Telecentro comunitário como espaço de educação social: um estudo de caso

Bibliographic Details
Main Author: Fernanda Guinoza Matuda
Publication Date: 2009
Format: Master thesis
Language: por
Source: Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
Download full: https://doi.org/10.11606/D.48.2009.tde-05112009-142550
Summary: O surgimento de novas Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) tem levantando diversas análises e estudos sobre as relações sociais na atualidade. O acesso aos recursos tecnológicos se constitui em um forte instrumento de dominação, uma vez que não está ao alcance de todos. Um dos mecanismos criados na tentativa de minimizar a exclusão digital são os chamados telecentros comunitários, que disponibilizam acesso às tecnologias por parte da população menos privilegiada. É uma ação bastante empregada nos programas de Inclusão Digital da cidade de São Paulo - SP que possui somente 25,47% de sua população incluída digitalmente. Esta pesquisa se configura como um estudo de caso, realizado em um telecentro localizado na Zona Leste de São Paulo e teve como objetivo investigar se este equipamento pode ser compreendido como um espaço de Educação Social. A pesquisa de campo foi realizada por meio de questionário semi-estruturado, com amostra de 115 usuários. A análise dos dados coletados indicou que existe aprendizagem de dois tipos de conteúdos no local: informática e relações sociais mediadas ou não pelo computador. Os conteúdos aprendidos apontaram a especificidade da Educação no telecentro a cultura digital. Embora tenha sido possível verificar melhora na utilização dos recursos tecnológicos com o telecentro, o estudo aponta a necessidade de um projeto político e pedagógico como mecanismo para otimizar as ações desenvolvidas no local, pontuando que este trabalho, longe de ser caracterizado por uma prática não-formal, tem objeto próprio e é intencional.
id USP_154a2cd81a4e49162133ccbfe8391350
oai_identifier_str oai:teses.usp.br:tde-05112009-142550
network_acronym_str USP
network_name_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
repository_id_str
spelling info:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/masterThesis Telecentro comunitário como espaço de educação social: um estudo de caso Telecentre as a place for Social Education: a case study 2009-02-10Roberto da SilvaMauricio Pietrocola Pinto de OliveiraSergio Amadeu da SilveiraFernanda Guinoza MatudaUniversidade de São PauloEducaçãoUSPBR digital exclusion educação social inclusão digital social education telecentre telecentro comunitário O surgimento de novas Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) tem levantando diversas análises e estudos sobre as relações sociais na atualidade. O acesso aos recursos tecnológicos se constitui em um forte instrumento de dominação, uma vez que não está ao alcance de todos. Um dos mecanismos criados na tentativa de minimizar a exclusão digital são os chamados telecentros comunitários, que disponibilizam acesso às tecnologias por parte da população menos privilegiada. É uma ação bastante empregada nos programas de Inclusão Digital da cidade de São Paulo - SP que possui somente 25,47% de sua população incluída digitalmente. Esta pesquisa se configura como um estudo de caso, realizado em um telecentro localizado na Zona Leste de São Paulo e teve como objetivo investigar se este equipamento pode ser compreendido como um espaço de Educação Social. A pesquisa de campo foi realizada por meio de questionário semi-estruturado, com amostra de 115 usuários. A análise dos dados coletados indicou que existe aprendizagem de dois tipos de conteúdos no local: informática e relações sociais mediadas ou não pelo computador. Os conteúdos aprendidos apontaram a especificidade da Educação no telecentro a cultura digital. Embora tenha sido possível verificar melhora na utilização dos recursos tecnológicos com o telecentro, o estudo aponta a necessidade de um projeto político e pedagógico como mecanismo para otimizar as ações desenvolvidas no local, pontuando que este trabalho, longe de ser caracterizado por uma prática não-formal, tem objeto próprio e é intencional. The appearance of new Information and Communication Technologies has been discussed in several analyses and studies about the social relations in the present. The access to these technologies can be considered as a strong instrument of domination because a lot of people dont have means to benefit from these resources. The telecentres are a manner to reduce the digital exclusion because they allow the destitute population to have access technologies. This project has been widely introduced in São Paulo city, where only 25,47 % of the population is digital included. This research is a case study done in a telecentre located in the East side of São Paulo and aimed to investigate whether telecentres could be considered