O que os pesquisadores pensam do sistema de pesquisa em saúde no Brasil: um estudo piloto

Bibliographic Details
Main Author: Noronha, José Carvalho de
Publication Date: 2012
Other Authors: Silva, Telma Ruth, Szklo, Fernando, Barata, Rita de Cássia Barradas
Format: Article
Language: por
Source: Repositório Institucional da FIOCRUZ (ARCA)
Download full: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/17241
Summary: Este artigo apresenta a percepção de pesquisadores, formuladores de política científica e usuários de resultados de pesquisa sobre o funcionamento do sistema de pesquisa em saúde no Brasil. Foi realizado inquérito utilizando amostra probabilística de pesquisadores e intencional de formuladores da política científica e usuários de conhecimentos científicos. Apenas 17% dos entrevistados consideram bom o funcionamento do sistema de pesquisa em saúde no país apontando como componentes mais relevantes: a visão, agenda de prioridades e garantia dos recursos financeiros para a pesquisa. Os componentes menos valorizados foram: avaliação do próprio sistema, incorporação dos resultados às políticas públicas e difusão dos resultados para a opinião pública. As principais metas do sistema devem ser: melhoria da saúde da população, avanço do conhecimento e promoção da equidade. Os entrevistados aportariam maior proporção de recursos nas modalidades de indução para a pesquisa básica, epidemiológica e clínica. Eles valorizam os problemas de saúde atuais, os persistentes e a previsão de problemas futuros, o atendimento a grupos vulneráveis e a estratégias de prevenção e cura das doenças como critérios de definição de prioridades. Todas as opiniões sofreram alguma modificação segundo os grupos etários, a posição do entrevistado(pesquisador, gestor, usuário) e a área de atuação.
id CRUZ_8957fcc03e0d0aebb71f6fb379657a3e
oai_identifier_str oai:www.arca.fiocruz.br:icict/17241
network_acronym_str CRUZ
network_name_str Repositório Institucional da FIOCRUZ (ARCA)
repository_id_str 2135
spelling Noronha, José Carvalho deSilva, Telma RuthSzklo, FernandoBarata, Rita de Cássia Barradas2017-01-27T17:41:26Z2017-01-27T17:41:26Z2012NORONHA, José Carvalho de et al. O que os pesquisadores pensam do sistema de pesquisa em saúde no Brasil: um estudo piloto. RECIIS - Revista Eletrônica de Comunicação, Informação e Inovação em Saúde, Rio de Janeiro, v. 6, n. 1, p. 12-18, mar. 2012.1981-6278https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/1724110.3395/reciis.v6i1.478pt1981-6278Este artigo apresenta a percepção de pesquisadores, formuladores de política científica e usuários de resultados de pesquisa sobre o funcionamento do sistema de pesquisa em saúde no Brasil. Foi realizado inquérito utilizando amostra probabilística de pesquisadores e intencional de formuladores da política científica e usuários de conhecimentos científicos. Apenas 17% dos entrevistados consideram bom o funcionamento do sistema de pesquisa em saúde no país apontando como componentes mais relevantes: a visão, agenda de prioridades e garantia dos recursos financeiros para a pesquisa. Os componentes menos valorizados foram: avaliação do próprio sistema, incorporação dos resultados às políticas públicas e difusão dos resultados para a opinião pública. As principais metas do sistema devem ser: melhoria da saúde da população, avanço do conhecimento e promoção da equidade. Os entrevistados