Reabilitação no Programa de Saúde da Família (PSF): práticas educativas

Bibliographic Details
Main Author: Saravalle, Daniela Vieira Nardi [UNIFESP]
Publication Date: 2007
Format: Master thesis
Language: por
Source: Repositório Institucional da UNIFESP
Download full: http://repositorio.unifesp.br/11600/41898
http://www2.unifesp.br/centros/cedess/producao/teses/tese_p_01.pdf
Summary: No contexto da implantação do Programa de Reabilitação no PSF, ressalta-se, no âmbito da Promoção de Saúde, a relevância das atividades educativas grupais. Neste sentido o estudo teve como propósito caracterizar as práticas educativas grupais dos Profissionais da Equipe de Saúde do Deficiente/Reabilitação (Fonoaudiólogos, Fisioterapeutas e Terapeutas Ocupacionais) no Programa de Saúde da Família, tendo em vista subsidiar proposta de capacitação. Circunscrevendo o levantamento à equipe de reabilitação na Zona Leste de São Paulo, com a Parceria da Casa de Saúde Santa Marcelina, o estudo envolveu três movimentos de investigação. O primeiro, focalizou o perfil profissional, sendo caracterizada uma prática educativa grupal recente. Num segundo movimento, foram levantadas as concepções de educação que orientam as práticas educativas. No terceiro movimento, foram apontados os limites e potencialidades do exercício das práticas educativas, buscando subsídios para uma proposta de capacitação. O estudo mostrou ausência de capacitação formal e específica para o exercício das atividades educativas grupais, na preparação para atuação no PSF. Todos, entretanto, referiram-se a realização de atividades educativas em grupos, ressaltando o caráter esporádico da realização, que poderia estar a associado à questão da sobrecarga de trabalho. Quanto à organização das atividades educativas foram abordados vários elementos que integram o planejamento, os quais, não sendo tratados de forma sistemática, apontaram para o caráter informal de sua realização. A qualificação das atividades educativas grupais, levando-se em conta as estratégias adotadas, aponta para o exercício de práticas de caráter dialógico, ao lado da permanêcia do modelo de caráter tradicional, no âmbito do PSF. Além da falta de tempo os profissionais referiram restrições de ordem material e espacial, como condições limitantes a realização das atividades educativas grupais. Ao lado da constatação do exercício de práticas educativas grupais pelos profissionais de reabilitação, o estudo apontou para a heterogeneidade da qualificação do seu exercício no âmbito da Promoção de Saúde. Nesse sentido, a investigação registra a propriedade de ser pensado o aprimoramento desses profissionais, integrada ao processo de repensar as atividades educativas grupais da reabilitação no contexto da Promoção de Saúde, em âmbito institucional.
id UFSP_6d215db3c092b58a30d70fef3c932fac
oai_identifier_str oai:repositorio.unifesp.br:11600/41898
network_acronym_str UFSP
network_name_str Repositório Institucional da UNIFESP
spelling Saravalle, Daniela Vieira Nardi [UNIFESP]Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)http://lattes.cnpq.br/1350944255485399http://lattes.cnpq.br/8655470743072105Goldenberg, Paulete [UNIFESP]2018-06-06T11:36:13Z2018-06-06T11:36:13Z2007SARAVALLE, Daniela Vieira Nardi. Reabilitação no programa de saúde da família (PSF): práticas educativas. 2007. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino em Ciências da Saúde) – Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2007.http://repositorio.unifesp.br/11600/41898http://www2.unifesp.br/centros/cedess/producao/teses/tese_p_01.pdfNo contexto da implantação do Programa de Reabilitação no PSF, ressalta-se, no âmbito da Promoção de Saúde, a relevância das atividades educativas grupais. Neste sentido o estudo teve como propósito caracterizar as práticas educativas grupais dos Profissionais da Equipe de Saúde do Deficiente/Reabilitação (Fonoaudiólogos, Fisioterapeutas e Terapeutas Ocupacionais) no Programa de Saúde da Família, tendo em vista subsidiar proposta de capacitação. Circunscrevendo o levantamento à equipe de reabilitação na Zona Leste de São Paulo, com a Parceria da Casa de Saúde Santa Marcelina, o estudo envolveu três movimentos de investigação. O primeiro, focalizou o perfil profissional, sendo caracterizada uma prática educativa grupal recente. Num segundo movimento, foram levantadas as concepções de educação que orientam as práticas educativas. No terceiro movimento, foram apontados os limites e potencialidades do exercício das práticas educativas, buscando subsídios para uma proposta de capacitação. O estudo mostrou ausência de