RELATOS DE CHEGADA: IMIGRANTES JAPONESES EM CAMPO GRANDE

Bibliographic Details
Main Author: KUBOTA, NÁDIA FUJIKO LUNA
Access Level: Open Access
Publication Date: 2008
Format: Article
Language: por
Defense institution: Faculdade de Filosofia e Ciências
Source: Revista Aurora (Online)
Portuguese Subjects:
Download full: https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/aurora/article/view/1179
Summary: Este artigo propõe uma breve revisão histórica da imigração japonesa para o Brasil, bem como secundariamente, a ida desses imigrantes nipônicos para Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul, que possui a terceira maior colônia nikkey do país. Os japoneses chegaram ao Brasil em 18 de junho de 1908. A partir de 1909 dirigiram-se para Campo Grande a fim de trabalhar na construção da Estrada de Ferro Noroeste.Boa parte desse grupo ainda não falava português, mas todos tinham algo em comum: o desejo de retorno ao país de origem. Esse sonho, porém, acaba ficando para trás, enquanto novas famílias e vidas iam sendo constituídas em solo brasileiro. Desse modo, além da revisão histórica, dedico espaço aos relatos dos imigrantes, que narram suas histórias sobre a chagada ao Brasil e à Campo Grande, e o desejo do retorno.
id UNESP-32_54d4d07cf86756b27d29b97a1a1926fc
oai_identifier_str oai:ojs.www2.marilia.unesp.br:article/1179
network_acronym_str UNESP-32
network_name_str Revista Aurora (Online)
repository_id_str
spelling RELATOS DE CHEGADA: IMIGRANTES JAPONESES EM CAMPO GRANDEImigração JaponesaCampo GrandeRelatos de Imigrantes.Este artigo propõe uma breve revisão histórica da imigração japonesa para o Brasil, bem como secundariamente, a ida desses imigrantes nipônicos para Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul, que possui a terceira maior colônia nikkey do país. Os japoneses chegaram ao Brasil em 18 de junho de 1908. A partir de 1909 dirigiram-se para Campo Grande a fim de trabalhar na construção da Estrada de Ferro Noroeste.Boa parte desse grupo ainda não falava português, mas todos tinham algo em comum: o desejo de retorno ao país de origem. Esse sonho, porém, acaba ficando para trás, enquanto novas famílias e vidas iam sendo constituídas em solo brasileiro. Desse modo, além da revisão histórica, dedico espaço aos relatos dos imigrantes, que narram suas histórias sobre a chagada ao Brasil e à Campo Grande, e o desejo do retorno.Faculdade de Filosofia e Ciências2008-06-10info:eu-repo/semantics/articleinfo:eu-repo/semantics/publishedVersionapplication/pdfhttps://revistas.marilia.unesp.br/index.php/aurora/article/view/117910.36311/1982-8004.2008.v1n2.1179Revista Aurora; v. 1 n. 2 (2008)1982-80042177-0484reponame:Revista Aurora (Online)instname:Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP)instacron:UNESPporhttps://revistas.marilia.unesp.br/index.php/aurora/article/view/1179/1053Copyright (c) 2011 Revista Aurorahttps://creativecommons.org/licenses/by/4.0/info:eu-repo/semantics/openAccessKUBOTA, NÁDIA FUJIKO LUNA2020-07-29T09:13:36ZRevistahttps://revistas.marilia.unesp.br/index.php/aurora/indexPUB
dc.title.none.fl_str_mv RELATOS DE CHEGADA: IMIGRANTES JAPONESES EM CAMPO GRANDE
title RELATOS DE CHEGADA: IMIGRANTES JAPONESES EM CAMPO GRANDE
spellingShingle RELATOS DE CHEGADA: IMIGRANTES JAPONESES EM CAMPO GRANDE
KUBOTA, NÁDIA FUJIKO LUNA
Imigração Japonesa
Campo Grande
Relatos de Imigrantes.
