Qualidade de cultivares de gérbera de vaso em função das características físicas e químicas dos substratos

Bibliographic Details
Main Author: Ludwig, Fernanda [UNESP]
Publication Date: 2011
Other Authors: Guerrero, Amaralina Celoto [UNESP], Fernandes, Dirceu Maximino [UNESP], Bôas, Roberto Lyra Villas [UNESP], Laschi, Denise [UNESP]
Format: Article
Language: por
Source: Repositório Institucional da UNESP
Download full: http://hdl.handle.net/11449/141400
http://dx.doi.org/10.14295/rbho.v17i2.710
Summary: A gérbera é uma planta que vem ganhando destaque no mercado de flores e plantas ornamentais. Com o objetivo de avaliar a preferência do consumidor quanto a cultivares de gérbera produzidas em substratos, com diferentes características físicas e químicas, realizou-se o experimento sob ambiente protegido, de setembro a novembro de 2008, na FCA/ Unesp, Botucatu (SP). O delineamento experimental foi o de blocos casualizados em esquema fatorial 5x2 (5 substratos e 2 cultivares) e quatro repetições. Os substratos utilizados foram: 1= 40% terra vermelha, 40% casca de pinus, 10% composição 1 (C1 ) (40% casca de pinus + 30% vermiculita + 30% casca de arroz carbonizada), 10% composição 2 (C2 ) (75% casca de pinus + 25% acícula de pinus); 2= 20% terra vermelha, 30% casca pinus, 30% C1 , 20% C2 ; 3= 50% casca de pinus, 20% fibra de coco granulada, 30% C1 ; 4= 30% casca de pinus, 30% C1 , 20% fibra de coco granulada, 20% fibra de coco mista; e 5= substrato comercial (70% casca de pinus + 15% turfa + 15% vermiculita). As cultivares utilizadas foram Red e Cherry. As plantas, em ponto de comercialização, foram avaliadas por consumidores com o preenchimento de questionário, atribuindo notas para o aspecto das folhas, das inflorescências e geral da planta. Em seguida, foram determinados o número e o diâmetro das inflorescências, número de folhas, diâmetro da planta, diâmetro da haste, altura da planta, área foliar, fitomassa fresca e seca e conteúdo de água da parte aérea. As notas superiores foram atribuídas à cultivar Cherry, que apresentou maior diâmetro da inflorescência e planta e menor número das inflorescências. As plantas conduzidas nos substratos com menor pH e maiores densidades tiveram as notas inferiores, tendo apresentado menor número de folhas, diâmetro da planta e área foliar. Conclui-se que a cultivar Cherry tem maior aceitação pelo consumidor em relação à Red e que substratos com densidade seca inferior a 530 kg m-3 e valores de pH entre 5,5 e 6,8 são mais adequados para produção de gérbera.
id UNSP_ed65977614340e1e1fd6a4ac93baa290
oai_identifier_str oai:repositorio.unesp.br:11449/141400
network_acronym_str UNSP
network_name_str Repositório Institucional da UNESP
repository_id_str 2946
spelling Ludwig, Fernanda [UNESP]Guerrero, Amaralina Celoto [UNESP]Fernandes, Dirceu Maximino [UNESP]Bôas, Roberto Lyra Villas [UNESP]Laschi, Denise [UNESP]Universidade Estadual Paulista (Unesp)d9296634-d993-48ab-99c6-a2d4cbef2ae4692a5dab-549a-4479-8235-28f69906861fc8eef2bb-be02-47fa-a986-fef1dfcd4775f7a1d7db-63f5-46f4-9524-74e369a0ff8a775262ed-53e5-4231-bc43-b5db76ee1ab12016-07-07T12:38:10Z2016-07-07T12:38:10Z2011Revista Brasileira de Horticultura Ornamental, v. 17, n. 2, p. 141-148, 2011.1414-039Xhttp://hdl.handle.net/11449/141400http://dx.doi.org/10.14295/rbho.v17i2.71010.14295/rbho.v17i2.710ISSN1414-039X-2011-17-02-141-148.pdf35410509093313640774934513945894A gérbera é uma planta que vem ganhando destaque no mercado de flores e plantas ornamentais. Com o objetivo de avaliar a preferência do consumidor quanto a cultivares de gérbera produzidas em substratos, com diferentes características físicas e químicas, realizou-se o experimento sob ambiente protegido, de setembro a novembro de 2008, na FCA/ Unesp, Botucatu (SP). O delineamento experimental foi o de blocos casualizados em esquema fatorial 5x2 (5 substratos e 2 cultivares) e quatro repetições. Os substratos utilizados foram: 1= 40% terra vermelha, 40% casca de pinus, 10% composição 1 (C1 ) (40% casca de pinus + 30% vermiculita + 30% casca de arroz carbonizada), 10% composição 2 (C2 ) (75% casca de pinus + 25% acícula de pinus); 2= 20% terra vermelha, 30% casca pinus, 30% C1 , 20% C2 ; 3= 50% casca de pinus, 20% fibra de coco granulada, 30% C1 ; 4= 30% casca de pinus, 30% C1 , 20% fibra de coco granulada, 20% fibra de coco mista; e 5= substrato comercial (70% casca de pinus + 15% turfa + 15% vermiculita). As cultivares utilizadas foram Red e Cherry. As plantas, em ponto de comercialização, foram avaliadas por consumidores com o preenchimento de questionário, atribuindo notas para o aspecto das folhas, das inflorescências e geral da planta. Em seguida, foram determinados o número e o diâmetro das inflorescências, número de folhas, diâmetro da planta, diâmetro da haste, altura da planta, área foliar, fitomassa fresca e seca e conteúdo de água da parte aérea. As notas superiores foram atribuídas à cultivar Cherry, que apresentou maior diâmetro da inflorescência e planta e menor número das inflorescências. As plantas conduzidas nos substratos com menor pH e maiores densidades tiveram as notas inferiores, tendo apresentado menor número de folhas, diâmetro da planta e área foliar. Conclui-se que a cultivar Cherry tem maior aceitação pelo consumidor em relação à Red e que substratos com densidade seca inferior a 530 kg m-3 e valores de pH entre 5,5 e 6,8 são mais adequados para produção de gérbera.Gerbera is a plant that has gained prominence in the market of flower and ornamental plant. Aimed at evaluating the consumer preference of gerbera cultivars produced in substrates with different physical and chemical characteristics, an experiment was carried out in greenhouse from September to November 2008 at FCA/UNESP, Botucatu (SP), Brazil. Experimental design was in randomized blocks, in factorial arrangement 5x2 (5 substrates and 2 cultivars), with four replicates. The substrates used were: 1= 40% red soil, 40% pine bark, 10% composition 1 (C1) (40% pine bark + 30% vermiculite and 30% carbonized rice husk), 10% composition 2 (C2) (75% pine bark + 25% needles of pine); 2= 20% red soil, 30% pine bark, 30% C1, 20% C2; 3= 50% pine bark, 20% coconut granulated fiber, 30% C1, 4= 30% pine bark, 30% C1, 20% coconut granulated fiber, 20% coconut mixed fiber; 5) commercial substrate (70% pine bark + 15% peat + 15% vermiculite) and the cultivars were Red and Cherry. Plants at the commercialization point were evaluated by consumers, who filled in a questionnaire, grading the aspect of leaves, inflorescences and overall plants. Then, inflorescence number and diameter, leaf number, plant diameter, stem diameter, plant height, leaf area, fresh and dry phytomass, and water content were assessed. The highest grades were attributed to Cherry cultivar, which presented the largest inflorescence and plant diameter and the smallest inflorescence number. Plants developed in substrates with lower pH and higher densities received the lowest grades and presented the smallest leaf number, plant diameter and leaf area. In conclusion, plant diameter, leaf area, inflorescence diameter and plant height are good indicators in the qualitative evaluation of pot gerbera plants. Cherry cultivar has increased consumer acceptance in relation to Red, and substrates with dry density of less than 530 kg m-3 and pH values between 5.5 and 6.8 are most suitable for the production of gerbera.Made available in DSpace on 2016-07-07T12:38:10Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2011. Added 1 bitstream(s) on 2016-07-07T12:46:45Z : No. of bitstreams: 1 ISSN1414-039X-2011-17-02-141-148.pdf: 1846635 bytes, checksum: dcbd1a411bd89ee96af22bbad88a90f0 (MD5)Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP), Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA), Departamento de Solos e Recursos Ambientais, Botucatu, SP, BrasilUniversidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP), Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA), Departamento de Horticultura, Botucatu, SP, BrasilUniversidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP), Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA), Departamento de Solos