Ensaios sobre grupos de interesse e política comercial endógena

Detalhes bibliográficos
Autor(a) principal: Silva Junior, Geraldo Edmundo
Data de Publicação: 2004
Tipo de documento: Tese
Idioma: por
Título da fonte: Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFRGS
Texto Completo: http://hdl.handle.net/10183/5444
Resumo: O presente trabalho estuda um dos principais temas recentes da literatura de Economia Internacional, a saber: a teoria da proteção endógena. A importância do tema pode ser evidenciada pela interface que o mesmo apresenta entre os vários ramos da ciência. De um lado os cientistas políticos se inclinam para a análise do interesse privado na forma da atuação dos grupos de interesse. Do outro, os economistas preocupados com o estudo do efeito da atuação de tais grupos na determinação da estrutura de proteção tarifária. Para apresentar a visão dos economistas, o presente trabalho é dividido em três ensaios auto-contidos e, ao mesmo tempo, interdependentes. No primeiro, são identificadas as situações conflituosas no âmbito do Mercosul. Ainda, são resenhados os principais trabalhos que dão suporte ao estudo de grupos de interesse. No segundo ensaio são apresentados os principais modelos de proteção endógena, bem como é formulado um jogo para se avaliar a atuação de grupos de interesse no Mercosul, especificamente aqueles que atuam na economia brasileira. O modelo elaborado apresenta um contribuição ao modelo original de Grossman e Helpman(1994) ao incorporar na análise a variável emprego setorial, a qual pode ser objetivada pelo governo. No último ensaio são apresentadas as principais estruturas empíricas de análise e, baseando-se no instrumental de dados de painel, são apresentados os principais resultados que corroboram a hipótese da proteção endógena, recentemente publicados. Conclui-se, finalmente, que a política comercial é, na verdade, o resultado da atuação de grupos de interesse e a perspectiva sugerida pelos teóricos do livre comércio não têm encontrado espaço para a sua justificação.
id URGS_86e2cf25cc9b7fc0a1c7b8b4d7222af3
oai_identifier_str oai:www.lume.ufrgs.br:10183/5444
network_acronym_str URGS
network_name_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFRGS
repository_id_str 1853
spelling Silva Junior, Geraldo EdmundoFerrari Filho, FernandoRibeiro, Eduardo Pontual2007-06-06T18:46:57Z2004http://hdl.handle.net/10183/5444000426381O presente trabalho estuda um dos principais temas recentes da literatura de Economia Internacional, a saber: a teoria da proteção endógena. A importância do tema pode ser evidenciada pela interface que o mesmo apresenta entre os vários ramos da ciência. De um lado os cientistas políticos se inclinam para a análise do interesse privado na forma da atuação dos grupos de interesse. Do outro, os economistas preocupados com o estudo do efeito da atuação de tais grupos na determinação da estrutura de proteção tarifária. Para apresentar a visão dos economistas, o presente trabalho é dividido em três ensaios auto-contidos e, ao mesmo tempo, interdependentes. No primeiro, são identificadas as situações conflituosas no âmbito do Mercosul. Ainda, são resenhados os principais trabalhos que dão suporte ao estudo de grupos de interesse. No segundo ensaio são apresentados os principais modelos de proteção endógena, bem como é formulado um jogo para se avaliar a atuação de grupos de interesse no Mercosul, especificamente aqueles que atuam na economia brasileira. O modelo elaborado apresenta um contribuição ao modelo original de Grossman e Helpman(1994) ao incorporar na análise a variável emprego setorial, a qual pode ser objetivada pelo governo. No último ensaio são apresentadas as principais estruturas empíricas de análise e, baseando-se no instrumental de dados de painel, são apresentados os principais resultados que corroboram a hipótese da proteção endógena, recentemente publicados. Conclui-se, finalmente, que a política comercial é, na verdade, o resultado da atuação de grupos de interesse e a perspectiva sugerida pelos teóricos do livre comércio não têm encontrado espaço para a sua justificação.application/pdfporPolítica comercialIntegração econômicaMercosulGrupos de interesseProtecionismoEnsaios sobre grupos de interesse e política comercial endógenainfo:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/doctoralThesisUniversidade Federal do Rio Grande do SulFaculdade de Ciências EconômicasPrograma de Pós-Graduação em EconomiaPorto Alegre, BR-RS2004doutoradoinfo:eu-repo/semantics/openAccessreponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFRGSinstname:Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)instacron:UFRGSORIGINAL000426381.pdf000426381.pdfTexto completoapplication/pdf764230http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/10183/5444/1/000426381.pdf703ea2e0b353be8f53f9681922220215MD51TEXT000426381.pdf.txt000426381.pdf.txtExtracted Texttext/plain400153http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/10183/5444/2/000426381.pdf.txt917a0e7ac23de0c43b297a767cf905efMD52THUMBNAIL000426381.pdf.jpg000426381.pdf.jpgGenerated Thumbnailimage/jpeg1101http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/10183/5444/3/000426381.pdf.jpg948e5bf516273a73f74e8898a5677f47MD5310183/54442022-10-23 04:50:24.92768oai:www.lume.ufrgs.br:10183/5444Biblioteca Digital de Teses e Dissertaçõeshttps://lume.ufrgs.br/handle/10183/2PUBhttps://lume.ufrgs.br/oai/requestlume@ufrgs.br||lume@ufrgs.bropendoar:18532022-10-23T07:50:24Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)false
