Brasil e China: oposição ou contradição?

Bibliographic Details
Main Author: Spinelli, Carlos Humberto de A.
Publication Date: 2021
Format: Article
Language: por
Source: Revista Aurora (Online)
Download full: https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/aurora/article/view/2696
Summary: Em um período de crise sistêmica, a China estaria ocupando espaços econômicos na economia-mundo capitalista e, com base na sua estratégia "Confuciana", tentando se tornar um novo núcleo hegemônico? A sua impetuosa ascensão econômica traz consigo uma nova configuração da geopolítica mundial, uma vez que a sua consolidação como grande produtora e exportadora de produtos manufaturados trouxe grandes desafios para todos os países, principalmente para as economias em desenvolvimento, como é o caso do Brasil. A identidade compartilhada entre países em desenvolvimento confere ao Brasil e à República Popular da China interesses similares no comércio internacional e fortalece os elementos que compõem a relação bilateral, consolidando o caráter estratégico desta parceria. Esta pesquisa, em andamento, tem como objetivo analisar as relações comerciais entre Brasil e China, investigando que ameaças e benefícios se configuram para um país como o nosso nesse momento de desorganização e possível reorganização da ordem econômica e política mundial. Com a utilização de Teorias do Comércio Internacional, da abordagem histórica da Economia Política dos Sistemas-Mundo e dos Ciclos de Kondratieff, será possível investigar os possíveis entraves e oportunidades desse processo, observando suas contradições.
id UNESP-32_b9d35c928caaded87e4400c905556bc2
oai_identifier_str oai:ojs.www2.marilia.unesp.br:article/2696
network_acronym_str UNESP-32
network_name_str Revista Aurora (Online)
repository_id_str
spelling Brasil e China: oposição ou contradição?Brasil e ChinaEconomia-MundoExportaçõesImportaçõesCompetitividadeManufaturados.Em um período de crise sistêmica, a China estaria ocupando espaços econômicos na economia-mundo capitalista e, com base na sua estratégia "Confuciana", tentando se tornar um novo núcleo hegemônico? A sua impetuosa ascensão econômica traz consigo uma nova configuração da geopolítica mundial, uma vez que a sua consolidação como grande produtora e exportadora de produtos manufaturados trouxe grandes desafios para todos os países, principalmente para as economias em desenvolvimento, como é o caso do Brasil. A identidade compartilhada entre países em desenvolvimento confere ao Brasil e à República Popular da China interesses similares no comércio internacional e fortalece os elementos que compõem a relação bilateral, consolidando o caráter estratégico desta parceria. Esta pesquisa, em andamento, tem como objetivo analisar as relações comerciais entre Brasil e China, investigando que ameaças e benefícios se configuram para um país como o nosso nesse momento de desorganização e possível reorganização da ordem econômica e política mundial. Com a utilização de Teorias do Comércio Internacional, da abordagem histórica da Economia Política dos Sistemas-Mundo e dos Ciclos de Kondratieff, será possível investigar os possíveis entraves e oportunidades desse processo, observando suas contradições.Faculdade de Filosofia e Ciências2021-12-20info:eu-repo/semantics/articleinfo:eu-repo/semantics/publishedVersionapplication/pdfhttps://revistas.marilia.unesp.br/index.php/aurora/article/view/269610.36311/1982-8004.2012.v6n1.2696Revista Aurora; v. 6 n. 1 (2012); 33-561982-80042177-0484reponame:Revista Aurora (Online)instname:Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP)instacron:UNESPporhttps://revistas.marilia.unesp.br/index.php/aurora/article/view/2696/2120Copyright (c) 2012 Revista Aurorahttps://creativecommons.org/licenses/by/4.0/info:eu-repo/semantics/openAccessSpinelli, Carlos Humberto de A.2020-07-29T11:20:20ZRevistahttps://revistas.marilia.unesp.br/index.php/aurora/indexPUB
dc.title.none.fl_str_mv Brasil e China: oposição ou contradição?
title Brasil e China: oposição ou contradição?
spellingShingle Brasil e China: oposição ou contradição?
Spinelli, Carlos Humberto de A.