e Recursos Ambientais, Botucatu, SP, BrasilUniversidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP), Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA), Departamento de Horticultura, Botucatu, SP, Brasil141-148porRevista Brasileira de Horticultura Ornamental-1-1-1-1-1Currículo Lattesreponame:Repositório Institucional da UNESPinstname:Universidade Estadual Paulista (UNESP)instacron:UNESPGerbera jamesoniiCultivo sem soloFertirrigaçãoGerbera jamesoniiSoilless cultiveFertirrigationQualidade de cultivares de gérbera de vaso em função das características físicas e químicas dos substratosQuality of potted gerbera cultivars as a function of physical and chemical characteristics of the substratesinfo:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/articleinfo:eu-repo/semantics/openAccessUniversidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Ciências Agronômicas, BotucatuSolos e Recursos AmbientaisHorticultura35410509093313640774934513945894ORIGINALISSN1414-039X-2011-17-02-141-148.pdfapplication/pdf1846635https://repositorio.unesp.br/bitstream/11449/141400/1/ISSN1414-039X-2011-17-02-141-148.pdfdcbd1a411bd89ee96af22bbad88a90f0MD51TEXTTHUMBNAILISSN1414-039X-2011-17-02-141-148.pdf.jpgISSN1414-039X-2011-17-02-141-148.pdf.jpgIM Thumbnailimage/jpeg7206https://repositorio.unesp.br/bitstream/11449/141400/3/ISSN1414-039X-2011-17-02-141-148.pdf.jpgeee23868be2d2f45e0b7688c5d05ebffMD5311449/1414002022-05-05 13:28:48.532oai:repositorio.unesp.br:11449/141400Repositório InstitucionalPUBhttp://repositorio.unesp.br/oai/requestopendoar:29462022-05-05T16:28:48Repositório Institucional da UNESP - Universidade Estadual Paulista (UNESP)false
dc.title.pt.fl_str_mv Qualidade de cultivares de gérbera de vaso em função das características físicas e químicas dos substratos
dc.title.alternative.en.fl_str_mv Quality of potted gerbera cultivars as a function of physical and chemical characteristics of the substrates
title Qualidade de cultivares de gérbera de vaso em função das características físicas e químicas dos substratos
spellingShingle Qualidade de cultivares de gérbera de vaso em função das características físicas e químicas dos substratos
Ludwig, Fernanda [UNESP]
Gerbera jamesonii
Cultivo sem solo
Fertirrigação
Gerbera jamesonii
Soilless cultive
Fertirrigation
title_short Qualidade de cultivares de gérbera de vaso em função das características físicas e químicas dos substratos
title_full Qualidade de cultivares de gérbera de vaso em função das características físicas e químicas dos substratos
title_fullStr Qualidade de cultivares de gérbera de vaso em função das características físicas e químicas dos substratos
title_full_unstemmed Qualidade de cultivares de gérbera de vaso em função das características físicas e químicas dos substratos
title_sort Qualidade de cultivares de gérbera de vaso em função das características físicas e químicas dos substratos
author Ludwig, Fernanda [UNESP]
author_facet Ludwig, Fernanda [UNESP]
Guerrero, Amaralina Celoto [UNESP]
Fernandes, Dirceu Maximino [UNESP]
Bôas, Roberto Lyra Villas [UNESP]
Laschi, Denise [UNESP]
author_role author
author2 Guerrero, Amaralina Celoto [UNESP]
Fernandes, Dirceu Maximino [UNESP]
Bôas, Roberto Lyra Villas [UNESP]
Laschi, Denise [UNESP]
author2_role author
author
author
author
dc.contributor.institution.none.fl_str_mv Universidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.contributor.author.fl_str_mv Ludwig, Fernanda [UNESP]
Guerrero, Amaralina Celoto [UNESP]
Fernandes, Dirceu Maximino [UNESP]
Bôas, Roberto Lyra Villas [UNESP]
Laschi, Denise [UNESP]
dc.contributor.authorID.fl_str_mv d9296634-d993-48ab-99c6-a2d4cbef2ae4
692a5dab-549a-4479-8235-28f69906861f
c8eef2bb-be02-47fa-a986-fef1dfcd4775
f7a1d7db-63f5-46f4-9524-74e369a0ff8a
775262ed-53e5-4231-bc43-b5db76ee1ab1
dc.subject.por.fl_str_mv Gerbera jamesonii
Cultivo sem solo
Fertirrigação
topic Gerbera jamesonii
Cultivo sem solo
Fertirrigação
Gerbera jamesonii
Soilless cultive
Fertirrigation
dc.subject.eng.fl_str_mv Gerbera jamesonii
Soilless cultive
Fertirrigation