capacitação formal e específica para o exercício das atividades educativas grupais, na preparação para atuação no PSF. Todos, entretanto, referiram-se a realização de atividades educativas em grupos, ressaltando o caráter esporádico da realização, que poderia estar a associado à questão da sobrecarga de trabalho. Quanto à organização das atividades educativas foram abordados vários elementos que integram o planejamento, os quais, não sendo tratados de forma sistemática, apontaram para o caráter informal de sua realização. A qualificação das atividades educativas grupais, levando-se em conta as estratégias adotadas, aponta para o exercício de práticas de caráter dialógico, ao lado da permanêcia do modelo de caráter tradicional, no âmbito do PSF. Além da falta de tempo os profissionais referiram restrições de ordem material e espacial, como condições limitantes a realização das atividades educativas grupais. Ao lado da constatação do exercício de práticas educativas grupais pelos profissionais de reabilitação, o estudo apontou para a heterogeneidade da qualificação do seu exercício no âmbito da Promoção de Saúde. Nesse sentido, a investigação registra a propriedade de ser pensado o aprimoramento desses profissionais, integrada ao processo de repensar as atividades educativas grupais da reabilitação no contexto da Promoção de Saúde, em âmbito institucional.In the Family Health Program, Rehabilitation Program Implementation context, it is important to emphasize the relevance of group educational activities, regarding Health Promotion. In this perspective, this study tried to define the group educational practices of Special Needs Health / Rehabilitation professionals team (Speech Therapy, Physiotherapists, Occupational therapist) in the Family Health Program, in order to develop a proposal of capacitating. This assessment was done in Sao Paulo east zone, with partnership with “Casa de Saúde Santa Marcelina”, and the following study involved tree investigation movements. The first movement keeps the focus on professional profile, being characterized a recent group educational practice. At the second movement, the education concepts that guide the educational practices where raised. At the third movement, education practices limits and potentials where appointed, searching requirements to a proposal of capacitating. The study showed the absence of formal and specific capacitating to the practice of group educational activities, at the preparation to Family Health Program actuation. However, all interviewed referred to group educational activities realization, emphasizing the not regular frequency, that can be associated to overtime work issue. When the educational activities were discussed, many elements that participate in planning, but not been treated in a systematic way, showed the informal characteristic of it’s organization. The group educational activities qualification, considering the strategies adopted showed the realization of practices of dialogic characteristics, besides of the traditional characteristics model remaining at Family Health Program context. Besides lacks of time, the professionals mentioned supplies and space restrictions as limit conditions to develop group educational activities. Regarding the Rehabilitation professionals group educational practices, the study showed a heterogeneous qualification on Health Promotion. In this way, the investigation registers the importance of professionals capacitating development, integrated to the process of group educational activities rethinking, in an institutional forum of Health Promotion.Made available in DSpace on 2018-06-06T11:36:13Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2007Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)ReabilitaçãoPrograma de Saúde da FamíliaEducação em SaúdePromoção de SaúdePráticas EducativasRehabilitationFamily Health ProgramEducation in HealthHealth PromotionEducational PracticesReabilitação no Programa de Saúde da Família (PSF): práticas educativasRehabilitation in the Family Health Program (PSF): educational practicesinfo:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/masterThesisMestrado profissionalinfo:eu-repo/semantics/openAccessporreponame:Repositório Institucional da UNIFESPinstname:Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)instacron:UNIFESPSão Paulo, Escola Paulista de Enfermagem (EPE)Ensino em Ciências da Saúde – EPE11600/418982018-06-08 14:48:01.58oai:repositorio.unifesp.br:11600/41898Repositório de Publicaçõeshttp://repositorio.unifesp.br/PUBhttp://www.repositorio.unifesp.br/oai/requestopendoar:34652020-09-07 00:40:59.403Repositório Institucional da UNIFESP - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)false