aportariam maior proporção de recursos nas modalidades de indução para a pesquisa básica, epidemiológica e clínica. Eles valorizam os problemas de saúde atuais, os persistentes e a previsão de problemas futuros, o atendimento a grupos vulneráveis e a estratégias de prevenção e cura das doenças como critérios de definição de prioridades. Todas as opiniões sofreram alguma modificação segundo os grupos etários, a posição do entrevistado(pesquisador, gestor, usuário) e a área de atuação.This article presents the perception of researchers, formulators of science policy and users of research results regarding the operation of the health research system in Brazil. A survey was conducted through a probability sample of researchers and an intentional sample of (formulators of) science policy formulators and users of scientific knowledge as well. Only 17% of responders consider the country’s health research system as a good system, pointing out that the most relevant components are( : ) the vision, a set of priorities and the guarantee of financial resources for the research. The components less valuable were: evaluation of the system itself, incorporation of results to the public policies and their dissemination to the public opinion. The main targets of the system must be: improvements in the population health, advancements in knowledge and promotion of equality. These responders would inject a greater proportion of resources in practices like induction for basic, epidemiological and clinical research. They appreciate current health problems, the persistent ones and the forecast of future problems, the service to vulnerable groups and also prevention and cure strategies for diseases as criteria for defining priorities. All opinions suffered some changes due to age groups, the responders’ position (researcher, manager, user) and area of expertise.Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Instituto de Medicina Social. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.Associação Brasileira de Saúde Coletiva – Abrasco. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência. São Paulo, SP, Brasil.Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Faculdade de Ciências Médicas. Departamento de Medicina Social. São Paulo, SP, Brasil.porFundação Oswaldo Cruz. Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde.Sistema de pesquisa em saúdePercepção dos pesquisadoresPesquisa em saúdePolítica científicaComponentes do sistema de pesquisa em saúdeHealth research systemResearchers perceptionHealth researchScience policyComponents of the health research systemO que os pesquisadores pensam do sistema de pesquisa em saúde no Brasil: um estudo pilotoWhat researchers think about the health research system in Brazil: a pilot studyinfo:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/articleinfo:eu-repo/semantics/openAccessreponame:Repositório Institucional da FIOCRUZ (ARCA)instname:Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ)instacron:FIOCRUZLICENSElicense.txttext/plain1748https://www.arca.fiocruz.br/bitstream/icict/17241/1/license.txt8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33MD51ORIGINAL3.pdfVersão Portuguêsapplication/pdf145811https://www.arca.fiocruz.br/bitstream/icict/17241/2/3.pdfb01c11ad70996f7ee06a732c75c27470MD52ve_José_Carvalho_de_Noronha_et_al_2012_en.pdfve_José_Carvalho_de_Noronha_et_al_2012_en.pdfVersão