Efeito de injúrias mecânicas na qualidade de abobrinhas armazenadas em condição ambiente

Detalhes bibliográficos
Autor(a) principal: Durigan, Maria Fernanda Berlingieri [UNESP]
Data de Publicação: 2007
Outros Autores: Mattiuz, Ben-Hur [UNESP]
Tipo de documento: Artigo
Idioma: por
Título da fonte: Repositório Institucional da UNESP
Texto Completo: http://dx.doi.org/10.1590/S0102-05362007000200032
http://hdl.handle.net/11449/28480
Resumo: Foram avaliados os efeitos de diferentes injúrias mecânicas na qualidade de abobrinhas verdes cv. caipira, em três tipos de lesões: por impacto, compressão e corte. No impacto os frutos foram soltos em queda livre de uma altura de 1,60 m duas vezes (uma batida de cada lado do fruto), a compressão foi feito pela pressão de um peso de 58,8 N por 1 hora e o corte (6 cm de comprimento e 2 mm de profundidade, em triplicata em 2 lados dos frutos) efetuado com uma faca apropriada. Após esses tratamentos, os frutos injuriados e os do controle (intactos) foram armazenados em condições de ambiente (25°C, 65% UR). As avaliações foram feitas a cada 3 dias, determinando-se atividade respiratória, aparência, perda de massa, pH, teores de sólidos solúveis, acidez titulável, ácido ascórbico, amido e carboidratos solúveis. Durante o período de armazenamento, de 15 dias, as lesões mostraram-se prejudiciais à qualidade, afetando distintamente os parâmetros químicos, a aparência, e diminuindo os dias de possível comercialização dos frutos, em especial naqueles submetidos ao corte e ao impacto. Estas injúrias também ocasionaram maior atividade respiratória dos frutos. A perda de massa fresca foi agravada quando os frutos foram submetidos ao corte. A injúria por impacto e por corte foram as mais prejudiciais para a qualidade das abobrinhas 'Caipira'.
id UNSP_8583170a299e03969831e8e20569756c
oai_identifier_str oai:repositorio.unesp.br:11449/28480
network_acronym_str UNSP
network_name_str Repositório Institucional da UNESP
repository_id_str 2946
spelling Efeito de injúrias mecânicas na qualidade de abobrinhas armazenadas em condição ambienteEffect of mechanical injuries on the quality of squash stored at room temperatureCucurbita moschataPostharvestcompressionimpactcutCucurbita moschataPós-colheitacompressãoimpactocorteForam avaliados os efeitos de diferentes injúrias mecânicas na qualidade de abobrinhas verdes cv. caipira, em três tipos de lesões: por impacto, compressão e corte. No impacto os frutos foram soltos em queda livre de uma altura de 1,60 m duas vezes (uma batida de cada lado do fruto), a compressão foi feito pela pressão de um peso de 58,8 N por 1 hora e o corte (6 cm de comprimento e 2 mm de profundidade, em triplicata em 2 lados dos frutos) efetuado com uma faca apropriada. Após esses tratamentos, os frutos injuriados e os do controle (intactos) foram armazenados em condições de ambiente (25°C, 65% UR). As avaliações foram feitas a cada 3 dias, determinando-se atividade respiratória, aparência, perda de massa, pH, teores de sólidos solúveis, acidez titulável, ácido ascórbico, amido e carboidratos solúveis. Durante o período de armazenamento, de 15 dias, as lesões mostraram-se prejudiciais à qualidade, afetando distintamente os parâmetros químicos, a aparência, e diminuindo os dias de possível comercialização dos frutos, em especial naqueles submetidos ao corte e ao impacto. Estas injúrias também ocasionaram maior atividade respiratória dos frutos. A perda de massa fresca foi agravada quando os frutos foram submetidos ao corte. A injúria por impacto e por corte foram as mais prejudiciais para a qualidade das abobrinhas 'Caipira'.The effects of different mechanical injuries were evaluated on green squash cv. Caipira, such as impact, compression and cut. The impact injury was done by dropping the fruit from a height of 1.60 m on a hard and plain surface. Compression was made by pressing a weight of 58.8 N on the squash fruit for 1 hour and the cut was done by using a knife to make wounds (2 mm deep and 6 cm length) three times in both sides of the fruits. Injuried and intact fruits were stored at room temperature (25ºC, 65% RH). Evaluations were done every three days, measuring the respiratory activity, appearance, loss of fresh mass, pH, content of soluble solids, titratable acidity, ascorbic acid, starch and soluble carbohydrates. During the 15-day storage the injured fruits showed the worst quality, affecting the chemical parameters, the appearance and reduced the shelf life, mainly of those fruits submitted to cut and impact injuries. These injuries also increased the respiratory activity. Loss of weight was increased when the fruit were submitted to cuts. Impact and the cut injuries on immature fruits of squashes caused higher losses.UNESP FCAVUNESP FCAVAssociação Brasileira de HorticulturaUniversidade Estadual Paulista (Unesp)Durigan, Maria Fernanda Berlingieri [UNESP]Mattiuz, Ben-Hur [UNESP]2014-05-20T15:12:42Z2014-05-20T15:12:42Z2007-06-01info:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/article291-295application/pdfhttp://dx.doi.org/10.1590/S0102-05362007000200032Horticultura Brasileira. Associação Brasileira de Horticultura, v. 25, n. 2, p. 291-295, 2007.0102-0536http://hdl.handle.net/11449/2848010.1590/S0102-05362007000200032S0102-05362007000200032S0102-05362007000200032.pdfSciELOreponame:Repositório Institucional da UNESPinstname:Universidade Estadual Paulista (UNESP)instacron:UNESPporHorticultura Brasileira0.6770,605info:eu-repo/semantics/openAccess2024-06-07T15:33:00Zoai:repositorio.unesp.br:11449/28480Repositório InstitucionalPUBhttp://repositorio.unesp.br/oai/requestopendoar:29462024-06-07T15:33Repositório Institucional da UNESP - Universidade Estadual Paulista (UNESP)false