title_short RELATOS DE CHEGADA: IMIGRANTES JAPONESES EM CAMPO GRANDE
title_full RELATOS DE CHEGADA: IMIGRANTES JAPONESES EM CAMPO GRANDE
title_fullStr RELATOS DE CHEGADA: IMIGRANTES JAPONESES EM CAMPO GRANDE
title_full_unstemmed RELATOS DE CHEGADA: IMIGRANTES JAPONESES EM CAMPO GRANDE
title_sort RELATOS DE CHEGADA: IMIGRANTES JAPONESES EM CAMPO GRANDE
author KUBOTA, NÁDIA FUJIKO LUNA
author_facet KUBOTA, NÁDIA FUJIKO LUNA
author_role author
dc.contributor.author.fl_str_mv KUBOTA, NÁDIA FUJIKO LUNA
dc.subject.por.fl_str_mv Imigração Japonesa
Campo Grande
Relatos de Imigrantes.
topic Imigração Japonesa
Campo Grande
Relatos de Imigrantes.
dc.description.none.fl_txt_mv Este artigo propõe uma breve revisão histórica da imigração japonesa para o Brasil, bem como secundariamente, a ida desses imigrantes nipônicos para Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul, que possui a terceira maior colônia nikkey do país. Os japoneses chegaram ao Brasil em 18 de junho de 1908. A partir de 1909 dirigiram-se para Campo Grande a fim de trabalhar na construção da Estrada de Ferro Noroeste.Boa parte desse grupo ainda não falava português, mas todos tinham algo em comum: o desejo de retorno ao país de origem. Esse sonho, porém, acaba ficando para trás, enquanto novas famílias e vidas iam sendo constituídas em solo brasileiro. Desse modo, além da revisão histórica, dedico espaço aos relatos dos imigrantes, que narram suas histórias sobre a chagada ao Brasil e à Campo Grande, e o desejo do retorno.
description Este artigo propõe uma breve revisão histórica da imigração japonesa para o Brasil, bem como secundariamente, a ida desses imigrantes nipônicos para Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul, que possui a terceira maior colônia nikkey do país. Os japoneses chegaram ao Brasil em 18 de junho de 1908. A partir de 1909 dirigiram-se para Campo Grande a fim de trabalhar na construção da Estrada de Ferro Noroeste.Boa parte desse grupo ainda não falava português, mas todos tinham algo em comum: o desejo de retorno ao país de origem. Esse sonho, porém, acaba ficando para trás, enquanto novas famílias e vidas iam sendo constituídas em solo brasileiro. Desse modo, além da revisão histórica, dedico espaço aos relatos dos imigrantes, que narram suas histórias sobre a chagada ao Brasil e à Campo Grande, e o desejo do retorno.
publishDate 2008
dc.date.none.fl_str_mv 2008-06-10
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/article
info:eu-repo/semantics/publishedVersion
format article
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/aurora/article/view/1179
10.36311/1982-8004.2008.v1n2.1179
url https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/aurora/article/view/1179
identifier_str_mv 10.36311/1982-8004.2008.v1n2.1179
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.relation.none.fl_str_mv https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/aurora/article/view/1179/1053
dc.rights.driver.fl_str_mv Copyright (c) 2011 Revista Aurora
https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/
info:eu-repo/semantics/openAccess
rights_invalid_str_mv Copyright (c) 2011 Revista Aurora
https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/
eu_rights_str_mv openAccess
dc.format.none.fl_str_mv application/pdf
dc.publisher.none.fl_str_mv Faculdade de Filosofia e Ciências
publisher.none.fl_str_mv Faculdade de Filosofia e Ciências
dc.source.none.fl_str_mv Revista Aurora; v. 1 n. 2 (2008)
1982-8004
2177-0484
reponame:Revista Aurora (Online)
instname:Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP)
instacron:UNESP
instname_str Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP)
instacron_str UNESP
institution UNESP
reponame_str Revista Aurora (Online)
collection Revista Aurora (Online)
repository.name.fl_str_mv
repository.mail.fl_str_mv
_version_ 1727298263702306816