Inglêsapplication/pdf110452https://www.arca.fiocruz.br/bitstream/icict/17241/4/ve_Jos%c3%a9_Carvalho_de_Noronha_et_al_2012_en.pdf753d4411d46a2c9ad1bad0ee80759d32MD54TEXT3.pdf.txt3.pdf.txtExtracted texttext/plain43464https://www.arca.fiocruz.br/bitstream/icict/17241/3/3.pdf.txta88c75f868d010e2aad560a2a25c32eaMD53ve_José_Carvalho_de_Noronha_et_al_2012_en.pdf.txtve_José_Carvalho_de_Noronha_et_al_2012_en.pdf.txtExtracted texttext/plain40475https://www.arca.fiocruz.br/bitstream/icict/17241/5/ve_Jos%c3%a9_Carvalho_de_Noronha_et_al_2012_en.pdf.txt22bb2fd8f00124b01f8bdd308f479df1MD55icict/172412022-05-12 10:01:53.191oai:www.arca.fiocruz.br:icict/17241Tk9URTogUExBQ0UgWU9VUiBPV04gTElDRU5TRSBIRVJFClRoaXMgc2FtcGxlIGxpY2Vuc2UgaXMgcHJvdmlkZWQgZm9yIGluZm9ybWF0aW9uYWwgcHVycG9zZXMgb25seS4KCk5PTi1FWENMVVNJVkUgRElTVFJJQlVUSU9OIExJQ0VOU0UKCkJ5IHNpZ25pbmcgYW5kIHN1Ym1pdHRpbmcgdGhpcyBsaWNlbnNlLCB5b3UgKHRoZSBhdXRob3Iocykgb3IgY29weXJpZ2h0Cm93bmVyKSBncmFudHMgdG8gRFNwYWNlIFVuaXZlcnNpdHkgKERTVSkgdGhlIG5vbi1leGNsdXNpdmUgcmlnaHQgdG8gcmVwcm9kdWNlLAp0cmFuc2xhdGUgKGFzIGRlZmluZWQgYmVsb3cpLCBhbmQvb3IgZGlzdHJpYnV0ZSB5b3VyIHN1Ym1pc3Npb24gKGluY2x1ZGluZwp0aGUgYWJzdHJhY3QpIHdvcmxkd2lkZSBpbiBwcmludCBhbmQgZWxlY3Ryb25pYyBmb3JtYXQgYW5kIGluIGFueSBtZWRpdW0sCmluY2x1ZGluZyBidXQgbm90IGxpbWl0ZWQgdG8gYXVkaW8gb3IgdmlkZW8uCgpZb3UgYWdyZWUgdGhhdCBEU1UgbWF5LCB3aXRob3V0IGNoYW5naW5nIHRoZSBjb250ZW50LCB0cmFuc2xhdGUgdGhlCnN1Ym1pc3Npb24gdG8gYW55IG1lZGl1bSBvciBmb3JtYXQgZm9yIHRoZSBwdXJwb3NlIG9mIHByZXNlcnZhdGlvbi4KCllvdSBhbHNvIGFncmVlIHRoYXQgRFNVIG1heSBrZWVwIG1vcmUgdGhhbiBvbmUgY29weSBvZiB0aGlzIHN1Ym1pc3Npb24gZm9yCnB1cnBvc2VzIG9mIHNlY3VyaXR5LCBiYWNrLXVwIGFuZCBwcmVzZXJ2YXRpb24uCgpZb3UgcmVwcmVzZW50IHRoYXQgdGhlIHN1Ym1pc3Npb24gaXMgeW91ciBvcmlnaW5hbCB3b3JrLCBhbmQgdGhhdCB5b3UgaGF2ZQp0aGUgcmlnaHQgdG8gZ3JhbnQgdGhlIHJpZ2h0cyBjb250YWluZWQgaW4gdGhpcyBsaWNlbnNlLiBZb3UgYWxzbyByZXByZXNlbnQKdGhhdCB5b3VyIHN1Ym1pc3Npb24gZG9lcyBub3QsIHRvIHRoZSBiZXN0IG9mIHlvdXIga25vd2xlZGdlLCBpbmZyaW5nZSB1cG9uCmFueW9uZSdzIGNvcHlyaWdodC4KCklmIHRoZSBzdWJtaXNzaW9uIGNvbnRhaW5zIG1hdGVyaWFsIGZvciB3aGljaCB5b3UgZG8gbm90IGhvbGQgY29weXJpZ2h0LAp5b3UgcmVwcmVzZW50IHRoYXQgeW91IGhhdmUgb2J0YWluZWQgdGhlIHVucmVzdHJpY3RlZCBwZXJtaXNzaW9uIG9mIHRoZQpjb3B5cmlnaHQgb3duZXIgdG8gZ3JhbnQgRFNVIHRoZSByaWdodHMgcmVxdWlyZWQgYnkgdGhpcyBsaWNlbnNlLCBhbmQgdGhhdApzdWNoIHRoaXJkLXBhcnR5IG93bmVkIG1hdGVyaWFsIGlzIGNsZWFybHkgaWRlbnRpZmllZCBhbmQgYWNrbm93bGVkZ2VkCndpdGhpbiB0aGUgdGV4dCBvciBjb250ZW50IG9mIHRoZSBzdWJtaXNzaW9uLgoKSUYgVEhFIFNVQk1JU1NJT04gSVMgQkFTRUQgVVBPTiBXT1JLIFRIQVQgSEFTIEJFRU4gU1BPTlNPUkVEIE9SIFNVUFBPUlRFRApCWSBBTiBBR0VOQ1kgT1IgT1JHQU5JWkFUSU9OIE9USEVSIFRIQU4gRFNVLCBZT1UgUkVQUkVTRU5UIFRIQVQgWU9VIEhBVkUKRlVMRklMTEVEIEFOWSBSSUdIVCBPRiBSRVZJRVcgT1IgT1RIRVIgT0JMSUdBVElPTlMgUkVRVUlSRUQgQlkgU1VDSApDT05UUkFDVCBPUiBBR1JFRU1FTlQuCgpEU1Ugd2lsbCBjbGVhcmx5IGlkZW50aWZ5IHlvdXIgbmFtZShzKSBhcyB0aGUgYXV0aG9yKHMpIG9yIG93bmVyKHMpIG9mIHRoZQpzdWJtaXNzaW9uLCBhbmQgd2lsbCBub3QgbWFrZSBhbnkgYWx0ZXJhdGlvbiwgb3RoZXIgdGhhbiBhcyBhbGxvd2VkIGJ5IHRoaXMKbGljZW5zZSwgdG8geW91ciBzdWJtaXNzaW9uLgo=Repositório InstitucionalPUBhttps://www.arca.fiocruz.br/oai/requestopendoar:21352022-05-12T13:01:53Repositório Institucional da FIOCRUZ (ARCA) - Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ)false
dc.title.pt_BR.fl_str_mv O que os pesquisadores pensam do sistema de pesquisa em saúde no Brasil: um estudo piloto
dc.title.alternative.en.fl_str_mv What researchers think about the health research system in Brazil: a pilot study