dc.title.none.fl_str_mv Efeito de injúrias mecânicas na qualidade de abobrinhas armazenadas em condição ambiente
Effect of mechanical injuries on the quality of squash stored at room temperature
title Efeito de injúrias mecânicas na qualidade de abobrinhas armazenadas em condição ambiente
spellingShingle Efeito de injúrias mecânicas na qualidade de abobrinhas armazenadas em condição ambiente
Durigan, Maria Fernanda Berlingieri [UNESP]
Cucurbita moschata
Postharvest
compression
impact
cut
Cucurbita moschata
Pós-colheita
compressão
impacto
corte
title_short Efeito de injúrias mecânicas na qualidade de abobrinhas armazenadas em condição ambiente
title_full Efeito de injúrias mecânicas na qualidade de abobrinhas armazenadas em condição ambiente
title_fullStr Efeito de injúrias mecânicas na qualidade de abobrinhas armazenadas em condição ambiente
title_full_unstemmed Efeito de injúrias mecânicas na qualidade de abobrinhas armazenadas em condição ambiente
title_sort Efeito de injúrias mecânicas na qualidade de abobrinhas armazenadas em condição ambiente
author Durigan, Maria Fernanda Berlingieri [UNESP]
author_facet Durigan, Maria Fernanda Berlingieri [UNESP]
Mattiuz, Ben-Hur [UNESP]
author_role author
author2 Mattiuz, Ben-Hur [UNESP]
author2_role author
dc.contributor.none.fl_str_mv Universidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.contributor.author.fl_str_mv Durigan, Maria Fernanda Berlingieri [UNESP]
Mattiuz, Ben-Hur [UNESP]
dc.subject.por.fl_str_mv Cucurbita moschata
Postharvest
compression
impact
cut
Cucurbita moschata
Pós-colheita
compressão
impacto
corte
topic Cucurbita moschata
Postharvest
compression
impact
cut
Cucurbita moschata
Pós-colheita
compressão
impacto
corte
description Foram avaliados os efeitos de diferentes injúrias mecânicas na qualidade de abobrinhas verdes cv. caipira, em três tipos de lesões: por impacto, compressão e corte. No impacto os frutos foram soltos em queda livre de uma altura de 1,60 m duas vezes (uma batida de cada lado do fruto), a compressão foi feito pela pressão de um peso de 58,8 N por 1 hora e o corte (6 cm de comprimento e 2 mm de profundidade, em triplicata em 2 lados dos frutos) efetuado com uma faca apropriada. Após esses tratamentos, os frutos injuriados e os do controle (intactos) foram armazenados em condições de ambiente (25°C, 65% UR). As avaliações foram feitas a cada 3 dias, determinando-se atividade respiratória, aparência, perda de massa, pH, teores de sólidos solúveis, acidez titulável, ácido ascórbico, amido e carboidratos solúveis. Durante o período de armazenamento, de 15 dias, as lesões mostraram-se prejudiciais à qualidade, afetando distintamente os parâmetros químicos, a aparência, e diminuindo os dias de possível comercialização dos frutos, em especial naqueles submetidos ao corte e ao impacto. Estas injúrias também ocasionaram maior atividade respiratória dos frutos. A perda de massa fresca foi agravada quando os frutos foram submetidos ao corte. A injúria por impacto e por corte foram as mais prejudiciais para a qualidade das abobrinhas 'Caipira'.
publishDate 2007
dc.date.none.fl_str_mv 2007-06-01
2014-05-20T15:12:42Z
2014-05-20T15:12:42Z
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/article
format article
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv http://dx.doi.org/10.1590/S0102-05362007000200032
Horticultura Brasileira. Associação Brasileira de Horticultura, v. 25, n. 2, p. 291-295, 2007.
0102-0536
http://hdl.handle.net/11449/28480
10.1590/S0102-05362007000200032
S0102-05362007000200032
S0102-05362007000200032.pdf
url http://dx.doi.org/10.1590/S0102-05362007000200032
http://hdl.handle.net/11449/28480
identifier_str_mv Horticultura Brasileira. Associação Brasileira de Horticultura, v. 25, n. 2, p. 291-295, 2007.
0102-0536
10.1590/S0102-05362007000200032
S0102-05362007000200032
S0102-05362007000200032.pdf
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.relation.none.fl_str_mv Horticultura Brasileira
0.677
0,605
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.format.none.fl_str_mv 291-295
application/pdf
dc.publisher.none.fl_str_mv Associação Brasileira de Horticultura
publisher.none.fl_str_mv Associação Brasileira de Horticultura
dc.source.none.fl_str_mv SciELO
reponame:Repositório Institucional da UNESP
instname:Universidade Estadual Paulista (UNESP)
instacron:UNESP
instname_str Universidade Estadual Paulista (UNESP)
instacron_str UNESP
institution UNESP
reponame_str Repositório Institucional da UNESP
collection Repositório Institucional da UNESP
repository.name.fl_str_mv Repositório Institucional da UNESP - Universidade Estadual Paulista (UNESP)
repository.mail.fl_str_mv
_version_ 1803650372417355776