dc.title.pt_BR.fl_str_mv Ensaios sobre grupos de interesse e política comercial endógena
title Ensaios sobre grupos de interesse e política comercial endógena
spellingShingle Ensaios sobre grupos de interesse e política comercial endógena
Silva Junior, Geraldo Edmundo
Política comercial
Integração econômica
Mercosul
Grupos de interesse
Protecionismo
title_short Ensaios sobre grupos de interesse e política comercial endógena
title_full Ensaios sobre grupos de interesse e política comercial endógena
title_fullStr Ensaios sobre grupos de interesse e política comercial endógena
title_full_unstemmed Ensaios sobre grupos de interesse e política comercial endógena
title_sort Ensaios sobre grupos de interesse e política comercial endógena
author Silva Junior, Geraldo Edmundo
author_facet Silva Junior, Geraldo Edmundo
author_role author
dc.contributor.author.fl_str_mv Silva Junior, Geraldo Edmundo
dc.contributor.advisor1.fl_str_mv Ferrari Filho, Fernando
dc.contributor.advisor-co1.fl_str_mv Ribeiro, Eduardo Pontual
contributor_str_mv Ferrari Filho, Fernando
Ribeiro, Eduardo Pontual
dc.subject.por.fl_str_mv Política comercial
Integração econômica
Mercosul
Grupos de interesse
Protecionismo
topic Política comercial
Integração econômica
Mercosul
Grupos de interesse
Protecionismo
description O presente trabalho estuda um dos principais temas recentes da literatura de Economia Internacional, a saber: a teoria da proteção endógena. A importância do tema pode ser evidenciada pela interface que o mesmo apresenta entre os vários ramos da ciência. De um lado os cientistas políticos se inclinam para a análise do interesse privado na forma da atuação dos grupos de interesse. Do outro, os economistas preocupados com o estudo do efeito da atuação de tais grupos na determinação da estrutura de proteção tarifária. Para apresentar a visão dos economistas, o presente trabalho é dividido em três ensaios auto-contidos e, ao mesmo tempo, interdependentes. No primeiro, são identificadas as situações conflituosas no âmbito do Mercosul. Ainda, são resenhados os principais trabalhos que dão suporte ao estudo de grupos de interesse. No segundo ensaio são apresentados os principais modelos de proteção endógena, bem como é formulado um jogo para se avaliar a atuação de grupos de interesse no Mercosul, especificamente aqueles que atuam na economia brasileira. O modelo elaborado apresenta um contribuição ao modelo original de Grossman e Helpman(1994) ao incorporar na análise a variável emprego setorial, a qual pode ser objetivada pelo governo. No último ensaio são apresentadas as principais estruturas empíricas de análise e, baseando-se no instrumental de dados de painel, são apresentados os principais resultados que corroboram a hipótese da proteção endógena, recentemente publicados. Conclui-se, finalmente, que a política comercial é, na verdade, o resultado da atuação de grupos de interesse e a perspectiva sugerida pelos teóricos do livre comércio não têm encontrado espaço para a sua justificação.
publishDate 2004
dc.date.issued.fl_str_mv 2004
dc.date.accessioned.fl_str_mv 2007-06-06T18:46:57Z
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/doctoralThesis
format doctoralThesis
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv http://hdl.handle.net/10183/5444
dc.identifier.nrb.pt_BR.fl_str_mv 000426381
url http://hdl.handle.net/10183/5444
identifier_str_mv 000426381
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.format.none.fl_str_mv application/pdf
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFRGS
instname:Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
instacron:UFRGS
instname_str Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
instacron_str UFRGS
institution UFRGS
reponame_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFRGS
collection Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFRGS
bitstream.url.fl_str_mv http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/10183/5444/1/000426381.pdf
http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/10183/5444/2/000426381.pdf.txt
http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/10183/5444/3/000426381.pdf.jpg
bitstream.checksum.fl_str_mv 703ea2e0b353be8f53f9681922220215
917a0e7ac23de0c43b297a767cf905ef
948e5bf516273a73f74e8898a5677f47
bitstream.checksumAlgorithm.fl_str_mv MD5
MD5
MD5
repository.name.fl_str_mv Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
repository.mail.fl_str_mv lume@ufrgs.br||lume@ufrgs.br
_version_ 1800308929360560128