description A gérbera é uma planta que vem ganhando destaque no mercado de flores e plantas ornamentais. Com o objetivo de avaliar a preferência do consumidor quanto a cultivares de gérbera produzidas em substratos, com diferentes características físicas e químicas, realizou-se o experimento sob ambiente protegido, de setembro a novembro de 2008, na FCA/ Unesp, Botucatu (SP). O delineamento experimental foi o de blocos casualizados em esquema fatorial 5x2 (5 substratos e 2 cultivares) e quatro repetições. Os substratos utilizados foram: 1= 40% terra vermelha, 40% casca de pinus, 10% composição 1 (C1 ) (40% casca de pinus + 30% vermiculita + 30% casca de arroz carbonizada), 10% composição 2 (C2 ) (75% casca de pinus + 25% acícula de pinus); 2= 20% terra vermelha, 30% casca pinus, 30% C1 , 20% C2 ; 3= 50% casca de pinus, 20% fibra de coco granulada, 30% C1 ; 4= 30% casca de pinus, 30% C1 , 20% fibra de coco granulada, 20% fibra de coco mista; e 5= substrato comercial (70% casca de pinus + 15% turfa + 15% vermiculita). As cultivares utilizadas foram Red e Cherry. As plantas, em ponto de comercialização, foram avaliadas por consumidores com o preenchimento de questionário, atribuindo notas para o aspecto das folhas, das inflorescências e geral da planta. Em seguida, foram determinados o número e o diâmetro das inflorescências, número de folhas, diâmetro da planta, diâmetro da haste, altura da planta, área foliar, fitomassa fresca e seca e conteúdo de água da parte aérea. As notas superiores foram atribuídas à cultivar Cherry, que apresentou maior diâmetro da inflorescência e planta e menor número das inflorescências. As plantas conduzidas nos substratos com menor pH e maiores densidades tiveram as notas inferiores, tendo apresentado menor número de folhas, diâmetro da planta e área foliar. Conclui-se que a cultivar Cherry tem maior aceitação pelo consumidor em relação à Red e que substratos com densidade seca inferior a 530 kg m-3 e valores de pH entre 5,5 e 6,8 são mais adequados para produção de gérbera.
publishDate 2011
dc.date.issued.fl_str_mv 2011
dc.date.accessioned.fl_str_mv 2016-07-07T12:38:10Z
dc.date.available.fl_str_mv 2016-07-07T12:38:10Z
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/article
format article
status_str publishedVersion
dc.identifier.citation.fl_str_mv Revista Brasileira de Horticultura Ornamental, v. 17, n. 2, p. 141-148, 2011.
dc.identifier.uri.fl_str_mv http://hdl.handle.net/11449/141400
http://dx.doi.org/10.14295/rbho.v17i2.710
dc.identifier.issn.none.fl_str_mv 1414-039X
dc.identifier.doi.none.fl_str_mv 10.14295/rbho.v17i2.710
dc.identifier.file.none.fl_str_mv ISSN1414-039X-2011-17-02-141-148.pdf
dc.identifier.lattes.none.fl_str_mv 3541050909331364
0774934513945894
identifier_str_mv Revista Brasileira de Horticultura Ornamental, v. 17, n. 2, p. 141-148, 2011.
1414-039X
10.14295/rbho.v17i2.710
ISSN1414-039X-2011-17-02-141-148.pdf
3541050909331364
0774934513945894
url http://hdl.handle.net/11449/141400
http://dx.doi.org/10.14295/rbho.v17i2.710
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.relation.confidence.fl_str_mv -1
-1
-1
-1
-1
dc.relation.ispartof.none.fl_str_mv Revista Brasileira de Horticultura Ornamental
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.format.none.fl_str_mv 141-148
dc.source.none.fl_str_mv Currículo Lattes
reponame:Repositório Institucional da UNESP
instname:Universidade Estadual Paulista (UNESP)
instacron:UNESP
instname_str Universidade Estadual Paulista (UNESP)
instacron_str UNESP
institution UNESP
reponame_str Repositório Institucional da UNESP
collection Repositório Institucional da UNESP
bitstream.url.fl_str_mv https://repositorio.unesp.br/bitstream/11449/141400/1/ISSN1414-039X-2011-17-02-141-148.pdf
https://repositorio.unesp.br/bitstream/11449/141400/3/ISSN1414-039X-2011-17-02-141-148.pdf.jpg
bitstream.checksum.fl_str_mv dcbd1a411bd89ee96af22bbad88a90f0
eee23868be2d2f45e0b7688c5d05ebff
bitstream.checksumAlgorithm.fl_str_mv MD5
MD5
repository.name.fl_str_mv Repositório Institucional da UNESP - Universidade Estadual Paulista (UNESP)
repository.mail.fl_str_mv
_version_ 1748844412454043648