM PAULO FRANCHETTI
title_full_unstemmed ENTREVISTA COM PAULO FRANCHETTI
title_sort ENTREVISTA COM PAULO FRANCHETTI
author VIVALDO, Leonardo Vicente
author_facet VIVALDO, Leonardo Vicente
author_role author
dc.contributor.author.fl_str_mv VIVALDO, Leonardo Vicente
dc.description.none.fl_txt_mv Apresentação: Paulo Elias Allane Franchetti (1954) é natural de Matão-SP (cidade em que aprendeu, além do gosto pela literatura, o milenar jogo de xadrez: Franchetti chegou a  ser campeão municipal da modalidade em 1974 e defendeu a equipe matonense de xadrez nos Jogos Regionais do Interior de São Paulo na década de 70 – a equipe se consagraria medalha de ouro em três oportunidades: 71, 74 e 75). Professor titular de Teoria Literária do Instituto de Estudos da Linguagem da Unicamp (2004) e diretor chefe da Editora Unicamp (2002-2013), sua produção crítica possui, dentre outros títulos: Alguns aspectos da teoria da poesia concreta (1989); Haikai – antologia e história (1999) – que é, em língua portuguesa, uma das obras fundamentais sobre o clássico poema japonês; Nostalgia, exílio e  melancolia — Leituras de  Camilo Pessanha (2001)  e Estudos de Literatura Brasileira e Portuguesa (2007). Contudo, mais recentemente, tem se destacado, sobretudo, pela sua produção literária. Além da novela O sangue dos dias transparentes (2002), finalista do prêmio Portugal Telecom, os livros de poesia Memória Futura (2010), também finalista do Portugal Telecom; Oeste (2008), livro de haicais; Escarnho (2009) e Deste Lugar (2012), vem mostrando um poeta extremamente versátil: do lirismo mais sutil, fruto das esperanças e  desilusões do cotidiano e do tempo; passando pelos contemplativos haikais e pelos corrosivos poemas satíricos.
description Apresentação: Paulo Elias Allane Franchetti (1954) é natural de Matão-SP (cidade em que aprendeu, além do gosto pela literatura, o milenar jogo de xadrez: Franchetti chegou a  ser campeão municipal da modalidade em 1974 e defendeu a equipe matonense de xadrez nos Jogos Regionais do Interior de São Paulo na década de 70 – a equipe se consagraria medalha de ouro em três oportunidades: 71, 74 e 75). Professor titular de Teoria Literária do Instituto de Estudos da Linguagem da Unicamp (2004) e diretor chefe da Editora Unicamp (2002-2013), sua produção crítica possui, dentre outros títulos: Alguns aspectos da teoria da poesia concreta (1989); Haikai – antologia e história (1999) – que é, em língua portuguesa, uma das obras fundamentais sobre o clássico poema japonês; Nostalgia, exílio e  melancolia — Leituras de  Camilo Pessanha (2001)  e Estudos de Literatura Brasileira e Portuguesa (2007). Contudo, mais recentemente, tem se destacado, sobretudo, pela sua produção literária. Além da novela O sangue dos dias transparentes (2002), finalista do prêmio Portugal Telecom, os livros de poesia Memória Futura (2010), também finalista do Portugal Telecom; Oeste (2008), livro de haicais; Escarnho (2009) e Deste Lugar (2012), vem mostrando um poeta extremamente versátil: do lirismo mais sutil, fruto das esperanças e  desilusões do cotidiano e do tempo; passando pelos contemplativos haikais e pelos corrosivos poemas satíricos.
publishDate 2019
dc.date.none.fl_str_mv 2019-03-24
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/article
info:eu-repo/semantics/publishedVersion
format article
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv https://seer.ufs.br/index.php/Travessias/article/view/11062
url https://seer.ufs.br/index.php/Travessias/article/view/11062
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.relation.none.fl_str_mv https://seer.ufs.br/index.php/Travessias/article/view/11062/8555
dc.rights.driver.fl_str_mv Copyright (c) 2014 TRAVESSIAS INTERATIVAS
info:eu-repo/semantics/openAccess
rights_invalid_str_mv Copyright (c) 2014 TRAVESSIAS INTERATIVAS
eu_rights_str_mv openAccess
dc.format.none.fl_str_mv application/pdf
dc.publisher.none.fl_str_mv Universidade Federal de Sergipe
publisher.none.fl_str_mv Universidade Federal de Sergipe
dc.source.none.fl_str_mv Travessias Interativas; No. 7 (2014): Travessias Interativas → jan-jun/2014; pp. 7-23
Travessias Interativas; n. 7 (2014): Travessias Interativas → jan-jun/2014; pp. 7-23
Travessias Interativas; No. 7 (2014): Travessias Interativas → jan-jun/2014; pp. 7-23
Travessias Interativas; Núm. 7 (2014): Travessias Interativas → jan-jun/2014; pp. 7-23
2236-7403
reponame:Travessias Interativas
instname:Universidade Federal de Sergipe (UFS)
instacron:UFS-
instname_str Universidade Federal de Sergipe (UFS)
instacron_str UFS-
institution UFS-
reponame_str Travessias Interativas
collection Travessias Interativas
repository.name.fl_str_mv
repository.mail.fl_str_mv
_version_ 1726651014208028672