a place of Social Education. The field work was carried out through a semi-structured questionnaire applied to a sample of 115 users of the telecentre. The analysis of the collected data indicated the existence of two different types of learning contents: computer science and social relations mediated by the computer or not. The obtained contents showed the specificity of the Education in the telecentre: the digital culture. Though it has been possible to verify advances in the use of technological resources, this study points to the necessity of a political and pedagogical project which has the intention to optimize the actions developed there. It demonstrates that the Education developed in the telecentre is not a nonformal practice because it is intentional and has a proper object. https://doi.org/10.11606/D.48.2009.tde-05112009-142550info:eu-repo/semantics/openAccessporreponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USPinstname:Universidade de São Paulo (USP)instacron:USP2022-06-23T11:11:50ZBiblioteca Digital de Teses e Dissertaçõeshttp://www.teses.usp.br/PUB
dc.title.pt.fl_str_mv Telecentro comunitário como espaço de educação social: um estudo de caso
dc.title.alternative.en.fl_str_mv Telecentre as a place for Social Education: a case study
title Telecentro comunitário como espaço de educação social: um estudo de caso
spellingShingle Telecentro comunitário como espaço de educação social: um estudo de caso
Fernanda Guinoza Matuda
title_short Telecentro comunitário como espaço de educação social: um estudo de caso
title_full Telecentro comunitário como espaço de educação social: um estudo de caso
title_fullStr Telecentro comunitário como espaço de educação social: um estudo de caso
title_full_unstemmed Telecentro comunitário como espaço de educação social: um estudo de caso
title_sort Telecentro comunitário como espaço de educação social: um estudo de caso
author Fernanda Guinoza Matuda
author_facet Fernanda Guinoza Matuda
author_role author
dc.contributor.advisor1.fl_str_mv Roberto da Silva
dc.contributor.referee1.fl_str_mv Mauricio Pietrocola Pinto de Oliveira
dc.contributor.referee2.fl_str_mv Sergio Amadeu da Silveira
dc.contributor.author.fl_str_mv Fernanda Guinoza Matuda
contributor_str_mv Roberto da Silva
Mauricio Pietrocola Pinto de Oliveira
Sergio Amadeu da Silveira
description O surgimento de novas Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) tem levantando diversas análises e estudos sobre as relações sociais na atualidade. O acesso aos recursos tecnológicos se constitui em um forte instrumento de dominação, uma vez que não está ao alcance de todos. Um dos mecanismos criados na tentativa de minimizar a exclusão digital são os chamados telecentros comunitários, que disponibilizam acesso às tecnologias por parte da população menos privilegiada. É uma ação bastante empregada nos programas de Inclusão Digital da cidade de São Paulo - SP que possui somente 25,47% de sua população incluída digitalmente. Esta pesquisa se configura como um estudo de caso, realizado em um telecentro localizado na Zona Leste de São Paulo e teve como objetivo investigar se este equipamento pode ser compreendido como um espaço de Educação Social. A pesquisa de campo foi realizada por meio de questionário semi-estruturado, com amostra de 115 usuários. A análise dos dados coletados indicou que existe aprendizagem de dois tipos de conteúdos no local: informática e relações sociais mediadas ou não pelo computador. Os conteúdos aprendidos apontaram a especificidade da Educação no telecentro a cultura digital. Embora tenha sido possível verificar melhora na utilização dos recursos tecnológicos com o telecentro, o estudo aponta a necessidade de um projeto político e pedagógico como mecanismo para otimizar as ações desenvolvidas no local, pontuando que este trabalho, longe de ser caracterizado por uma prática não-formal, tem objeto próprio e é intencional.
publishDate 2009
dc.date.issued.fl_str_mv 2009-02-10
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/masterThesis
format masterThesis
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv https://doi.org/10.11606/D.48.2009.tde-05112009-142550
url https://doi.org/10.11606/D.48.2009.tde-05112009-142550
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.publisher.none.fl_str_mv Universidade de São Paulo
dc.publisher.program.fl_str_mv Educação
dc.publisher.initials.fl_str_mv USP
dc.publisher.country.fl_str_mv BR
publisher.none.fl_str_mv Universidade de São Paulo
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
instname:Universidade de São Paulo (USP)
instacron:USP
instname_str Universidade de São Paulo (USP)
instacron_str USP
institution USP
reponame_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
collection Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
repository.name.fl_str_mv
repository.mail.fl_str_mv
_version_ 1736521314078818304