Brasil e China
Economia-Mundo
Exportações
Importações
Competitividade
Manufaturados.
title_short Brasil e China: oposição ou contradição?
title_full Brasil e China: oposição ou contradição?
title_fullStr Brasil e China: oposição ou contradição?
title_full_unstemmed Brasil e China: oposição ou contradição?
title_sort Brasil e China: oposição ou contradição?
author Spinelli, Carlos Humberto de A.
author_facet Spinelli, Carlos Humberto de A.
author_role author
dc.contributor.author.fl_str_mv Spinelli, Carlos Humberto de A.
dc.subject.por.fl_str_mv Brasil e China
Economia-Mundo
Exportações
Importações
Competitividade
Manufaturados.
topic Brasil e China
Economia-Mundo
Exportações
Importações
Competitividade
Manufaturados.
dc.description.none.fl_txt_mv Em um período de crise sistêmica, a China estaria ocupando espaços econômicos na economia-mundo capitalista e, com base na sua estratégia "Confuciana", tentando se tornar um novo núcleo hegemônico? A sua impetuosa ascensão econômica traz consigo uma nova configuração da geopolítica mundial, uma vez que a sua consolidação como grande produtora e exportadora de produtos manufaturados trouxe grandes desafios para todos os países, principalmente para as economias em desenvolvimento, como é o caso do Brasil. A identidade compartilhada entre países em desenvolvimento confere ao Brasil e à República Popular da China interesses similares no comércio internacional e fortalece os elementos que compõem a relação bilateral, consolidando o caráter estratégico desta parceria. Esta pesquisa, em andamento, tem como objetivo analisar as relações comerciais entre Brasil e China, investigando que ameaças e benefícios se configuram para um país como o nosso nesse momento de desorganização e possível reorganização da ordem econômica e política mundial. Com a utilização de Teorias do Comércio Internacional, da abordagem histórica da Economia Política dos Sistemas-Mundo e dos Ciclos de Kondratieff, será possível investigar os possíveis entraves e oportunidades desse processo, observando suas contradições.
description Em um período de crise sistêmica, a China estaria ocupando espaços econômicos na economia-mundo capitalista e, com base na sua estratégia "Confuciana", tentando se tornar um novo núcleo hegemônico? A sua impetuosa ascensão econômica traz consigo uma nova configuração da geopolítica mundial, uma vez que a sua consolidação como grande produtora e exportadora de produtos manufaturados trouxe grandes desafios para todos os países, principalmente para as economias em desenvolvimento, como é o caso do Brasil. A identidade compartilhada entre países em desenvolvimento confere ao Brasil e à República Popular da China interesses similares no comércio internacional e fortalece os elementos que compõem a relação bilateral, consolidando o caráter estratégico desta parceria. Esta pesquisa, em andamento, tem como objetivo analisar as relações comerciais entre Brasil e China, investigando que ameaças e benefícios se configuram para um país como o nosso nesse momento de desorganização e possível reorganização da ordem econômica e política mundial. Com a utilização de Teorias do Comércio Internacional, da abordagem histórica da Economia Política dos Sistemas-Mundo e dos Ciclos de Kondratieff, será possível investigar os possíveis entraves e oportunidades desse processo, observando suas contradições.
publishDate 2021
dc.date.none.fl_str_mv 2021-12-20
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/article
info:eu-repo/semantics/publishedVersion
format article
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/aurora/article/view/2696
10.36311/1982-8004.2012.v6n1.2696
url https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/aurora/article/view/2696
identifier_str_mv 10.36311/1982-8004.2012.v6n1.2696
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.relation.none.fl_str_mv https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/aurora/article/view/2696/2120
dc.rights.driver.fl_str_mv Copyright (c) 2012 Revista Aurora
https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/
info:eu-repo/semantics/openAccess
rights_invalid_str_mv Copyright (c) 2012 Revista Aurora
https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/
eu_rights_str_mv openAccess
dc.format.none.fl_str_mv application/pdf
dc.publisher.none.fl_str_mv Faculdade de Filosofia e Ciências
publisher.none.fl_str_mv Faculdade de Filosofia e Ciências
dc.source.none.fl_str_mv Revista Aurora; v. 6 n. 1 (2012); 33-56
1982-8004
2177-0484
reponame:Revista Aurora (Online)
instname:Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP)
instacron:UNESP
instname_str Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP)
instacron_str UNESP
institution UNESP
reponame_str Revista Aurora (Online)
collection Revista Aurora (Online)
repository.name.fl_str_mv
repository.mail.fl_str_mv
_version_ 1727298264114397184