dc.title.pt.fl_str_mv Reabilitação no Programa de Saúde da Família (PSF): práticas educativas
dc.title.alternative.en.fl_str_mv Rehabilitation in the Family Health Program (PSF): educational practices
title Reabilitação no Programa de Saúde da Família (PSF): práticas educativas
spellingShingle Reabilitação no Programa de Saúde da Família (PSF): práticas educativas
Saravalle, Daniela Vieira Nardi [UNIFESP]
Reabilitação
Programa de Saúde da Família
Educação em Saúde
Promoção de Saúde
Práticas Educativas
Rehabilitation
Family Health Program
Education in Health
Health Promotion
Educational Practices
title_short Reabilitação no Programa de Saúde da Família (PSF): práticas educativas
title_full Reabilitação no Programa de Saúde da Família (PSF): práticas educativas
title_fullStr Reabilitação no Programa de Saúde da Família (PSF): práticas educativas
title_full_unstemmed Reabilitação no Programa de Saúde da Família (PSF): práticas educativas
title_sort Reabilitação no Programa de Saúde da Família (PSF): práticas educativas
author Saravalle, Daniela Vieira Nardi [UNIFESP]
author_facet Saravalle, Daniela Vieira Nardi [UNIFESP]
author_role author
dc.contributor.institution.none.fl_str_mv Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.contributor.authorLattes.none.fl_str_mv http://lattes.cnpq.br/1350944255485399
dc.contributor.advisorLattes.none.fl_str_mv http://lattes.cnpq.br/8655470743072105
dc.contributor.author.fl_str_mv Saravalle, Daniela Vieira Nardi [UNIFESP]
dc.contributor.advisor1.fl_str_mv Goldenberg, Paulete [UNIFESP]
contributor_str_mv Goldenberg, Paulete [UNIFESP]
dc.subject.por.fl_str_mv Reabilitação
Programa de Saúde da Família
Educação em Saúde
Promoção de Saúde
Práticas Educativas
topic Reabilitação
Programa de Saúde da Família
Educação em Saúde
Promoção de Saúde
Práticas Educativas
Rehabilitation
Family Health Program
Education in Health
Health Promotion
Educational Practices
dc.subject.eng.fl_str_mv Rehabilitation
Family Health Program
Education in Health
Health Promotion
Educational Practices
dc.description.abstract.por.fl_txt_mv No contexto da implantação do Programa de Reabilitação no PSF, ressalta-se, no âmbito da Promoção de Saúde, a relevância das atividades educativas grupais. Neste sentido o estudo teve como propósito caracterizar as práticas educativas grupais dos Profissionais da Equipe de Saúde do Deficiente/Reabilitação (Fonoaudiólogos, Fisioterapeutas e Terapeutas Ocupacionais) no Programa de Saúde da Família, tendo em vista subsidiar proposta de capacitação. Circunscrevendo o levantamento à equipe de reabilitação na Zona Leste de São Paulo, com a Parceria da Casa de Saúde Santa Marcelina, o estudo envolveu três movimentos de investigação. O primeiro, focalizou o perfil profissional, sendo caracterizada uma prática educativa grupal recente. Num segundo movimento, foram levantadas as concepções de educação que orientam as práticas educativas. No terceiro movimento, foram apontados os limites e potencialidades do exercício das práticas educativas, buscando subsídios para uma proposta de capacitação. O estudo mostrou ausência de capacitação formal e específica para o exercício das atividades educativas grupais, na preparação para atuação no PSF. Todos, entretanto, referiram-se a realização de atividades educativas em grupos, ressaltando o caráter esporádico da realização, que poderia estar a associado à questão da sobrecarga de trabalho. Quanto à organização das atividades educativas foram abordados vários elementos que integram o planejamento, os quais, não sendo tratados de forma sistemática, apontaram para o caráter informal de sua realização. A qualificação das atividades educativas grupais, levando-se em conta as estratégias adotadas, aponta para o exercício de práticas de caráter dialógico, ao lado da permanêcia do modelo de caráter tradicional, no âmbito do PSF. Além da falta de tempo os profissionais referiram restrições de ordem material e espacial, como condições limitantes a realização das atividades educativas grupais. Ao lado da constatação do exercício de práticas educativas grupais pelos profissionais de reabilitação, o estudo apontou para a heterogeneidade da qualificação do seu exercício no âmbito da Promoção de Saúde. Nesse sentido, a investigação registra a propriedade de ser pensado o aprimoramento desses profissionais, integrada ao processo de repensar as atividades educativas grupais da reabilitação no contexto da Promoção de Saúde, em âmbito institucional.