title O que os pesquisadores pensam do sistema de pesquisa em saúde no Brasil: um estudo piloto
spellingShingle O que os pesquisadores pensam do sistema de pesquisa em saúde no Brasil: um estudo piloto
Noronha, José Carvalho de
Sistema de pesquisa em saúde
Percepção dos pesquisadores
Pesquisa em saúde
Política científica
Componentes do sistema de pesquisa em saúde
Health research system
Researchers perception
Health research
Science policy
Components of the health research system
title_short O que os pesquisadores pensam do sistema de pesquisa em saúde no Brasil: um estudo piloto
title_full O que os pesquisadores pensam do sistema de pesquisa em saúde no Brasil: um estudo piloto
title_fullStr O que os pesquisadores pensam do sistema de pesquisa em saúde no Brasil: um estudo piloto
title_full_unstemmed O que os pesquisadores pensam do sistema de pesquisa em saúde no Brasil: um estudo piloto
title_sort O que os pesquisadores pensam do sistema de pesquisa em saúde no Brasil: um estudo piloto
author Noronha, José Carvalho de
author_facet Noronha, José Carvalho de
Silva, Telma Ruth
Szklo, Fernando
Barata, Rita de Cássia Barradas
author_role author
author2 Silva, Telma Ruth
Szklo, Fernando
Barata, Rita de Cássia Barradas
author2_role author
author
author
dc.contributor.author.fl_str_mv Noronha, José Carvalho de
Silva, Telma Ruth
Szklo, Fernando
Barata, Rita de Cássia Barradas
dc.subject.other.pt_BR.fl_str_mv Sistema de pesquisa em saúde
Percepção dos pesquisadores
Pesquisa em saúde
Política científica
Componentes do sistema de pesquisa em saúde
topic Sistema de pesquisa em saúde
Percepção dos pesquisadores
Pesquisa em saúde
Política científica
Componentes do sistema de pesquisa em saúde
Health research system
Researchers perception
Health research
Science policy
Components of the health research system
dc.subject.en.en.fl_str_mv Health research system
Researchers perception
Health research
Science policy
Components of the health research system
description Este artigo apresenta a percepção de pesquisadores, formuladores de política científica e usuários de resultados de pesquisa sobre o funcionamento do sistema de pesquisa em saúde no Brasil. Foi realizado inquérito utilizando amostra probabilística de pesquisadores e intencional de formuladores da política científica e usuários de conhecimentos científicos. Apenas 17% dos entrevistados consideram bom o funcionamento do sistema de pesquisa em saúde no país apontando como componentes mais relevantes: a visão, agenda de prioridades e garantia dos recursos financeiros para a pesquisa. Os componentes menos valorizados foram: avaliação do próprio sistema, incorporação dos resultados às políticas públicas e difusão dos resultados para a opinião pública. As principais metas do sistema devem ser: melhoria da saúde da população, avanço do conhecimento e promoção da equidade. Os entrevistados aportariam maior proporção de recursos nas modalidades de indução para a pesquisa básica, epidemiológica e clínica. Eles valorizam os problemas de saúde atuais, os persistentes e a previsão de problemas futuros, o atendimento a grupos vulneráveis e a estratégias de prevenção e cura das doenças como critérios de definição de prioridades. Todas as opiniões sofreram alguma modificação segundo os grupos etários, a posição do entrevistado(pesquisador, gestor, usuário) e a área de atuação.
