FIESP: Forma de ser de uma entidade burguesa de caráter prussiano – colonial¹

Bibliographic Details
Main Author: Deo, Anderson
Access Level: Open Access
Publication Date: 2007
Format: Article
Language: por
Defense institution: Faculdade de Filosofia e Ciências
Source: Revista Aurora (Online)
Portuguese Subjects:
Download full: https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/aurora/article/view/1166
Summary: O presente artigo procura analisar o posicionamento político-econômico da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo diante do processo de reestruturação do Estado Brasileiro na década de 1990, e a correspondente inserção do país na nova etapa de acumulação do capital. A principal entidade da fração industrial da burguesia brasileira elabora uma proposta para o “Brasil Moderno”, que se baseia no resgate dos pressupostos liberais como conditio sine qua non para o desenvolvimento econômico e social do país. Tais propostas fazem coro com as diretrizes dos organismos burgueses internacionais, explicitadas através do documento intitulado Consenso de Washington, e reafirmam a condição do país como economia periférica e subordinada aos pólos centrais do capitalismo mundial.
id UNESP-32_43bf2c1cdbbc4e5d0205be7d8ec15ca3
oai_identifier_str oai:ojs.www2.marilia.unesp.br:article/1166
network_acronym_str UNESP-32
network_name_str Revista Aurora (Online)
repository_id_str
spelling FIESP: Forma de ser de uma entidade burguesa de caráter prussiano – colonial¹EstadoFIESPburguesia internamente instaladaO presente artigo procura analisar o posicionamento político-econômico da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo diante do processo de reestruturação do Estado Brasileiro na década de 1990, e a correspondente inserção do país na nova etapa de acumulação do capital. A principal entidade da fração industrial da burguesia brasileira elabora uma proposta para o “Brasil Moderno”, que se baseia no resgate dos pressupostos liberais como conditio sine qua non para o desenvolvimento econômico e social do país. Tais propostas fazem coro com as diretrizes dos organismos burgueses internacionais, explicitadas através do documento intitulado Consenso de Washington, e reafirmam a condição do país como economia periférica e subordinada aos pólos centrais do capitalismo mundial.Faculdade de Filosofia e Ciências2007-12-03info:eu-repo/semantics/articleinfo:eu-repo/semantics/publishedVersionapplication/pdfhttps://revistas.marilia.unesp.br/index.php/aurora/article/view/116610.36311/1982-8004.2007.v1n1.1166Revista Aurora; v. 1 n. 1 (2007)1982-80042177-0484reponame:Revista Aurora (Online)instname:Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP)instacron:UNESPporhttps://revistas.marilia.unesp.br/index.php/aurora/article/view/1166/1040Copyright (c) 2011 Revista Aurorahttps://creativecommons.org/licenses/by/4.0/info:eu-repo/semantics/openAccessDeo, Anderson2020-07-29T09:11:19ZRevistahttps://revistas.marilia.unesp.br/index.php/aurora/indexPUB
dc.title.none.fl_str_mv FIESP: Forma de ser de uma entidade burguesa de caráter prussiano – colonial¹
title FIESP: Forma de ser de uma entidade burguesa de caráter prussiano – colonial¹
spellingShingle FIESP: Forma de ser de uma entidade burguesa de caráter prussiano – colonial¹
Deo, Anderson
Estado
FIESP
burguesia internamente instalada
title_short FIESP: Forma de ser de uma entidade burguesa de caráter prussiano – colonial¹
title_full FIESP: Forma de ser de uma entidade burguesa de caráter prussiano – colonial¹
title_fullStr FIESP: Forma de ser de uma entidade burguesa de caráter prussiano – colonial¹
title_full_unstemmed FIESP: Forma de ser de uma entidade burguesa de caráter prussiano – colonial¹
title_sort FIESP: Forma de ser de uma entidade burguesa de caráter prussiano – colonial¹
author Deo, Anderson
author_facet Deo, Anderson
author_role author
dc.contributor.author.fl_str_mv Deo, Anderson
dc.subject.por.fl_str_mv Estado
FIESP
burguesia internamente instalada
topic Estado
FIESP
burguesia internamente instalada
dc.description.none.fl_txt_mv O presente artigo procura analisar o posicionamento político-econômico da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo diante do processo de reestruturação do Estado Brasileiro na década de 1990, e a correspondente inserção do país na nova etapa de acumulação do capital. A principal entidade da fração industrial da burguesia brasileira elabora uma proposta para o “Brasil Moderno”, que se baseia no resgate dos pressupostos liberais como conditio sine qua non para o desenvolvimento econômico e social do país. Tais propostas fazem coro com as diretrizes dos organismos burgueses internacionais, explicitadas através do documento intitulado Consenso de Washington, e reafirmam a condição do país como economia periférica e subordinada aos pólos centrais do capitalismo mundial.
description O presente artigo procura analisar o posicionamento político-econômico da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo diante do processo de reestruturação do Estado Brasileiro na década de 1990, e a correspondente inserção do país na nova etapa de acumulação do capital. A principal entidade da fração industrial da burguesia brasileira elabora uma proposta para o “Brasil Moderno”, que se baseia no resgate dos pressupostos liberais como conditio sine qua non para o desenvolvimento econômico e social do país. Tais propostas fazem coro com as diretrizes dos organismos burgueses internacionais, explicitadas através do documento intitulado Consenso de Washington, e reafirmam a condição do país como economia periférica e subordinada aos pólos centrais do capitalismo mundial.
publishDate 2007
dc.date.none.fl_str_mv 2007-12-03
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/article
info:eu-repo/semantics/publishedVersion
format article
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/aurora/article/view/1166
10.36311/1982-8004.2007.v1n1.1166
url https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/aurora/article/view/1166
identifier_str_mv 10.36311/1982-8004.2007.v1n1.1166
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.relation.none.fl_str_mv https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/aurora/article/view/1166/1040
dc.rights.driver.fl_str_mv Copyright (c) 2011 Revista Aurora
https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/
info:eu-repo/semantics/openAccess
rights_invalid_str_mv Copyright (c) 2011 Revista Aurora
https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/
eu_rights_str_mv openAccess
dc.format.none.fl_str_mv application/pdf
dc.publisher.none.fl_str_mv Faculdade de Filosofia e Ciências
publisher.none.fl_str_mv Faculdade de Filosofia e Ciências
dc.source.none.fl_str_mv Revista Aurora; v. 1 n. 1 (2007)
1982-8004
2177-0484
reponame:Revista Aurora (Online)
instname:Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP)
instacron:UNESP
instname_str Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP)
instacron_str UNESP
institution UNESP
reponame_str Revista Aurora (Online)
collection Revista Aurora (Online)
repository.name.fl_str_mv
repository.mail.fl_str_mv
_version_ 1727298263683432448