dc.description.abstract.eng.fl_txt_mv In the Family Health Program, Rehabilitation Program Implementation context, it is important to emphasize the relevance of group educational activities, regarding Health Promotion. In this perspective, this study tried to define the group educational practices of Special Needs Health / Rehabilitation professionals team (Speech Therapy, Physiotherapists, Occupational therapist) in the Family Health Program, in order to develop a proposal of capacitating. This assessment was done in Sao Paulo east zone, with partnership with “Casa de Saúde Santa Marcelina”, and the following study involved tree investigation movements. The first movement keeps the focus on professional profile, being characterized a recent group educational practice. At the second movement, the education concepts that guide the educational practices where raised. At the third movement, education practices limits and potentials where appointed, searching requirements to a proposal of capacitating. The study showed the absence of formal and specific capacitating to the practice of group educational activities, at the preparation to Family Health Program actuation. However, all interviewed referred to group educational activities realization, emphasizing the not regular frequency, that can be associated to overtime work issue. When the educational activities were discussed, many elements that participate in planning, but not been treated in a systematic way, showed the informal characteristic of it’s organization. The group educational activities qualification, considering the strategies adopted showed the realization of practices of dialogic characteristics, besides of the traditional characteristics model remaining at Family Health Program context. Besides lacks of time, the professionals mentioned supplies and space restrictions as limit conditions to develop group educational activities. Regarding the Rehabilitation professionals group educational practices, the study showed a heterogeneous qualification on Health Promotion. In this way, the investigation registers the importance of professionals capacitating development, integrated to the process of group educational activities rethinking, in an institutional forum of Health Promotion.
description No contexto da implantação do Programa de Reabilitação no PSF, ressalta-se, no âmbito da Promoção de Saúde, a relevância das atividades educativas grupais. Neste sentido o estudo teve como propósito caracterizar as práticas educativas grupais dos Profissionais da Equipe de Saúde do Deficiente/Reabilitação (Fonoaudiólogos, Fisioterapeutas e Terapeutas Ocupacionais) no Programa de Saúde da Família, tendo em vista subsidiar proposta de capacitação. Circunscrevendo o levantamento à equipe de reabilitação na Zona Leste de São Paulo, com a Parceria da Casa de Saúde Santa Marcelina, o estudo envolveu três movimentos de investigação. O primeiro, focalizou o perfil profissional, sendo caracterizada uma prática educativa grupal recente. Num segundo movimento, foram levantadas as concepções de educação que orientam as práticas educativas. No terceiro movimento, foram apontados os limites e potencialidades do exercício das práticas educativas, buscando subsídios para uma proposta de capacitação. O estudo mostrou ausência de capacitação formal e específica para o exercício das atividades educativas grupais, na preparação para atuação no PSF. Todos, entretanto, referiram-se a realização de atividades educativas em grupos, ressaltando o caráter esporádico da realização, que poderia estar a associado à questão da sobrecarga de trabalho. Quanto à organização das atividades educativas foram abordados vários elementos que integram o planejamento, os quais, não sendo tratados de forma sistemática, apontaram para o caráter informal de sua realização. A qualificação das atividades educativas grupais, levando-se em conta as estratégias adotadas, aponta para o exercício de práticas de caráter dialógico, ao lado da permanêcia do modelo de caráter tradicional, no âmbito do PSF. Além da falta de tempo os profissionais referiram restrições de ordem material e espacial, como condições limitantes a realização das atividades educativas grupais. Ao lado da constatação do exercício de práticas educativas grupais pelos profissionais de reabilitação, o estudo apontou para a heterogeneidade da qualificação do seu exercício no âmbito da Promoção de Saúde. Nesse sentido, a investigação registra a propriedade de ser pensado o aprimoramento desses profissionais, integrada ao processo de repensar as atividades educativas grupais da reabilitação no contexto da Promoção de Saúde, em âmbito institucional.
publishDate 2007
dc.date.issued.fl_str_mv 2007
dc.date.accessioned.fl_str_mv 2018-06-06T11:36:13Z
dc.date.available.fl_str_mv 2018-06-06T11:36:13Z
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/masterThesis
status_str publishedVersion
format masterThesis
dc.identifier.citation.fl_str_mv SARAVALLE, Daniela Vieira Nardi. Reabilitação no programa de saúde da família (PSF): práticas educativas. 2007. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino em Ciências da Saúde) – Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2007.
dc.identifier.uri.fl_str_mv http://repositorio.unifesp.br/11600/41898
http://www2.unifesp.br/centros/cedess/producao/teses/tese_p_01.pdf
identifier_str_mv SARAVALLE, Daniela Vieira Nardi. Reabilitação no programa de saúde da família (PSF): práticas educativas. 2007. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino em Ciências da Saúde) – Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2007.
url http://repositorio.unifesp.br/11600/41898
http://www2.unifesp.br/centros/cedess/producao/teses/tese_p_01.pdf
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.publisher.none.fl_str_mv Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
publisher.none.fl_str_mv Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Repositório Institucional da UNIFESP
instname:Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
instacron:UNIFESP
reponame_str Repositório Institucional da UNIFESP
collection Repositório Institucional da UNIFESP
instname_str Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
instacron_str UNIFESP
institution UNIFESP
repository.name.fl_str_mv Repositório Institucional da UNIFESP - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
repository.mail.fl_str_mv
_version_ 1677267848903262208