Instrumentos governamentais: reflexões para uma agenda de pesquisas sobre implementação de políticas públicas no Brasil

Bibliographic Details
Main Author: Ollaik,Leila Giandoni
Publication Date: 2011
Other Authors: Medeiros,Janann Joslin
Format: Article
Language: por
Source: Revista de Administração Pública
Download full: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-76122011000600015
Summary: Na administração pública federal brasileira coexistem instrumentos tradicionais - como implementação por gestão direta e por uso de incentivos econômicos; por gestão indireta, mediante convênios, concessões de uso - e instrumentos mais recentes. Neste artigo, reflete-se sobre o uso de instrumentos governamentais na implementação de políticas públicas e se propõe uma agenda de pesquisas no Brasil. A reflexão se justifica pelo interesse em colocar o debate - perene, de teor geralmente ideológico, sobre a relativa superioridade ou não da gestão direta e da gestão por instrumentos mais indiretos - em base tecnicamente fundamentada. Define-se instrumento governamental como um método identificável por meio do qual a ação coletiva é estruturada para lidar com um problema público. Após levantamento de teorias pertinentes sobre implementação de políticas públicas e sobre instrumentos governamentais, apresenta-se uma discussão sobre os possíveis processos de escolha e diversas tipologias existentes. Evidencia-se a necessidade de mais estudos, especialmente brasileiros, na área; sendo recomendada uma agenda com quatro linhas de pesquisa.
id FGV-4_e00fff3bc87df44a3e753771ebfb1d14
oai_identifier_str oai:scielo:S0034-76122011000600015
network_acronym_str FGV-4
network_name_str Revista de Administração Pública
spelling Instrumentos governamentais: reflexões para uma agenda de pesquisas sobre implementação de políticas públicas no Brasilinstrumentos governamentaisinstrumentos de políticas públicasferramentas de governoimplementação de políticas públicasNa administração pública federal brasileira coexistem instrumentos tradicionais - como implementação por gestão direta e por uso de incentivos econômicos; por gestão indireta, mediante convênios, concessões de uso - e instrumentos mais recentes. Neste artigo, reflete-se sobre o uso de instrumentos governamentais na implementação de políticas públicas e se propõe uma agenda de pesquisas no Brasil. A reflexão se justifica pelo interesse em colocar o debate - perene, de teor geralmente ideológico, sobre a relativa superioridade ou não da gestão direta e da gestão por instrumentos mais indiretos - em base tecnicamente fundamentada. Define-se instrumento governamental como um método identificável por meio do qual a ação coletiva é estruturada para lidar com um problema público. Após levantamento de teorias pertinentes sobre implementação de políticas públicas e sobre instrumentos governamentais, apresenta-se uma discussão sobre os possíveis processos de escolha e diversas tipologias existentes. Evidencia-se a necessidade de mais estudos, especialmente brasileiros, na área; sendo recomendada uma agenda com quatro linhas de pesquisa.Fundação Getulio Vargas2011-12-01info:eu-repo/semantics/articleinfo:eu-repo/semantics/publishedVersiontext/htmlhttp://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-76122011000600015Revista de Administração Pública v.45 n.6 2011reponame:Revista de Administração Públicainstname:Fundação Getulio Vargasinstacron:FGV10.1590/S0034-76122011000600015info:eu-repo/semantics/openAccessOllaik,Leila GiandoniMedeiros,Janann Joslinpor2020-04-25T17:54:30Zhttp://www.scielo.br/oai/scielo-oai.php0034-76121982-3134opendoar:null2020-04-26 02:00:35.718Revista de Administração Pública - Fundação Getulio Vargastrue
dc.title.none.fl_str_mv Instrumentos governamentais: reflexões para uma agenda de pesquisas sobre implementação de políticas públicas no Brasil
title Instrumentos governamentais: reflexões para uma agenda de pesquisas sobre implementação de políticas públicas no Brasil
spellingShingle Instrumentos governamentais: reflexões para uma agenda de pesquisas sobre implementação de políticas públicas no Brasil
Ollaik,Leila Giandoni
instrumentos governamentais
instrumentos de políticas públicas
ferramentas de governo
implementação de políticas públicas
title_short Instrumentos governamentais: reflexões para uma agenda de pesquisas sobre implementação de políticas públicas no Brasil