publishDate 2012
dc.date.issued.fl_str_mv 2012
dc.date.accessioned.fl_str_mv 2017-01-27T17:41:26Z
dc.date.available.fl_str_mv 2017-01-27T17:41:26Z
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/article
format article
status_str publishedVersion
dc.identifier.citation.fl_str_mv NORONHA, José Carvalho de et al. O que os pesquisadores pensam do sistema de pesquisa em saúde no Brasil: um estudo piloto. RECIIS - Revista Eletrônica de Comunicação, Informação e Inovação em Saúde, Rio de Janeiro, v. 6, n. 1, p. 12-18, mar. 2012.
dc.identifier.uri.fl_str_mv https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/17241
dc.identifier.issn.pt_BR.fl_str_mv 1981-6278
dc.identifier.doi.pt_BR.fl_str_mv 10.3395/reciis.v6i1.478pt
dc.identifier.eissn.pt_BR.fl_str_mv 1981-6278
identifier_str_mv NORONHA, José Carvalho de et al. O que os pesquisadores pensam do sistema de pesquisa em saúde no Brasil: um estudo piloto. RECIIS - Revista Eletrônica de Comunicação, Informação e Inovação em Saúde, Rio de Janeiro, v. 6, n. 1, p. 12-18, mar. 2012.
1981-6278
10.3395/reciis.v6i1.478pt
url https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/17241
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.publisher.none.fl_str_mv Fundação Oswaldo Cruz. Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde.
publisher.none.fl_str_mv Fundação Oswaldo Cruz. Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde.
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Repositório Institucional da FIOCRUZ (ARCA)
instname:Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ)
instacron:FIOCRUZ
instname_str Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ)
instacron_str FIOCRUZ
institution FIOCRUZ
reponame_str Repositório Institucional da FIOCRUZ (ARCA)
collection Repositório Institucional da FIOCRUZ (ARCA)
bitstream.url.fl_str_mv https://www.arca.fiocruz.br/bitstream/icict/17241/1/license.txt
https://www.arca.fiocruz.br/bitstream/icict/17241/2/3.pdf
https://www.arca.fiocruz.br/bitstream/icict/17241/4/ve_Jos%c3%a9_Carvalho_de_Noronha_et_al_2012_en.pdf
https://www.arca.fiocruz.br/bitstream/icict/17241/3/3.pdf.txt
https://www.arca.fiocruz.br/bitstream/icict/17241/5/ve_Jos%c3%a9_Carvalho_de_Noronha_et_al_2012_en.pdf.txt
bitstream.checksum.fl_str_mv 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33
b01c11ad70996f7ee06a732c75c27470
753d4411d46a2c9ad1bad0ee80759d32
a88c75f868d010e2aad560a2a25c32ea
22bb2fd8f00124b01f8bdd308f479df1
bitstream.checksumAlgorithm.fl_str_mv MD5
MD5
MD5
MD5
MD5
repository.name.fl_str_mv Repositório Institucional da FIOCRUZ (ARCA) - Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ)
repository.mail.fl_str_mv
_version_ 1748926201608536064