O VÉU DEPOIS DO 11 DE SETEMBRO: A identidade e o direito das mulheres islâmicas

Bibliographic Details
Main Author: Collares, Valdeli Coelho
Publication Date: 2011
Format: Article
Language: por
Source: Revista Aurora (Online)
Download full: https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/aurora/article/view/1703
Summary: Esse artigo tenciona compreender a controvertida história do uso do véu islâmico, seu poder simbólico2 enquanto identidade de um grupo e o direito ou não de usá-lo, seja em seus países de origem, sejam em outros países. Nascido da necessidade de proteger as primeiras mulheres muçulmanas, o véu não pode ser usado para oprimi-las como fazem muitos países árabes não seculares, mas também não pode ser proibido quando o seu uso é adotado como símbolo de luta política, seja contra ditaduras laicas, seja como emblema de um nacionalismo. Recentemente a França aprovou uma lei que proíbe o uso desse adereço em lugares públicos, a justificativa para tal medida, se apóia no constrangimento que tais vestimentas e acessórios provocam nas pessoas que não são muçulmanas. 
id UNESP-32_47b61393d7742ead63169a5e7aebfd8b
oai_identifier_str oai:ojs.www2.marilia.unesp.br:article/1703
network_acronym_str UNESP-32
network_name_str Revista Aurora (Online)
repository_id_str
spelling O VÉU DEPOIS DO 11 DE SETEMBRO: A identidade e o direito das mulheres islâmicasEsse artigo tenciona compreender a controvertida história do uso do véu islâmico, seu poder simbólico2 enquanto identidade de um grupo e o direito ou não de usá-lo, seja em seus países de origem, sejam em outros países. Nascido da necessidade de proteger as primeiras mulheres muçulmanas, o véu não pode ser usado para oprimi-las como fazem muitos países árabes não seculares, mas também não pode ser proibido quando o seu uso é adotado como símbolo de luta política, seja contra ditaduras laicas, seja como emblema de um nacionalismo. Recentemente a França aprovou uma lei que proíbe o uso desse adereço em lugares públicos, a justificativa para tal medida, se apóia no constrangimento que tais vestimentas e acessórios provocam nas pessoas que não são muçulmanas. Faculdade de Filosofia e Ciências2011-12-27info:eu-repo/semantics/articleinfo:eu-repo/semantics/publishedVersionapplication/pdfhttps://revistas.marilia.unesp.br/index.php/aurora/article/view/170310.36311/1982-8004.2011.v5n1.1703Revista Aurora; v. 5 n. 1 (2011): Revista Aurora1982-80042177-0484reponame:Revista Aurora (Online)instname:Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP)instacron:UNESPporhttps://revistas.marilia.unesp.br/index.php/aurora/article/view/1703/1437Copyright (c) 2011 Revista Aurorahttps://creativecommons.org/licenses/by/4.0/info:eu-repo/semantics/openAccessCollares, Valdeli Coelho2020-07-29T11:15:36ZRevistahttps://revistas.marilia.unesp.br/index.php/aurora/indexPUB
dc.title.none.fl_str_mv O VÉU DEPOIS DO 11 DE SETEMBRO: A identidade e o direito das mulheres islâmicas
title O VÉU DEPOIS DO 11 DE SETEMBRO: A identidade e o direito das mulheres islâmicas
spellingShingle O VÉU DEPOIS DO 11 DE SETEMBRO: A identidade e o direito das mulheres islâmicas
Collares, Valdeli Coelho
title_short O VÉU DEPOIS DO 11 DE SETEMBRO: A identidade e o direito das mulheres islâmicas
title_full O VÉU DEPOIS DO 11 DE SETEMBRO: A identidade e o direito das mulheres islâmicas
title_fullStr O VÉU DEPOIS DO 11 DE SETEMBRO: A identidade e o direito das mulheres islâmicas
title_full_unstemmed O VÉU DEPOIS DO 11 DE SETEMBRO: A identidade e o direito das mulheres islâmicas
title_sort O VÉU DEPOIS DO 11 DE SETEMBRO: A identidade e o direito das mulheres islâmicas
author Collares, Valdeli Coelho
author_facet Collares, Valdeli Coelho
author_role author
dc.contributor.author.fl_str_mv Collares, Valdeli Coelho
dc.description.none.fl_txt_mv Esse artigo tenciona compreender a controvertida história do uso do véu islâmico, seu poder simbólico2 enquanto identidade de um grupo e o direito ou não de usá-lo, seja em seus países de origem, sejam em outros países. Nascido da necessidade de proteger as primeiras mulheres muçulmanas, o véu não pode ser usado para oprimi-las como fazem muitos países árabes não seculares, mas também não pode ser proibido quando o seu uso é adotado como símbolo de luta política, seja contra ditaduras laicas, seja como emblema de um nacionalismo. Recentemente a França aprovou uma lei que proíbe o uso desse adereço em lugares públicos, a justificativa para tal medida, se apóia no constrangimento que tais vestimentas e acessórios provocam nas pessoas que não são muçulmanas. 
description Esse artigo tenciona compreender a controvertida história do uso do véu islâmico, seu poder simbólico2 enquanto identidade de um grupo e o direito ou não de usá-lo, seja em seus países de origem, sejam em outros países. Nascido da necessidade de proteger as primeiras mulheres muçulmanas, o véu não pode ser usado para oprimi-las como fazem muitos países árabes não seculares, mas também não pode ser proibido quando o seu uso é adotado como símbolo de luta política, seja contra ditaduras laicas, seja como emblema de um nacionalismo. Recentemente a França aprovou uma lei que proíbe o uso desse adereço em lugares públicos, a justificativa para tal medida, se apóia no constrangimento que tais vestimentas e acessórios provocam nas pessoas que não são muçulmanas. 
publishDate 2011
dc.date.none.fl_str_mv 2011-12-27
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/article
info:eu-repo/semantics/publishedVersion
format article
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/aurora/article/view/1703
10.36311/1982-8004.2011.v5n1.1703
url https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/aurora/article/view/1703
identifier_str_mv 10.36311/1982-8004.2011.v5n1.1703
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.relation.none.fl_str_mv https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/aurora/article/view/1703/1437
dc.rights.driver.fl_str_mv Copyright (c) 2011 Revista Aurora
https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/
info:eu-repo/semantics/openAccess
rights_invalid_str_mv Copyright (c) 2011 Revista Aurora
https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/
eu_rights_str_mv openAccess
dc.format.none.fl_str_mv application/pdf
dc.publisher.none.fl_str_mv Faculdade de Filosofia e Ciências
publisher.none.fl_str_mv Faculdade de Filosofia e Ciências
dc.source.none.fl_str_mv Revista Aurora; v. 5 n. 1 (2011): Revista Aurora
1982-8004
2177-0484
reponame:Revista Aurora (Online)
instname:Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP)
instacron:UNESP
instname_str Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP)
instacron_str UNESP
institution UNESP
reponame_str Revista Aurora (Online)
collection Revista Aurora (Online)
repository.name.fl_str_mv
repository.mail.fl_str_mv
_version_ 1727298264066162688