title_full Instrumentos governamentais: reflexões para uma agenda de pesquisas sobre implementação de políticas públicas no Brasil
title_fullStr Instrumentos governamentais: reflexões para uma agenda de pesquisas sobre implementação de políticas públicas no Brasil
title_full_unstemmed Instrumentos governamentais: reflexões para uma agenda de pesquisas sobre implementação de políticas públicas no Brasil
title_sort Instrumentos governamentais: reflexões para uma agenda de pesquisas sobre implementação de políticas públicas no Brasil
author Ollaik,Leila Giandoni
author_facet Ollaik,Leila Giandoni
Medeiros,Janann Joslin
author_role author
author2 Medeiros,Janann Joslin
author2_role author
dc.contributor.author.fl_str_mv Ollaik,Leila Giandoni
Medeiros,Janann Joslin
dc.subject.por.fl_str_mv instrumentos governamentais
instrumentos de políticas públicas
ferramentas de governo
implementação de políticas públicas
topic instrumentos governamentais
instrumentos de políticas públicas
ferramentas de governo
implementação de políticas públicas
dc.description.none.fl_txt_mv Na administração pública federal brasileira coexistem instrumentos tradicionais - como implementação por gestão direta e por uso de incentivos econômicos; por gestão indireta, mediante convênios, concessões de uso - e instrumentos mais recentes. Neste artigo, reflete-se sobre o uso de instrumentos governamentais na implementação de políticas públicas e se propõe uma agenda de pesquisas no Brasil. A reflexão se justifica pelo interesse em colocar o debate - perene, de teor geralmente ideológico, sobre a relativa superioridade ou não da gestão direta e da gestão por instrumentos mais indiretos - em base tecnicamente fundamentada. Define-se instrumento governamental como um método identificável por meio do qual a ação coletiva é estruturada para lidar com um problema público. Após levantamento de teorias pertinentes sobre implementação de políticas públicas e sobre instrumentos governamentais, apresenta-se uma discussão sobre os possíveis processos de escolha e diversas tipologias existentes. Evidencia-se a necessidade de mais estudos, especialmente brasileiros, na área; sendo recomendada uma agenda com quatro linhas de pesquisa.
description Na administração pública federal brasileira coexistem instrumentos tradicionais - como implementação por gestão direta e por uso de incentivos econômicos; por gestão indireta, mediante convênios, concessões de uso - e instrumentos mais recentes. Neste artigo, reflete-se sobre o uso de instrumentos governamentais na implementação de políticas públicas e se propõe uma agenda de pesquisas no Brasil. A reflexão se justifica pelo interesse em colocar o debate - perene, de teor geralmente ideológico, sobre a relativa superioridade ou não da gestão direta e da gestão por instrumentos mais indiretos - em base tecnicamente fundamentada. Define-se instrumento governamental como um método identificável por meio do qual a ação coletiva é estruturada para lidar com um problema público. Após levantamento de teorias pertinentes sobre implementação de políticas públicas e sobre instrumentos governamentais, apresenta-se uma discussão sobre os possíveis processos de escolha e diversas tipologias existentes. Evidencia-se a necessidade de mais estudos, especialmente brasileiros, na área; sendo recomendada uma agenda com quatro linhas de pesquisa.
publishDate 2011
dc.date.none.fl_str_mv 2011-12-01
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/article
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
format article
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-76122011000600015
url http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-76122011000600015
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.relation.none.fl_str_mv 10.1590/S0034-76122011000600015
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.format.none.fl_str_mv text/html
dc.publisher.none.fl_str_mv Fundação Getulio Vargas
publisher.none.fl_str_mv Fundação Getulio Vargas
dc.source.none.fl_str_mv Revista de Administração Pública v.45 n.6 2011
reponame:Revista de Administração Pública
instname:Fundação Getulio Vargas
instacron:FGV
reponame_str Revista de Administração Pública
collection Revista de Administração Pública
instname_str Fundação Getulio Vargas
instacron_str FGV
institution FGV
repository.name.fl_str_mv Revista de Administração Pública - Fundação Getulio Vargas
repository.mail.fl_str_mv
_version_ 1669937957436391424